quarta-feira - 31/07/2013 - 19:25h
Entrevista

Secretário Obery Rodrigues aponta o porquê de crise


Em função da gravidade do quadro econômico nacional com expectativas de quedas nas projeções de Produto Interno Bruto (PIBs) para o exercício de 2013, o Rio Grande do Norte, assim como  os demais estados e municípios brasileiros, enfrenta crise financeira. Essa é a justificativa do Governo do Estado para o redemoinho em que está metido.

Obery diz que outros poderes e órgãos técnicos sabiam dos problemas (Ivanízio Ramos)

Para detalhar os motivos que obrigaram o Governo do Estado a adotar um conjunto de medidas de redução de gastos, o secretário estadual de Planejamento e Finanças, Obery Rodrigues, concedeu entrevista coletiva à imprensa na tarde desta quarta-feira (31), no auditório da Governadoria. Obery estava acompanhado do Consultor-geral do Estado, José Marcelo,  do Controlador-geral do Estado, Anselmo Carvalho e do Secretário de Comunicação, jornalista Edílson Braga.

Inicialmente, o Secretário fez uma breve exposição sobre a  crise porque passam o País, os Estados e os Municípios e analisou os cortes que atingiram o orçamento dos três Poderes, TCE  Ministério Público. Segundo Obery, os cortes promovidos não foram surpresa para nenhum dos Poderes.

Afirmou, que a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) se reuniu, individualmente, com o deputado Ricardo Motta (PMN), com o desembargador Aderson Silvino, com o Procurador-Geral de Justiça Rinaldo Reis e com o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Paulo Roberto. Também aconteceram várias reuniões com equipes técnicos de todos os órgãos e poderes analisando a situação financeira do Estado.

O Secretário de Planejamento disse que o Rio Grande do Norte vem enfrentando, desde o ano passado, uma situação de frustração de receita na ordem de 5,3%. Isso, segundo Obery Rodrigues, obrigou o Governo do Estado a adotar, de acordo com as previsões legais da Lei de Responsabilidade Fiscal e da Lei de Diretrizes Orçamentárias, “um conjunto de medidas com vistas a adequar a programação financeira ao quadro concreto de frustração de receitas do Estado, principalmente, das duas principais fontes que compõem a receita do Tesouro do Estado, o ICMS e o FPE”.

Receita

De acordo com o Secretário de Planejamento, as projeções orçamentárias são feitas de acordo com informações passadas pela Secretaria do Tesouro Nacional.

“Fizemos o planejamento com relação ao Fundo de Participação dos Estados (FPE), aplicando o índice do Rio Grande do Norte, que era de 4,17%, alcançando o valor de R$ 3,88 bilhões. Porém, a receita orçada com base nas informações da Secretaria do Tesouro Nacional não se realizou neste primeiro semestre”, pontua o titular do Planejamento.

Em maio, o Governo Federal publicou um decreto reduzindo a expectativa do FPE em 8,1%, o que dificultou o planejamento feito. Na última semana, foi publicado outro decreto de reprogramação financeira por parte do Governo Federal, reduzindo ainda mais a transferência do FPE, agora em 12%.

Com informações do Governo do Estado.

 

Categoria(s): Administração Pública

Comentários

  1. deoclecio diz:

    O PROBLEMA DO BRASIL E Q O DINHEIRO PUBLICO E JOGADO PARA CIMA O QUE FICAR NO AR E D PARA GASTAR E OS OUTROS DINHEIROS E PARA SEREM TROCADOS POR NOTAS FISCAIS FRIAS OU ATE POR FALÇOS COMBUSTIVEL TELEFONES MOVEL SEM LIMITE

  2. Pedro Victor diz:

    Esse senhor acha que eu sou idiota? Ah, desculpe-me, ele deve considerar que eu faço parte da massa de manobra que votou na Rosa…

  3. Italo Gomes diz:

    Esse é um dos grandes incompetentes desse governo. No início, criticou que abusou o orçamento do governo anterior. Já fez dois orçamentos no governo rosado e, os dois, foram piores que os anteriores. No ano passado, remanejou quase 50% do orçamento, numa prova incontesti de que não entende patavina nenhuma de Lei Orçamentária. Não sabe diferenciar investimento de custeio.

