quinta-feira - 10/09/2020 - 13:14h
Mossoró

Sandra desiste de tentar a reeleição; Larissa a substituirá

A vereadora Sandra Rosado (PSDB) anunciou formalmente que não será candidata à reeleição à vereança em Mossoró.

Ex-deputada Sandra Rosado emitiu um comunicado "Ao povo de Mossoró" (Reprodução: BCS)

A ex-deputada estadual Larissa Rosado (PSDB) vai substitui-la.

Mesmo assim, pondera, continuará na militância política.

Na última terça-feira (8), essa posição já tinha sido comunicada internamente a outros componentes do seu grupo e militantes mais próximos, em reunião à Rua Dionísio Filgueira, onde por décadas foi endereço do seu pai, o ex-deputado federal Vingt Rosado (in memoriam).

Depois daremos bastidores e postaremos material analítico.

A mudança estava ‘escrita’ há tempos, como hipótese muito presente.

Confirmou-se.

Leia também: Ex-deputada estadual Larissa Rosado está em cena.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube (AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. João Paulo diz:

    O grupo de Sandra Rosado sempre foi a banda menos estratégica e de menor qualidade desde que os Rosados romperam. Vamos a um exemplo que diz muito do por que o Rosadismo estar na atual situação, com apenas um mandato eletivo na CMM, uma queda e tanto para um grupo que até recentemente tinha mandatos em âmbitos federal e estadual. Em 2006, na campanha para o Senado, Sandra Rosado deu apoio tácito a Rosalba, isso mesmo depois do Rosalbismo ter aplicado, até aquele momento, quatro derrotas ao grupo à prefeitura de Mossoró. Sandra, numa prova de que seu grupo nunca teve uma líder estratégica e de visão ampla, acabou sendo um dos fatores que ajudaram a eleger Rosalba senadora, numa disputa acirrada contra Fernando Bezerra. Se o grupo de Sandra tivesse ido à rua de fato fazer campanha para Fernando, os votos de Mossoró teriam possibilitado com que o senador tivesse sido reeleito, vide que a diferença de votos entre Rosalba e Fernando no estado foi de cerca de 11 mil votos. Em Mossoró, Bezerra teve cerca de 14 mil votos, num pleito em que o Rosadismo teria condições de lhe entregar no mínimo o dobro disso; caso isso tivesse ocorrido, Bezerra teria renovado seu mandato com os milhares de votos a mais que teriam vindo de Mossoró. A vitória de Rosalba ao Senado, a catapultou ao Governo em 2010. Na esperança de que Rosalba se lembrasse dos apoios tácitos que dera em 2006 e 2010, Sandra pensou que Larissa teria, no mínimo, o apoio tácito do Rosalbismo na campanha de 2012, onde se Rosalba não tivesse entrado com ferro e força, ao lado do já comprovado abuso de poder econômico que ocorrera, Larissa teria vencido aquele pleito. E é bom lembrar que em 2014, no pleito suplementar, Rosalba deu apoio tácito a Francisco José Junior, preterindo mais uma vez, a candidatura de Larissa. Em 2016, quando já estava sob a veste do Rosalbismo, Sandra tentou emplacar Larissa a vice na chapa, mas Carlos Augusto não permitiu. Já agora em 2020, o Rosadismo de novo tentou emplacar Larissa a vice, mas Carlos Augusto, novamente, não permitiu. Desde 2012, com o apoio tácito que não veio à Larissa naquela campanha, que o Rosadismo vem sendo humilhado pelo Rosalbismo. Isso se explica pela liderança fraca que Sandra vem exercendo ao longo do tempo no comando de seu grupo. Mas uma questão chama atenção e pode explicar do por que Sandra ter apoiado Rosalba em algumas campanhas. Além da liderança fraca, a proteção familiar da oligarquia pode ter sido um motivo de peso para o Rosadismo ter aceitado apoiar o Rosalbismo em 2006 e 2010. Proteção familiar essa em nome da preservação ao clã que Carlos Augusto não retribuiu ao Rosadismo em 2012, e foi crucial a derrota de Larissa naquele pleito. Sandra Rosado, ela mesma por ela própria, ajudou o grupo estar nesta situação, sobrevivendo com apenas um mandato no legislativo mossoroense, sem nem ao menos ter condições de disputar à prefeitura, onde de 1988 à 2014, o Rosadismo ininterruptamente lançou candidaturas ao executivo.

  2. João 'Dellagnol Moro' Claudio diz:

    Simples! A teta é pequena e não acomoda as bocas da mãe e da filha.

    Tradução:

    Estou tirando a ‘comida’ da minha boca para botar na boca da minha filha.

    • João 'Dellagnol Moro' Claudio diz:

      Se dependesse do gado, a família todinha tava agarrada nas tetas. Até o Sanguessuga.

      – Tô mentindo, Maiada Vermêa?? Tô aumentando, Boi Ambulância? Tô jogando conversa fora, Garrote Rosadin? Tô inventando, Nuvia Encarnada?

      – Muuuuuuuuu….nãaaaaaao….!

      – Ah, tá! Eu sabia.

  3. João 'Dellagnol Moro' Claudio diz:

    Simples! A teta é pequena e não acomoda as bocas da mãe e da filha.

    Tradução:

    Estou tirando a ‘comida’ da minha boca para botar na boca de minha filha.

  4. Q1naide maria rosado de souza diz:

    Entendendo como reinício e, posteriormente, novas conquistas. Sandra não abandona barcos. É capitã. Grande líder política. Gigante.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.