sábado - 28/05/2011 - 10:11h

Recado



Sabe da noite passada?
Um pouco dela ficou.
Na poeira das estrelas,
A luz dos teus olhos.
Nas minhas mãos pensas,
O extrato do teu perfume.
Na doída memória,
Aquele abraço não dado,
Para sempre perdido.
Sabe do hoje, querida?
Ele veio como prisão.
As horas badalam-me por ti,
E eu encarcerado nesta solidão!…
Sabe do amanhã, querida?
Fale não, fale não! Minha dor é a consciência
de que não existirá jamais, amiga.

Clauder Arcanjo É poeta e escritor cearense

* Do livro Novenário de Espinhos (lançado sexta-feira, 27, em Mossoró).

 

Categoria(s): Nélter Queiroz

Comentários

  1. François Silvestre diz:

    Cearense nada! O Ceará já perdeu o poeta. E nós ganhamos…

  2. MARIA JEREMIAS DOS SANTOS diz:

    Quer publicar seu texto, sua poesia gratuitamente venha para o http://www.becodospoetas.com.br/ aqui você consegue!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.