• Banner Lion Brazil Fim de 2019 - 05-12-19
segunda-feira - 28/10/2019 - 07:52h
Com a palavra...

Cacoete da mitomania marca Rosalba à porta de eleição

Pesquisa chegou a apontar que 60% dos mossoroenses não acreditam na palavra de sua prefeita

Prefeita de Mossoró pela quarta vez, Rosalba Ciarlini (PP) repete um cacoete que virou marca de sua gestão e está adesivada à sua vida pública como nódoa: ela é incansável e sistemática em se desviar da verdade, sintoma clássico da “mitomania”. Com o tempo, a psicopatologia só se agravou. Contamina inclusive seu grupo e auxiliares próximos. Quem não mente, esquiva-se da imprensa para não ter que mentir.

Já em pré-campanha para tentar seu quinto mandato como prefeita, Rosalba enfrenta descrédito atestado até mesmo em pesquisa de opinião pública. “Para 60% dos ouvidos ela não fala a verdade”, apontou Pesquisa Seta/Blog do Barreto (veja AQUI), veiculada dia 17 de abril deste ano.

Sua palavra virou risco nágua. Na dúvida, melhor não acreditar. Os antecedentes a condenam.

No atual governo, prometeu enxugar número de cargos comissionados “em até 50%”, mas amplificou o quadro de contratados para números que hoje quase ninguém é capaz de numerar (veja AQUI). Algum vereador governista saberia afirmar quantos cargos em comissão existem na municipalidade? Alguém da imprensa arriscaria? Do Tribunal de Contas do Estado (TCE) ou Ministério Público? Seriam 600, 700, 800, 900, mil? Quem sabe?

Família em primeiro lugar

Garantiu que faria uma reforma administrativa, mas acabou criando nova secretaria (com mais 41 cargos), além de empregar dois filhos e outros familiares no município. Virou notícia nacional: Rosalba segue luta contra desemprego (em sua família). Tentou, por exemplo, aboletar uma irmã em cargo na Cultura, sem sequer publicar portaria correspondente. Mas foi flagrada e teve que recuar: Irmã de Rosalba assume cargo sem portaria; prefeitura nega.

Folha de São Paulo tomou Rosalba como um dos péssimos exemplos no início de novas gestões - janeiro/2017 (Reprodução)

É a mesma gestora que tentou se apropriar da retomada dos voos comerciais diários no Aeroporto de Mossoró, numa manobra para usurpar o mérito do então governador Robinson Faria (PSD) e outros atores: Rosalba volta a assumir realização que não lhe pertence.

Alardeou que 400 cirurgias ortopédicas seriam feitas mensalmente, sob a batuta da prefeitura, em parceria com o Governo do Estado. Outra ação meia-boca. Pouco mais de 166 foram realizadas em cerca de dois meses e até hoje esse compromisso nunca deslanchou. Leia: Prefeitura vai dizer por que não começou cirurgias eletivas.

Educação, saúde e cultura de “referência”

É a prefeita que chegou a discursar no dia 26 de dezembro de 2017 em evento do segmento empresarial, atestando que “Mossoró é uma referência em educação, saúde e cultura no país“. Até hoje repete essa invencionice. Leia: Relatório prova sucateamento de sistema de Saúde de Mossoró. Leia: Desabastecimento de remédios é situação generalizada.

Mandou publicar no dia 30 de dezembro de 2017, que com sua influência tropas federais desembarcariam em Mossoró, à melhoria da segurança pública (veja AQUI). Ninguém lhe avisara que essa era uma prerrogativa do governador do estado, que a usou. Valeu a máxima do se colar, colou.

Praça Vigário Antônio Joaquim foi "obra" denunciada sem contestação por esta página há poucos dias (Foto: BCS)

Mal começou 2018 e saiu por aí assinando ordens de serviços e divulgando que estaria entregando mais de 65 obras. Era ano eleitoral, só para refrescar a memória. Algumas delas não se têm notícia de que tenham sequer começado. Há casos de “realizações” que não passam de gambiarras e umas estão paradas ou quase parando.

