sexta-feira - 05/05/2017 - 07:30h
Mossoró

Roubo de carro, pistola na cabeça, violência que não para


Carlos Santos,

A violência e a insegurança imperam em Mossoró. Hoje (ontem), dia 04/05/2017, enquanto ministrava aulas na Universidade do Estado do RN (UERN), minha residência foi invadida por homens armados.

Levaram o carro do meu filho José Romero Araújo Cardoso Júnior e colocaram pistolas na cabeça dele.

Até quando seremos reféns do medo proporcionado por essa onda insana de violência que atinge-nos em nossas próprias casas?

José Romero Araújo Cardoso – Professor

Nota do Blog – Na verdade, não quero ser pessimista em relação ao tema, mas realista: ainda não chegou no pior.

Vai piorar muito mais.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): E-mail do Webleitor / Segurança Pública/Polícia

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    E com o nível da EDUCAÇÃO que temos, vai piorar muito mais.
    Como pensar que milhões de jovens nos próximos 10 anos sejam inseridos num mercado de trabalho cada vez mais exigente e que só oferece vagas a pessoas altamente qualificadas? Como pensar em aproveitar jovens que saem das escolas com diploma de segundo grau sem sequer saber o que é uma regra de três ou calcular a área de um quadrado? Jovens que quando escutam falar em sujeito pensam que é o seu Manoel da Padaria.
    Qual o jovem estudante de escola pública da rede municipal de ensino de Mossoró que tem acesso a computador? No Colégio Evangélico dizem, DIZEM que existem computadores, mas quando um aluno utilizou um computador para pesquisa?
    Sem receberem uniformes, sem material material escolar, merenda escolar se resumindo a duas bolachas e um copo de refresco, isto quando tem Merenda Escolar, os alunos se sentem desestimulados a se dedicarem aos livros.
    E o pior, com ano letivo iniciando no dia 6 de março e greves se sucedendo, como estes alunos se prepararem para o mercado de trabalho?
    Para completar a tragédia, a EDUCAÇÃO entregue a uma pessoa que fez curso em faculdade que recebeu grau 1 na avaliação do MEC.
    A tudo isto some a SEGURANÇA apresentando problemas gravíssimos, a começar pelo efetivo de policiais diminuto. Há quantos anos o governo do RN não realiza concurso para ingresso na PM?
    Tudo o que acontece hoje em termos de falta de segurança é reflexo do que fizeram anos atrás com a EDUCAÇÃO e a SEGURANÇA.
    Tudo o que acontecer amanhã é reflexo do que estão fazendo hoje com a EDUCAÇÃO e a SEGURANÇA.
    O FUTURO É SOMBRIO.

  2. Amorim diz:

    Como disse o pai Boechact: “o mundo não acabou, estamos apenas assistindo o video tape dos piores momentos!
    Como naquele longínquo país: governados por bandidos para bandidos.

  3. Marcos Pinto. diz:

    Sei que foge às regras do bom senso, mas tenho certeza que devemos organizar grupos em cada rua para começarmos a eliminarmos esses meliantes que todos os dias põem a população em sobressalto, agonia essa que sufoca e estrangula todos os nossos momentos de lazer dentro de nossos lares. Na hora que começarem a se unirem nesse contexto e aparecerem bandidos eliminados todos os dias nos leitos das ruas e avenidas vai suscitar dois fatores: O primeiro é a tal da manifestação intempestiva da Comissão de Direitos Humanos. O outro cenário é o de que os bandidos vão começar a recuar, diante manifesta organização dos caça-bandidos, nos quais me incluo. Que me processem !. Estou pronto para o embate. Si vis pacem, para bellum. provérbio latino. Pode ser traduzido como: “se quer paz, prepare-se para a guerra” (geralmente interpretado como querendo dizer paz através da força — uma sociedade forte sendo menos apta a ser atacada por inimigos).[1] do autor Latino do quarto ou quinto século Publius Flavius Vegetius Renatus.

