sexta-feira - 26/02/2016 - 17:36h
Colômbia

Robinson participa de reunião no Ministério da Defesa


Dando continuidade à agenda oficial na Colômbia, o governador Robinson Faria (PSD) foi recebido, nesta quinta-feira (25), no Ministério da Defesa Nacional daquele país, onde participou de reuniões que trataram de políticas de defesa social e, ainda, de possíveis parcerias com o Rio Grande do Norte, como a assinatura de um termo de cooperação na área da Segurança.

Robinson teve reunião importante reunião na Colômbia de olho na Segurança Pública (Foto: Assecom)

Antes disso, o governador esteve, também, com o ministro da Fazenda da Colômbia, Mauricio Cárdenas.  Cárdenas ofereceu um almoço à comitiva do estado do Rio Grande do Norte, formada ainda pelo procurador-geral de Justiça do Rio Grande do Norte (PGJ), Rinaldo Reis Lima; pelo Procurador Geral do Estado, Francisco Wilkie; pelo secretário-adjunto da Defesa Social (Sesed), Caio Bezerra e pelo secretário de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc), Cristiano Feitosa.

Intercâmbios

Durante o almoço, foram apresentadas experiências exitosas da economia colombiana e discutidas oportunidades de intercâmbios de investimentos entre o Rio Grande do Norte e a América Latina. Mauricio Cárdenas, que já atuou como Ministro de Minas e Energia, foi também diretor da América Latina do Instituto Brookings, um dos mais prestigiados centros de pesquisa econômica nos Estados Unidos.

Já no Ministério da Defesa Nacional, a comitiva foi recebida pelo vice-ministro da Defesa para as Políticas Internacionais, Anibal Fernandez de Soto e o vice-ministro para o Grupo Social e Empresarial da Defesa, o General José Javier Pérez Mejía.

No encontro foram abordadas formas de cooperação para auxiliar o estado do Rio Grande do Norte no planejamento e execução de programas de segurança pública.

Veja detalhes AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Será que o Governador Robinson sabe que o “milagre” da segurança colombiana se deve a ajuda financeira dos EUA que foi de centenas de milhões de dólares? Desesperado pela invasão da droga no seu território os americanos resolveram bancar a conta da segurança colombiana. Recursos até para programas sociais aconteceram. Será que os americanos têm algum interesse em bancar a segurança do RN? Os métodos colombianos de segurança são excelentes, mas os custos são estratosféricos.
    /////
    O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RN JULGARÁ SAL GROSSO ANTES DAS ELEIÇÕES?
    SE SAL GROSSO PRESCREVER COMO DIZER AOS MEUS FILHOS QUE O CRIME NÃO COMPENSA?
    DEFENDA SEU DINHEIRO. NÃO VOTE EM CORRUPTO!

  2. João Claudio diz:

    Copiar modelo de gestão da Colômbia, hummmmm…lembrei- me de duas frases de um texto escrito aqui por François Silvestre:

    ”Falta de inventividade cerebral, e raquitismo criativo ”.

    Ah, em se tratando de país sério, hoje, na America do Sul só escapa o Chile. O resto, é tudo farinha do mesmo saco.

  3. João Claudio diz:

    Copiar modelo de gestão da Colômbia, hummmmm…lembrei- me de duas frases de um texto escrito aqui por François Silvestre:

    ”Falta de inventividade cerebral, e ”Raquitismo criativo ”.

    Ah, em se tratando de país sério, hoje, na America do Sul só escapa o Chile. O resto, é tudo farinha do mesmo saco.

  4. lair solano vale diz:

    Muito bem Governador, seja persistente,insista. Você demonstra ser uma pessoa que não se encolhe e nem se esconde diante das dificuldades. Se vai resolver não sei. Enquanto a elite financeira e intelectual deste país estiver cheirando pó e usando outras drogas, financiando o tráfico, fica difícil solucionar esta matança de jovens, na sua maioria pobres e analfabetos. Me deprimo ao ouvir no meu consultório, diversos profissionais liberais e servidores públicos se dizendo usuário de macanha. Imagino o que não escutam os nossos bravos psiquiatras.

  5. João Claudio diz:

    Tô ligado, mêrmão!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.