  4. Maria Joana Alves de Albuquerque diz:

    ENQUANTO ISTO, [...] NO MUNICÍPIO DE APODI / RN:
    -CASOS DE NEPOTISMO, ESTÃO REINANDO ÀS CLARAS E, [...] CULMINANDO ÀS RAIAS DO ABSURDO, AQUI NA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE APODI/RN.
    -JÁ ESTAR NA HORA DO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL OU/FEDERAL; CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO OU/ A PRÓPRIA POLÍCIA FEDERAL, REALIZAREM INVESTIGAÇÕES AQUI NA PREFEITURA MUNICIPAL DO APODI/RN, POIS O ATUAL PREFEITO DESTE MUNICÍPIO – SR FLAVIANO MONTEIRO,CONTRATOU A SUA PRÓPRIA ESPOSA PARA UM DETERMINADO CARGO COMISSIONADO DESTE MUNICÍPIO DO APODI/RN; UM CUNHADO DELE (PREFEITO); UM PRIMO DELE (PREFEITO), QUE É ADVOGADO, NA QUALIDADE DE SECRETÁRIO ADJUNTO DESTE MUNICÍPIO DE APODI/RN, – SALÁRIO MENSAL= R$ 1.870,00 (HUM MIL, OITOCENTOS E SETENTA REAIS); UMA PRIMA DELE (PREFEITO), NA QUALIDADE DE SECRETÁRIA MUNICIPAL DA SAÚDE, COM SALARIAL MENSAL DE R$ 2.700.00 (DOIS MIL E SETECENTOS REAIS). ISTO SEM CONTAR ALGUNS PRIMOS DELE (PREFEITO), QUE TÊM CARROS ALUGADOS À ESTA MESMA PREFEITURA DO APODI/RN.
    -EXISTEM DIVERSOS(AS) SECRETÁRIOS(AS) MUNICIPAIS DE APODI/RN, QUE SÃO FUNCIONÁRIOS(AS) DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE E QUE, ESTÃO ACUMULANDO CONCOMITANTEMENTE – OS DOIS CARGOS E RECEBENDO TAMBÉM, OS 02 (DOIS) CONTRA-CHEQUES,OU SEJAM: – 01 (UM) CONTRA-CHEQUE DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE APODI E, MAIS UM OUTRO CONTRA-CHEQUE DO ESTADO DO RN. O PIOR: -ESTES(AS) MESMOS(AS) SECRETÁRIOS(AS) ,MUNICIPAIS DE APODI, NÃO DÃO NENHUM EXPEDIENTE NAS REPARTIÇÕES PÚBLICAS DO ESTADO, COMO POR EXEMPLO – NO HOSPITAL REGIONAL “HÉLIO MORAIS MARINHO” E NAS ESCOLAS PÚBLICAS ESTADUAIS, SENDO AS QUAIS – SUBORDINADAS À 13a. DIRED, LOCALIZADAS NESTE MESMO MUNICÍPIO DO APODI/RN.
    -ISTO É NO MÍNIMO: – “A M O R A L”.
    -ADENDO: – A GOVERNADORA DO RN – DRa ROSALBA CIARLINI, DEVERIA EXTINGUIR OS CONTRA-CHEQUES MENSAIS E, POR CONSEGUINTE – AS REMUNERAÇÕES MENSAIS,DESSES(AS) FUNCIONÁRIOS(AS) APROVEITADORES(AS), OPORTUNISTAS DE PLANTÃO,SANGUESSUGAS E FANTASMAS DO ESTADO (RN). AS ECONOMIAS FINANCEIRAS ($$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$) SERIAM INCOMENSURÁVEIS PARA OS COFRES PÚBLICOS DO NOSSO JÁ TÃO SOFRIDO E COMBALIDO ESTADO DO RN.
    -TENHO DITO.
    MUITO OBRIGADA / GENIAL JORNALISTA E EXCELENTE BLOGUEIRO – CARLOS SANTOS.

  5. carloslopes diz:

    Bem que Oberi, deveria usar os seus conhecimentos de Química (já que ele é Engº Quimico), para melhorar a química do Governo do Estado. Isso se ele ainda se lembrar de alguma formula, é claro…

  6. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Esta crise já era do conhecimento de toda a equipe deste governo há muito tempo.
    Por que não foram reduzidos os gastos com viagens?
    Por que foi alugado um avião por mais de 100 mil reais para uma viagem desnecessária?
    Uma viagem a gente sabe. E as outras?
    Por que não reduziram o número de secretarias?
    Por que não acabaram com o cabide de empregos?
    Por que não diminuíram os gastos com propaganda?
    Estavam à espera de um milagre?
    Nunca aconteceu na história da humanidade um caso de multiplicação de dinheiro.
    O único caso de multiplicação de que existe registro é o feito por Jesus.
    Jesus multiplicou os pães e os peixes, não multiplicou dinheiro.
    Eu duvido uma só secretaria ser extinta.
    Eu duvido uma só autarquia ser extinta.
    Extinção apenas acontecerá de barnabés através da fome.
    Aos domingos missa na matriz e comunhão.
    Na festa da padroeira lugar de destaque na procissão para as fotos.
    Uma doação para a igreja, com dinheiro do contribuinte, claro, dá a esta gente a certeza de que Deus é um tolo.
    Certamente não leram:
    ” Nada, em toda a criação, está oculto aos olhos de Deus. Tudo está descoberto e exposto diante dos olhos daquele a quem havemos de prestar contas.”
    Hebreus 4:13
    ///
    CUSCUZ COM OVO SEM CAFÉ É SERVIDO NA MERENDA ESCOLAR
    O UNIFORME ESCOLAR AINDA NÃO FOI DISTRIBUÍDO EM MOSSORÓ

  7. Francinaldo Rafael diz:

    Sei… a culpa é do Governo Federal…

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.