    • gilmar h diz:

      A bem da verdade, é preciso força para mudar uma situação. É a lei da Física. Manifestação por manifestação? É melhor não fazê-la. Contra políticas impopulares, o povo, titular de soberania numa Democracia, deve fazer, por bom senso 1, apenas 1 manifestação objetiva de advertência. E uma outra, a última, já p destronar. Caso contrário, … Veja o que aconteceu no Brasil. Ninguém se iluda, só haverá mudanças sociais se o povo botar pra destronar. Foi assim nas sociedades desenvolvidas.
      No que me concerne, já passei por várias tentativas de assaltos por bandidos marginais, mas ainda não fui assaltado. Porém, o Governo vampiro em parceria com a bandidagem de colarinho-branco rouba o povo todos os dias.

  4. Marcos Pinto. diz:

    Minha irrestrita solidariedade ao grande amigo e nobre Confrade José Romero. Amigo, se quiseres posso te emprestar a minha espingarda bate-bucha, aquela famosa arma sertaneja que tem duas funções, por só ter capacidade para um único tiro : atirar e depois correr.

    • Amorim diz:

      No momento, graças a minha inigualável “inteligência” tenho a sensação que nós é que estamos errados ao nos defendermos dos meliantes! Já pensram no trauma causado a elles por um assalto frustado! Gente tem dó, sôsto!

  5. João Claudio diz:

    KKKKKKKKK os grupos vão se armar com quê? Com xêxo de pedra, banda de tijolo, com lasca de Imburana, vara verde, baladeira, no tapa, ou os grupos vão acabar com os bandidos matando-os ”de lenço”, ou de vergonha???? KKKKKKKKKKKKKKK

    Homi, tenha paciência e se lembre que foi justamente no governo do Encantador de Burros que o cidadão de bem foi proibido de usar armas, e os bandidos sabendo desse bem bom, dessa ”belaige”, dessa ajuda total do governo, começaram a deitar e a rolar. Isso é fato.

    Os bandidos sabem que, o fato do cidadão ser proibido de sair às ruas usando sequer um canivete no bolso + o ”elemento surpresa”….”Perdeu, mêrmão”. Entendeu?

    No passado, os bandidos só atacavam quando viam um estiloso relógio reluzindo no pulso das pessoas. Se a pessoa não usasse relógio ou um cordão de ouro pendurado no pescoço, o assalto poderia ser frustado, porque o ”lalau” não sabia como avinhar se havia dinheiros nos bolsos da vitima. Em geral não havia. Por isso, havia poucos assaltos.

    Hoje, os bandidos sabem que a ”parada” jamais será frustada, haja vista que todo cidadão e até crianças andam com um ou mais aparelhos de celular na mão ou no bolso.

    O lucro é de 200 reais em cada ”parada”. ”por baixo”, viu?

    Ou a população volta a andar armada, ou desarmem os bandidos.

    Desarmar os bandidos??? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  6. naide maria rosado de souza diz:

    José Romero. Sim, somos reféns de bandidos. Uma
    de minhas filhas foi roubada, assim como o seu filho,
    por bandidos armados. Logo fiz uma oração de
    agradecimento por sua vida ter sido poupada.
    O veículo apareceu dois dias depois, mas com um
    corpo dentro. Executaram alguém no interior do carro.
    Havia muito sangue e massa encefálica que não foram
    retirados . O carro foi para perícia legal. Houve uma
    demora e os restos do corpo apodreceram infiltrados
    no banco traseiro. Parece mórbida a descrição. Mas ela
    retrata a periculosidade dos bandidos.
    Então, José Romero, temos que levantar as mãos
    para os céus pela vida de nossos filhos . Um abraço
    de solidariedade. Nem, ao menos, posso dizer que
    há uma esperança na repressão dos crimes.
    Aqui no RJ, muitas vezes adormeço ouvindo canção
    de balas. Disputa no tráfico.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.