Há casos emblemáticos. Dois deles o Blog Carlos Santos documentou à semana passada: o lengalenga nebuloso de duas obras na mesma praça Vigário Antônio Joaquim no centro da cidade, inconclusas há mais de um ano e seis meses (veja AQUI AQUI) e a Celso da Costa Rêgo (veja AQUI), no Conjunto Liberdade I (Alto do Sumaré).

500 empregos em milhares de enganados

Ano passado, entre outros ‘feitos’, pulverizou na imprensa e redes sociais que a indústria Revestimentos Cerâmicos Ltda. reabria sua produção e ofereceria 500 empregos diretos e indiretos (veja AQUI), como se suposta recuperação judicial da empresa – que até hoje não se consumou, fosse mérito de seu governo. Tudo não passou de um engodo com foco eleitoral, visto que seu filho Kadu Ciarlini (PP) era candidato a vice-governador.

Milhares de pessoas fizeram fila para entregar currículo à municipalidade, sem saberem que estavam sendo enganadas.

Em ano eleitoral, como 2018, a promessa de 500 empregos ludibriou milhares de pessoas (Foto: PMM)

Anote nesse rol de faz-de-conta, a propaganda do salário em dia e valorização do servidor. Nenhuma das duas tem amparo na realidade. O pagamento remuneratório continua fatiado de um mês para o outro. Reajuste do piso do professorado ficou abaixo de 4,17%, mas prefeita vende tese de que cumpre a lei. Foi desmentida.

Sistematicamente se recusa a receber sindicatos e comissões de funcionários municipais.

Sem puxar muito a memória, logo aparece a imagem da então governadora Rosalba (2011-2014) posando ao lado de quadro com maquete do Estádio Manoel Leonardo Nogueira (Nogueirão). Ludibriou milhares de eleitores-torcedores de Potiguar e Baraúnas, antes do pleito municipal de 2012. Não botou sequer uma pá de cal por lá. É o maior estelionato eleitoral que Mossoró testemunhou.

Maquete foi apresentada em outubro de 2011, se transformando no maior estelionato eleitoral de Mossoró (Foto: arquivo)

O Teatro Lauro Monte Filho foi outra “melada” da mesma época (veja AQUI). Juntou o mundo cultural no prédio onde funcionara o Cine-teatro Cid, assinou ordem de serviço e espalhou divulgação. Quem fez de verdade o empreendimento foi o governador Robinson Faria.

Com outra campanha próxima, é previsível que a prefeita volte a tirar da cartola uma série de promessas, como a duplicação da Avenida Francisco Mota (que anuncia desde o século passado) e despoluição do rio Mossoró (do mesmo século).

150 milhões e avalanche de ordens de serviço

Difícil, contudo, que encontre algo mais surreal  do que levantou em sua primeira campanha eleitoral em 1988, contra o então deputado estadual Laíre Rosado (marido de sua aliada de hoje, vereadora Sandra Rosado-PSDB): prometeu fim da inflação que cumulativamente atingiu a 1.037,56% àquele ano no Brasil.

Com expectativa de ter R$ 150 milhões em empréstimo, tudo pode acontecer. Tecnicamente é pouco provável que possa concluir algum empreendimento em 2020, mas a enxurrada de ordens de serviços deve ser o forte na construção dessa narrativa. Em 2018, o enredo prometia mais de 65 obras. Agora, faça as contas…

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Reportagem Especial
quarta-feira - 23/10/2019 - 09:26h
HOJE

Prefeita articula aprovação “imediata” de empréstimo


A bancada governista junta seus membros agora pela manhã na Escola Municipal Paulo Cavalcante de Moura (bairro Alto do Sumaré), onde se realiza 12ª edição do projeto Câmara Cidadão (veja AQUI), para votar “imediatamente” o projeto de lei de número 1214 de 15 de outubro de 2019.

A matéria é para autorizar a municipalidade a “contratar e garantir operação de crédito junto à Caixa Econômica Federal (CEF), até o valor de R$ 150 milhões”.

Sessão começou sem transmissão ao vivo da TV Câmara Municipal (Foto: BCS)

O Palácio da Resistência (sede da municipalidade) cobra que projeto seja “resolvido” logo. Temem um revés com questionamentos da oposição. O Blog Carlos Santos antecipou que essa decisão estava tomada e em diligências (veja AQUI).

