sexta-feira - 28/03/2008 - 12:40h

Rosalbismo fabrica crise para impor sua vontade II


A principal barricada a fechar a reocupação da Prefeitura de Mossoró pelo casal Carlos Augusto-Rosalba Ciarlini (veja matéria abaixo), é do chefe de Gabinete Gustavo Rosado (DEM). Irmão da prefeita Fafá Rosado (DEM), ele não aceita a subordinação.

Gustavo, visto como "prefeito de fato", papel que o ex-deputado estadual Carlos Augusto ocupou nas três gestões da mulher, a hoje senadora Rosalba Ciarlini, acha descabida a "intervenção branca". Mesmo sem maior experiência na atividade política, ele sabe que o projeto do casal não é o de Fafá e sua família.

Os interesses da ala de Fafá & Irmâos têm alguns conflitos com as prioridades de Carlos e Rosalba. Um exemplo clássico é Ruth, irmã da ex-prefeita Rosalba, não é aceita como vice de Fafá para outro mandato. Os sorrisos em eventos públicos saem a alto custo.

 
O controle da atual gestão, que ocorre de modo centralizado nas mãos de Gustavo, não é dividida nem entre outros familiares. É ele e ele, no máximo delegando papéis. Passar o "bastão" a Carlos, sequer foi cogitado.

Não é por acaso que a gestão de Fafá tem dois secretários acumulando cargos. Fechará a conta de três no início de abril, quando sair a rosalbista Niná Rebouças (DEM) da pasta da Educação, para se candidatar a vereador. 

Quem mais ajuda o esquema de Fafá engrossar o "cangote" é a idéia de não ter adversários para a reeleição à prefeitura. Realmente, com uma oposição de faz-de-conta à vista, parece ser fato consumado a vitória. Daí um certo vigor para enfrentar o cerco de Carlos e Rosalba.

Categoria(s): Sem categoria

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.