• Banner Lion Brazil Fim de 2019 - 05-12-19
quinta-feira - 11/07/2019 - 04:06h
Legislativo

Propaganda não avança e poderá ser judicializada


A presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB), declarou “fracassada” a mais recente licitação (001/2019) desse poder para contratação de empresa de propaganda.

O montante envolvido chega a R$ 720 mil.

Desconsiderou à sua decisão, recurso interposto administrativamente por uma das concorrentes, a Opa Comunicação.

No último dia 14 de junho (veja AQUI), o legislativo já tinha cientificado que nenhuma das três disputantes – Opa, Quixote Comunicação Integrada e Pauco Propaganda – tinha atingido exigências do edital licitatório. Todas foram desclassificadas.

Outra licitação deverá acontecer. Porém não pode ser descartada uma judicialização do caso.

Há quase um ano que a CMM está sem empresa habilitada à gestão de sua propaganda.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Comunicação / Política

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Judicializar?
    Para abrir um processo, julgar, talvez condenar e depois recurso?
    E quando o recurso for julgado, caso aconteça condenação a pena ser tão branda a ponto de permitir que o condenado continue exercendo cargo eletivo, fazendo licitações e administrando verbas públicas?
    Melhor esquecer este assunto.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.