Na sessão ordinária do dia passado (veja AQUI), a bancada da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) esvaziou o plenário para que não fosse apreciada e votada proposição do vereador oposicionista Gilberto Diógenes (PT), que queria uma audiência pública para discutir o projeto.

Apenas transparência

- Não somos contra, queremos discutir o projeto em todas as suas nuances e o texto original dele não diz praticamente nada. É demais pedir uma audiência pública para debatermos algo de tanta importância? Não sabemos nada sobre encargos, carência, plano de aplicação dos recursos, quais são as obras e que critérios vão definir o que é prioritário – comenta o vereador Petras Vinícius (DEM), da oposição.

Sem cobertura da TV Câmara, a sessão ordinária deste quarta-feira (23) da Câmara Municipal de Mossoró deve aprovar projeto sem registro documental à publicização à comunidade. A gestão desse poder alegou que a transmissão “era de difícil acesso”.

Leia também: Prefeitura quer fazer empréstimo “urgente” de até R$ 150 milhões;

Leia também: Empréstimo de Rosalba é cartada político-eleitoral decisiva;

Leia também: Empréstimo dará para construir nova sede da Câmara Municipal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
terça-feira - 22/10/2019 - 15:28h
Urgência

Após denúncia, prefeitura monta força-tarefa para acabar obra

Blog Carlos Santos mostrou no dia passado que um símbolo da cidade de Mossoró estava abandonado

Após denúncia fartamente documentada em fotos, informações textualizadas e vídeo pelo Blog Carlos Santos, a Prefeitura Municipal de Mossoró desencadeou operação emergencial para finalmente terminar obra de restauração da Praça Vigário Antônio Joaquim. Desde abril do ano passado, há mais de um ano e seis meses, o serviço estava emperrado.

Foto com registro de hoje no início da tarde, após mobilização da prefeitura para se livrar de boa parte dos detritos (Foto: BCS)

Nesta terça-feira (22), sem questionar nenhum ponto do que denunciamos, a gestão da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) anunciou através de comunicado em suas redes sociais, que no dia 14 de novembro próximo finalmente vai abrir a praça a uso normal.

Operacionalmente, resolveu montar uma força-tarefa com a empresa contratada à obra - Vita Comércio e Serviços Ltda. – para tocar o empreendimento. Tem que aprontar de qualquer jeito.

Foto panorâmica da PMM em suas redes sociais, hoje, tenta suavizar o estrago mostrados pelo Blog Carlos Santos

Equipe para varrição, lavagem, recolhimento de lixo e monturos foi destacada e em poucas horas foi possível fazer alguns fotos para publicação oficial. Mesmo assim, não disfarçam o cenário que mostramos com clareza.

Acesso proibido

Também foi destacado serviço de vigilância, para evitar que viciados em droga e outros indivíduos continuassem ocupando a praça. Também é proibido o acesso de qualquer outra pessoa estranha ao trabalho.

A reportagem especial desta página no dia de ontem (veja AQUI) provocou retomada dos trabalhos, mas continuará sem resposta para muitas interrogações: a municipalidade emitiu uma ordem de serviço no dia 10 de abril do ano passado e outra em setembro do mesmo ano, para a mesma obra.

A primeira garantia entrega da praça para agosto de 2018 e a segunda para março deste ano.

A de abril, no valor de R$ 95.491,66 e sob a responsabilidade da Lima Engenharia e Construções. A outra, com montante de R$ 425.132,44, que está nas mãos da Vita.

Ambiente semidestruído, a Praça Vigário Joaquim foi mostrada por Nosso Blog ontem, em fotos do domingo, 20 (Foto: BCS)

Nota do Blog – Mais uma vez damos demonstração inequívoca de que tratamos assuntos sérios com a seriedade que eles merecem. Mesmo sob críticas e ataques de garachués anônimos ou não, cumprimos parte do nosso papel. Parte, bom frisarmos.

