• Banner Lion Brazil Fim de 2019 - 05-12-19
quarta-feira - 25/02/2015 - 07:32h
Seara

Regularização de terras é tema de reunião na Seara


O titular da Secretaria de Estado de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (Seara), Raimundo Costa, recebeu em Natal o Deputado Estadual Manoel Cunha Neto (PHS), “Souza”, para tratar de questões ligadas à regularização fundiária de terras dos municípios de Porto do Mangue. Foi nessa terça-feira (24).

Reunião inicia integração de ações (Foto: Seara)

O encontro, que contou com a participação de lideranças e vereadores do município, também serviu para discutir acerca de uma agenda conjunta, entre a Seara e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Em pauta, por exemplo, a emancipação do Projeto de Assentamento Praia do Rosado, localizado no município de Porto do Mangue.

“A vinda do Deputado Souza Neto em nossa sede foi muito proveitosa. Tivemos a oportunidade de esclarecer sobre o processo de regularização de terras que é realizado pela secretaria”, ressaltou Raimundo Costa.

“Passo a acompanhar, sugerir e contribuir diretamente com a Seara e Incra, além de outros órgãos públicos, para de forma integrada trabalharmos por essa é outras comunidades que não costumam ter voz”, disse Souza.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Seara.

Categoria(s): Gerais / Política

Comentários

  1. LAIR SOLANO VALE diz:

    Boa tarde. Muito bom ler as ações do novo DEPUTADO SOUZA. Concentrando esforços pela sua região e antenado com os graves problemas do nosso estado. Parabéns.
    Importante; Convide o Deputado. Ricardo Mota – autor do projeto – para consegir levar adiante a CONSTRUÇÃO da PONTE – AREIA BRANCA / GROSSOS. É pra ONTEM……………………………………………………….

  2. LAIR SOLANO VALE diz:

    Boa tarde. Muito bom ler as ações do novo DEPUTADO SOUZA. Concentrando esforços pela sua região e antenado com os graves problemas do nosso estado. Parabéns.
    Importante; Convide o Deputado. Ricardo Mota – autor do projeto – para conseguir levar adiante a CONSTRUÇÃO da PONTE – AREIA BRANCA / GROSSOS. É pra ONTEM……………………………………………………….

  3. Inácio Augusto de Almeida diz:

    AOS OPOSICIONISTAS CINQUENTINHA, JOSUÉ, GUTEMBERG
    Por acreditar nas boas intenções de vocês e vislumbrar que em breve Mossoró terá um prefeito compromissado apenas com o bem da cidade, sinto que está na hora de passar-lhes as propostas que tenho para:
    CRIAÇÃO DE UMA TARIFA SOCIAL PARA CONSUMO DE ÁGUA.
    FLANELINHAS.
    CAMELÔS.
    A) CRIAÇÃO DE UMA TARIFA SOCIAL PARA A ÁGUA.
    Não é justo ver pessoas humildes fazendo parcelamento de contas de água, que não foram pagas em dia por total falta de condição financeira, quando se sabe que com a criação de uma TARIFA SOCIAL isto deixaria de acontecer.
    É possível criar uma TARIFA SOCIAL e ainda aumentar o faturamento da CAERN.
    Sei que a CAERN é uma empresa do Governo do RN, mas se o projeto da TARIFA SOCIAL for levado ao Governador pelo Prefeito da cidade é quase certo que seja implantado, não só em Mossoró, mas em todo RN.
    Para isto é necessário que o Prefeito tenha compromisso com o social.
    E isto todos vocês três tem.
    B) SITUAÇÃO DOS FLANELINHAS EM MOSSORÓ.
    É fácil retirar os FLANELINHAS das ruas de Mossoró sem que haja qualquer impacto social. Isto eu cheguei a falar até em programa de rádio.
    Na mensagem do Prefeito para 2015 ele cita a criação do ZONA AZUL, mas sem esclarecer o tratamento que será dispensado aos FLANELINHAS.
    Criar o ZONA AZUL e simplesmente retirar os FLANELINHAS das ruas irá criar um problema social que ele não consegue sequer imaginar.
    É preciso realizar todo um trabalho de Assistência Social para retirar os FLANELINHAS das ruas de Mossoró.
    Isto eu quero explicar para vocês de forma detalhada.
    C) CAMELÔS
    Há coisa de um ano, em comentário aqui publicado, eu sugeri que era possível acomodar os camelôs e deixar as calçadas de Mossoró para a livre circulação dos mossorenses.
    Propus que fosse criado o MMM, MERCADO DOS MASCATES DE MOSSORÓ, onde os hoje ocupantes das calçadas receberiam lojinhas, financiadas a longo prazo e sem cobrança de juros, que lhes permitiria continuar exercendo suas atividades.
    Como sempre, atropelam tudo e em parceria com a iniciativa privada constroem o que chamam de Shopping Popular.
    Poderão os atuais camelôs assumirem as despesas deste Shopping Popular? Quanto custará um cantinho para ali trabalharem? Haverá fluxo de pessoas interessadas nas mercadorias expostas em andares diversos?
    Como manter preços populares se passarão a ter diversas despesas?
    Por que não doaram um terreno para a construção do MMM por parte de uma Associação dos Camelôs? Por que não conseguiram financiamento para a construção do MMM?
    O Shopping está construído.
    Mas será que os camelôs aceitarão as condições que lhes serão impostas para ali se instalarem?
    Por acreditar que do ponto de vista econômico é totalmente inviável este Shopping, desejo detalhar para vocês um projeto de retirada dos camelôs das ruas com prioridade total para o social.
    ///////
    A idade já começa a pesar e creio ter chegado a hora de colocar nas mãos de vocês estas sugestões.
    Que Deus os mantenha na luta e ilumine os mossorenses a fim de que um dia Mossoró tenha uma administração voltada para o bem de todos.
    Um forte abraço.
    Inácio Augusto de Almeida
    91397139

  4. Antonio Augusto de Sousa diz:

    Parabéns para o deputado Souza em mais esse projeto.

    Apesar de neófito na deputação, tá simplesmente dando um show de atuação parlamentar. Desde problema com os táxi, de Mossoró e Tibau, passando por este da regularização de terras, tudo que diz respeito a esses municípios, onde ele foi votado, passa pelo crivo dele.

    Está certíssimo ele!!

    Como perguntar não ofende, por onde anda o tal do Galeno? Claro que me refiro ao deputado, e não ao cantor, que vez por outra aparece por aqui, para tomar uns “birinaites”, e infelizmente, não posso acompanhá-lo por causa do meu fígado, que anda meio bombado.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *