terça-feira - 30/01/2018 - 13:18h
Hoje

Robinson Faria tem passagem ‘vapt-vupt’ por Mossoró


Do Blog Saulo Vale

O governador Robinson Faria (PSD) teve uma rápida passagem por Mossoró na manhã desta terça-feira (30).

Desembarcou, por volta das 9h30, no Aeroporto Dix-sept Rosado, para, logo em seguida, às pressas, seguir para o município de Baraúna, a 36 quilômetros de Mossoró, com destino à inauguração do abatedouro municipal.

Entrevistado por Carol Ribeiro (TV Cabo Mossoró-TCM e 95 FM), Robinson demonstrou nervosismo (Foto: Redes sociais)

Curioso que a agenda não foi informada oficialmente. Mais curioso ainda é a apressada passagem do governador pela segunda maior cidade do estado.

Sempre que pousava no Aeroporto Dix-sept Rosado, o governador costumava dar uma maratona de entrevistas à imprensa local. Dessa vez, setores da imprensa ficaram a ver navios.

Nota do Blog Carlos Santos – Ouvi relatos de circunstantes, de que o governador parecia bastante nervoso. Atropelou as palavras, gaguejou, dando demonstração de irritação com a entrevista que chegou a conceder à jornalista Carol Ribeiro (TV Cabo Mossoró-TCM e 95 FM).

Também foi escassa a presença de correligionários no aeroporto Dix-sept Rosado, em Mossoró.

Leia também: Governador cumpre agenda sem divulgação oficial.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. François Silvestre diz:

    Inaugurar um abatedouro? Bem apropriado. E nos outros municípios como serão abatidos os demais administrados?

  2. Rodrigo diz:

    João Cláudio, gostaria de sua análise sobre o que “estaria pensando” esse cidadão de camisa preta nessa foto…..

  3. João Claudio diz:

    A foto e o fato a pedido do caro e prezado leitor e comentarista, Rodrigo.

    O cidadão que veste camisa preta é um daqueles eleitores que chegam à sessão às 5 horas da manhã para ser o primeiro a ‘CONFIRME’ em qualquer candidato.

    A expressão sugere que esse cidadão abordou o governador tão logo o mesmo desceu do avião.

    Houve o seguinte diálogo:

    - ‘Robis, eu votei em você e tô precisando de uma ajuda para comprar telha e tijolo para terminar o meu barraco.

    - Homi, eu tô chegando agora. Espere um pouco. Depois a gente conversa.

    10 minutos depois quando o governador já estava no saguão do aeroporto….

    - ‘Robis’, num sisquêça deu não, viu?

    - Peraííííííí, homi.´

    5 minutos depois… Na saída do aeroporto, o cidadão se posta à frente do governador, entorta a cabeça e fala para si mesmo:

    - (Hummmmmmmmm. Num vai dá não, né? Pois eu vou soltar um peido à lá ‘ovo cozido com cuscuz’).

    O efeito do ‘tiro’:

    a – Percebam que o careca e o cidadão de óculos escuro que estão atrás dele levam as mãos aos seus narizes.

    b – O cidadão que usa boné que está à sua frente, olha para o lado para saber de onde veio o ‘tiro’. É do tipo envergonhado que de pronto diz: ‘Num foi eu, não’.

    c – A reporte infla as bochechas e cerra os lábios imaginando que vai fechar os narizes.

    d – O cidadão que está por trás do governador franze a testa, o que sugere que ele tragou calado e sem espanto parte do ‘flato’.

    e – Por fim e bem como bem escreveu o jornalista Carlos Santos, ”O governador parecia bastante nervoso. Atropelou as palavras, gaguejou, dando demonstração de irritação com a entrevista’.
    A irritação não era com a entrevista. Era o flato que fazia arder os seus olhos.

    Moral da história:

    Me dê senão eu peido.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.