Infelizmente, os órgãos fiscalizadores oficiais não tratam com um pingo de zelo a coisa pública e não podemos ir muito além. Existem várias outras obras em situações idênticas ou piores. E, claro, ninguém é ou será punido.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Gerais / Política
terça-feira - 22/10/2019 - 09:48h
Câmara Municipal

Prefeita quer urgência à aprovação de empréstimo milionário


O Palácio da Resistência já passou orientação (ou deu ordem, como queira) expressa à sua bancada majoritária na Câmara Municipal de Mossoró: tem que aprovar logo o projeto de lei de número 1214 de 15 de outubro de 2019.

A matéria é para autorizar a municipalidade a “contratar e garantir operação de crédito junto à Caixa Econômica Federal (CEF), até o valor de R$ 150 milhões”.

O projeto chegou à Casa no último dia 16 (quarta-feira), com pedido de urgência. Na sessão de hoje (terça-feira, 22) que está em andamento, ele poderá ser endossado num regime vapt-vupt.

Projeto vago

A ideia do governismo,leia-se prefeita Rosalba Ciarlini (PP), é evitar maiores discussões, temendo algum óbice à sua aprovação.

A bancada minoritária da oposição cobra um elenco de informações e ampliação de debate sobre o tema.

O projeto em si é muito vago e mexe com comprometimento de receitas do município, em volume mensal sem clareza alguma.

Leia também: Empréstimo de Rosalba é cartada político-eleitoral decisiva.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
segunda-feira - 21/10/2019 - 06:38h
O que estão fazendo com você?

“Prefeita das Praças” abandona símbolo de Mossoró

Logradouro público no centro da cidade está há quase um ano e 7 meses em obras, mas semidestruído

Conhecida pela prodigalidade em “fazer praças” na cidade ao longo de três mandatos como prefeita, Rosalba Ciarlini (PP) está prestes a entrar no último ano do seu quarto mandato à frente da Prefeitura de Mossoró, marcada por uma simbologia inversamente proporcional. Ela é a prefeita que deprecia e destrói um dos logradores públicos mais simbológicos do município, no coração da urbe: a Praça Vigário Antônio Joaquim.

Monturos se formam na praça, escondidos por tapume e tendo Câmara Municipal ao fundo como cúmplice (Foto: BCS)

Desde o dia 10 de abril de 2018 (isso mesmo, veja AQUI, há um ano, seis meses e 11 dias) que ordem de serviço foi assinada para “obras de restauração, acessibilidade e manutenção”, no valor de R$ 95.491,66 e prazo de entrega para 120 dias, com responsabilidade da Lima Engenharia e Construções. Em agosto de 2018, ano passado, era para ter sido reinaugurada.

Desde então, no curso da campanha eleitoral do ano passado, quando tinha o filho Cadu Ciarlini (PP) como candidato a vice-governador do ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT), ela e uma entourage fez várias visitas ao local e nunca entregou a obra nem justificou o porque de não abri-la ao uso da população.

Cotidiano do caos

O retrato do local é desolador. Num tour por onde antes circulavam adultos e crianças durante muitas décadas, logo encontramos monturos e estruturas físicas semidestruídas. Foi transformada em residência fixa de incontáveis moradores de rua que se entregam a seus vícios, fazem necessidades físicas e converteram bancos em varais para roupas ou camas, numa vida cotidiana dividida com pombos, lixo, ratos e baratas.

Num banco transformado em varal, cueca, calção e outras peças dos atuais ocupantes do local (Foto: BCS)

A Praça Vigário Antônio Joaquim é uma vergonha à céu aberto, mas escondida dos olhos de transeuntes por tapumes de alumínio. Os responsáveis por esse escárnio seguem preservados de críticas ou qualquer tipo de indignação da população.

O vizinho que deveria “fiscalizar”

Também são poupados de cobrança incisiva da Câmara Municipal. Inclusive, esse poder “fiscalizador” é vizinho – a poucos metros – do local. Na verdade, parceiro e cúmplice desse crime de lesa-Mossoró.

Impossível não perceber tanto acinte, haja vista que das janelas do seu plenário é possível ter uma visão panorâmica desse patrimônio da gestão de Rosalba Ciarlini, numa área de cerca de 1.900 metros quadrados.

