terça-feira - 20/10/2020 - 19:36h
Mossoró

Sem pena ou dó, município aperta micro e pequenos negócios


Enquanto a Receita Federal, estados e incontáveis municípios no país já anunciaram que esse ano não vão emitir Termos de Exclusões por Débitos das empresas enquadradas no Regime Simples Nacional, a Prefeitura de Mossoró vai pela contramão. Ignora que a pandemia causou profundas perdas na economia, fechando as portas ou debilitando profundamente micros e pequenos empresários.

Contadores e vozes do segmento produtivo se incomodam com essa postura do município. Nesse mês de outubro, a gestão Rosalba Ciarlini (PP) passou a notificar os contribuintes em débitos com a Fazenda Municipal.

O município tem lavrado sem pena ou dó o Auto de Infração e Termos de Exclusões do Simples Nacional.

Bomba para próximo prefeito

“Coloca em situação difícil a vida dos micros e pequenos empresários, que neste momento estão tentando se recuperar. A Prefeitura dar 30 dias para regularização dos débitos que originaram este termo, sob pena de de exclusão desse regime tributário a partir de 1º de janeiro de 2021, ou seja, empurrando uma bomba para a próxima administração, o próximo prefeito”, comenta um contabilista que pede para não ter seu nome revelado.

Com o termo da exclusão, para a grande maioria pode se tornar inviável o retorno à normalidade.

“Se tiverem de pagar seus impostos no regime normal, podem esperar mais desemprego, negócios sendo fechados, queda de arrecadação. Não estamos pagando porque não estamos conseguindo”, queixa-se um pequeno comerciante do bairro São Manoel.

Nota do Blog – A atual gestão mossoroense anunciou há poucos dias, em campanha municipal, reabertura de uma indústria com 1.500 empregos (pode dar boas gargalhadas – veja AQUI) e mais. LeiaPrefeita promete apoiar pequenos negócios, sendo reeleita.

Na prática, o mundo real é diferente.

* INSCREVA-SE em nosso canal no Youtube ( AQUI) para avançarmos projeto jornalístico.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública

Comentários

  1. Amorim diz:

    Filme mais antigo que O Ébrio.

  2. Marcos Pinto. diz:

    Não precisa ter expertise em política para perceber que essa insana medida adotada em plena campanha eleitoral reflete o desespero diante a iminente derrota eleitoral da prefeita, que está ali bem pertinho, dia 15 de Novembro . À Conferir.

  3. Sousa Neto diz:

    Esse discurso vazio, de mentiras, promessas, não cabe mais, basta ter o minimo de inteligencia para não maia acreditar nestas falsas promessas, que foram muitas, lembrando apenas uma delas (vou constrior um estadio de futebol digno para os mossoroenses que gostam de. Futebol, o projeto esta pronto, o dinheiro ja está reservado, 40 milhoes), cade, ate hoje, e por ai vai. Citei apenas uma das varias promessas nao cumpridas. Chega desse bla bla de Rosa, que de canteiro de rosa nao tem nada, ta mais com cardeiro de espinhos. Nos cidadoes temos o poder de tirar estas pessoas que governa apenas para seus projetos pessoais e dao as costas para a sociedade com mentiras, apenas promessas.

  4. Carlos diz:

    Só os descerebrados eleitores, os cargos comissionados e a família para defender uma des-administração desastrosa dessa “rosa”.

  5. Victor diz:

    As gestões municipais sempre foram alinhadas aos partidos de direita, os anti-socialistas, digamos assim. Na prática, todas adotaram o capitalismo de apaniguados, o “livre mercado para os chegados”. Nenhuma das gestões “capitalistas” de Mossoró conseguiu implantar um programa de atração de investimentos e desenvolvimento econômico, mas Mossoró tem tanto potencial, que ainda assim algum crescimento econômico acontece, principalmente, em virtude de coisas que dependem do governo federal como petróleo, exportação de frutas, universidades, etc. Sequer um polo industrial a prefeitura conseguiu fazer direito.

  6. Mdm diz:

    Tem mais uma desse desgoverno que está desvalorizando o funcionário público municipal. Entrou na justiça para
    baixar o ordenado dos fiscais de tributos. Hoje persegue a fiscalização. Amanhã, quem sabe outra classe também.
    E assim ela continua sua saga de menosprezo ao servidor.

  7. Rui Nascimento diz:

    Só digo uma coisa: eu não digo é nada. E digo mais: só digo isso!!!

    A CIDADE DE MOSSORÓ não merecia isso. Mas seu povo sim, não merece nada, além de 16 anos de (des)administração de Rosalba e com mais 4 bem ali na frente… Alguém duvida???
    Lamentar por quê? Como já dizia o “velho deitado”: cada povo tem a rosa que merece!!!

  8. Roberto diz:

    Já passou da hora de mudar,o povo não aguenta mais essa mesmisse de administração do faz de conta,chega de mentiras.enrolação !!!!

  9. HASB diz:

    EITA QUE O CANTEIRO DE ROSAS ESTÁ CHEIO DE ESPINHOS, ALFINETANDO OS MICROS E PEQUENOS EMPRESARIOS, INTIMANDO-OS COM TERMOS DE EXCLUSÕES DO SIMPLES, VERGONHA PARA O MUNICÍPIO DE MOSSORÓ, DEVIA SEGUIR O EXEMPLO DA RECEITA FEDERAL, MUITOS ESTADOS E DIVERSOS MUNICIPIOS QUE DECIDIRAM NÃO EMITIR ESTES TERMOS NO ANO 2020 EM RAZÃO DAS DIFICULDADES QUE ESTES EMPRESARIOS ESTÃO PASSANDO, E A PREFEITURA DE MOSSORÓ SEGUE NA CONTRA MÃO DA CRISE, SE NÃO TEM MECANISMOS E NEM PROJETOS QUE POSSAM AJUDAR OS MICROS EMPRESÁRIOS, FIQUEM PELO MENOS OMISSOS, E NÃO PROCUREM ATRAPALHAR E NEM PREJUDICAR CADA VEZ MAIS OS MESMOS, COM ESSE ARROCHO DE COBRANÇAS.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.