Alguns moradores de rua descansam tranquilamente em bancos, sem qualquer tipo de preocupação no local (Foto: BCS)

Estranho também que a mesma Praça tenha passado a ter outra empresa contratada para realizar o mesmo serviço, sem que praticamente nada revele que ali um dia foi promovida qualquer tipo de restauração, acessibilidade e manutenção.

Outra empresa, outro valor, outro prazo

Desde o fim de setembro de 2018 que trabalhadores começaram a cercar a praça (veja AQUI), com a nova obra definida (e outra empresa, a Vita Comércio e Serviços Ltda.) no valor de R$ 425.132,44.

Em seis meses tudo seria entregue, garantia a propaganda municipal. Ou seja, março de 2019.

Outro prazo que foi e continua ignorado e nenhum esclarecimento é prestado ao contribuinte, ou seja, quem paga o desperdício.

Catedral de Santa Luzia e a estátua do sogro da prefeita, Governador Dix-sept Rosado, testemunham desprezo (Foto: BCS)

A mesma praça com duas placas com especificações do empreendimento (a primeira já foi retirada do local), dois prazos, dois valores bem diferentes e uma mesma realidade: abandono, desprezo.

A “casa” da prefeita

A “prefeita das praças” anunciou na pré-campanha de 2018 que tinha 35 obras em andamento e mais 30 estariam em licitação, a maioria para reparos em praças, calçamentos, tapa-buraco.

“A nossa cidade é como a nossa casa, tem que ter manutenção frequente”, palavras dela no dia 10 de abril do ano passado.

Cabe um ditado popular para enquadrá-la à realidade: “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”.

Vale ainda lembrar um bordão que ela utilizou em sua campanha municipal vitoriosa em 2016: “Minha Mossoró, o que estão fazendo com você?”

Foi o mote para transformar o então prefeito Francisco José Júnior (PSD à época) em seu principal cabo eleitoral. Nas redes sociais, principalmente, muitas vozes se levantaram para julgá-lo e sentenciá-lo ao purgatório. Agora, não. Há um silêncio tumular.

Ambiente fétido, semidestruído, praça merece um tour guiado para se ver o que é feito em Mossoró (Foto: BCS)

Dezenas de pequenas obras seguem paradas ou quase parando, outras tantas não passaram de propaganda.

Entretanto o enredo ainda não está completo.

Estátua e Santa Luzia como testemunhas

Esta semana a Câmara Municipal de Mossoró deverá aprovar projeto de lei que autoriza o município a contratar empréstimo “de até” R$ 150 milhões (veja AQUI) para obras de calçamento, asfalto e construção de prédios públicos.

Dinheiro à mão do mesmo governo que não consegue concluir reparos banais numa praça diante de outros dois símbolos mossoroenses: a estátua do seu sogro, o governador Dix-sept Rosado, e a Catedral de Santa Luzia, padroeira dos católicos e dos olhos. Ela deve estar vendo tudo.

Depois de mais de um ano e 6 meses, ferragens, sistema elétrico, alvenaria e outras estruturas provam desperdício (Foto: BCS)

Leia também: Rosalba faz ‘duas’ obras na mesma praça e mantém abandono (24 de junho de 2019);

Leia também: Empréstimo de Rosalba é cartada político-eleitoral decisiva.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 20/10/2019 - 05:40h
Dinheiro e voto

Empréstimo de Rosalba é cartada político-eleitoral decisiva

Negociação antes de nova disputa lembra tentativa frustrada dela, quando tentou reeleição em 2014

Por Carlos  Santos

A pouco menos de um ano das eleições 2020, quando vai enfrentar certamente o pleito mais difícil dos que participou à municipalidade, a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) dá uma cartada decisiva no campo político-eleitoral: vai obter empréstimo “de até” R$ 150 milhões através do programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (FINISA) do Governo Federal, via Caixa Econômica Federal (CEF).

A mensagem com o Projeto de Lei de número 1214 de 15 de outubro de 2019 foi protocolada na Câmara Municipal de Mossoró no último dia 16 (quarta-feira) – veja AQUI. Impôs à Casa a apreciação da matéria em regime de “urgência”, para que possa investir os recursos logo nos primeiros meses de 2020.Com ampla maioria no Legislativo, é pouco provável que a prefeita tenha sobressaltos para aprovar a matéria já esta semana. Será do seu jeito.

Mas a justificativa para buscar tanto dinheiro extraordinário passa longe das mais primárias necessidades dos munícipes. Segundo a mensagem da prefeita, a dinheirama visa “dotar o Município de recursos para realização de importantes obras de infraestrutura urbana, com ênfase na pavimentação e saneamento além de construção e reformas de prédios públicos, a fim de melhorar a qualidade da prestação dos serviços públicos e de melhores condições de vida aos cidadãos mossoroenses”.

O empréstimo deve ensejar um elenco de obras físicas de grande visibilidade (calçamento a paralelepípedos e asfalto, principalmente), que não deixam de ter importância à vida dos munícipes, visto que cerca de 7% das vias urbanas são carroçáveis (segundo a própria prefeitura). Contudo conflita com um elenco de prioridades que a gestão da prefeita não tem conseguido atender, tornando-a pífia e sem uma marca capaz de projetá-la eleitoralmente. Eis a questão.

Empréstimo não alivia déficit

Mesmo com todo esse dinheiro em caixa, o governo municipal seguirá asfixiado financeiramente, inclusive comprometendo cotas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para cobrir a dívida. Não deve ser esquecido que até hoje é questionado com base na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) – veja AQUI, quanto aos excessos de cargos comissionados.

A prefeita não fez o dever de casa para dar autonomia financeira ao município. Recusou-se a promover uma reforma administrativa e tomar decisões austeras, como prometeu em campanha, porque o empreguismo tinha que ser mantido como moeda política, em detrimento do administrativo-financeiro.

Rosalba apoiou Robinson e deixou empréstimo como "herança bendita" para ele, mesmo sem querer (Foto: arquivo)

A PMM tem dívida milionária com o Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (Previ-Mossoró), servidores enfrentam problemas com empréstimos consignados, municipalidade tem reduzida capacidade de investimento, professorado reclama de não atendimento a direitos salariais, unidades de saúde pública convivem com desabastecimento de remédios e de outros insumos, bem como sucateamento estrutural e deficiências de equipamentos.

Várias obras com recursos federais podem ser paralisadas (veja AQUI) por falta de atendimento de algumas exigências (como contrapartida financeira), e a própria folha de pessoal é paga de forma fatiada, além de contabilizar impiedosos atrasos a terceirizados. Muitas pequenas obras de recuperação de praças, ruas e outros equipamentos públicos arrastam-se há meses, devido débitos com as terceirizadas.

Em sua propaganda institucional e personalista, o governo se jacta de estar alcançando um feito com a viabilização do empréstimo. Retrata um mundo de imaginação fértil. “A negociação com a Caixa representa o esforço em quitar dívidas e reorganizar as contas públicas, recuperando a capacidade de endividamento do município”, diz texto oficial.

Dinheiro bilionário

No dia 10 de julho de 2013, pouco mais de um ano antes do pleito de 2014, em que pensava na reeleição, a então governadora Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP) obtinha do Senado votação favorável para empréstimo de 540 milhões de dólares (à época, o equivalente a mais de R$ 1 bilhão).

O empréstimo em muito se assemelha àquele encaminhado com o Banco Mundial, à época em que era governadora do RN (2011-2014), como grande aposta à sua reeleição, mas que ela não pode operacionalizar. Sequer conseguiu ser candidata, vetada por seu partido.

Virou herança “bendita” para o sucessor Robinson Faria (PSD), a quem Rosalba apoiou na campanha de 2014 como vingança contra o então deputado federal Henrique Alves (MDB), que concorreu ao governo estadual e era visto pelo rosalbismo como um dos mentores do veto à sua candidatura à reeleição pelo DEM.

A própria governadora atual, Fátima Bezerra (PT), reconheceu recentemente esse esforço de Rosalba para viabilizar recursos no Banco Mundial. Afinal de contas, chega à sua gestão (veja AQUI) o “bendito” empréstimo, mesmo que não consiga minimizar o monstruoso déficit fiscal (incluindo bilionário rombo previdenciário) do Estado, herança “maldita” da própria Rosalba e Robinson.

Patrimonialismo e obras

O dinheiro levantado para ser despejado justamente num ano eleitoral, é o sonho de qualquer político aboletado numa cadeira executiva. Qual oposicionista não gostaria de estar com esses meios à mão?

O problema é que essa dinheirada não resolve ou atenua qualquer dos graves problemas do mossoroense comum e do erário. Pode ser remédio político para salvar Rosalba, seu grupo e a vida de dezenas de pessoas que dependem de seu êxito eleitoral.

Dix-huit e seu irmão Vingt Rosado, pai de Sandra Rosado, em 1992 (Foto: arquivo)

Em 1992, espalhar obras (praças, calçamento e asfalto por toda a cidade) era a fórmula do rosalbismo para vencer o pleito municipal. “Se obra vencer eleições, nós venceremos”, chegou a afirmar o então deputado estadual Carlos Augusto Rosado (PFL, hoje no PP) ao jornal Gazeta do Oeste. Não deu certo.

Uma inusitada chapa ideológica apoiada por Rosalba – vice-prefeito Luiz Pinto (PFL)-professor João Batista Xavier (PCB) – acabou derrotada por Dix-huit Rosado (PDT)-Sandra Rosado (PMDB).  Placar de 37.188 (47,79%) a 32.795 (42,15%).

Maioria pró-Dix-huit Rosado/Sandra Rosado de 4.393 (5,64%) votos.

Rosalba e seu marido Carlos sabem (ô, como sabem!), que uma derrota em 2020 não será apenas seu fim político, mas colapso de um sistema patrimonialista que há décadas depende da política como meio de vida para si e os seus. É uma modalidade de meritocracia planificada para atender a poucos sobrenomes.

Sua legitimação acontece pelo voto de uma maioria feliz por poder botar os pés no calçamento à porta de casa, mas que só depois descobre que não tem direito a um simples Voltaren na Unidade Básica de Saúde (UBS) do seu bairro, segurança ou educação básica.

Essas nuances não aparecem em nenhum dos parágrafos do contrato de empréstimo com a CEF. Estão nas filigranas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Reportagem Especial
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
sexta-feira - 18/10/2019 - 12:39h
Campanhas memoráveis

Carlos Augusto revela segredo para vencer eleições


Líder do rosalbismo, o ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, em rara aparição pública, revelou a metodologia que há décadas ajuda-o a colecionar vitórias na política de Mossoró e do Rio Grande do Norte.

Carlos Augusto Rosado (centro) deu a pista para vitórias: pesquisa, pesquisa, pesquisa... (Foto: Edilberto Barros)

Indagado na mesa redonda Campanhas Memoráveis (veja AQUI e AQUI), nessa quinta-feira (17) à noite, sobre o que determinou o lançamento da então pediatra Rosalba Ciarlini (PDT à época, hoje no PP) à Prefeitura de Mossoró, em 1988, foi seco:

Pesquisa, meu caro. Pesquisa.

Deixou no ar o ensinamento que, para vencer na política, o pragmatismo e a racionalidade devem se sobrepor à paixão e ao amadorismo.

Como diria o jornalista Canindé Queiroz (do extinto Gazeta do Oeste), em mais uma de suas criações lapidares, tudo precisa ser feito “com régua e compasso”.

O Campanhas Memoráveis ocorreu no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseccional de Mossoró, numa promoção do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 18/10/2019 - 09:10h
Mossoró

Henrique Alves participa do “Campanhas Memoráveis”


O ex-deputado federal Henrique Alves (MDB) prestigiou o evento “Campanhas Memoráveis” (veja AQUI) em Mossoró, à noite dessa quinta-feira (17), no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseccional local.

Henrique e Carlos Augusto conversam, sob presença de Izabel e Rosalba (Foto: Carlos Costa)

Chegou até a fazer pergunta aos participantes da mesa redonda.

Depois, jantou em restaurante no centro da cidade, ao lado da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, ex-candidata a vice-prefeito Rose Cantídio (MDB), ex-vereador e atual presidente do Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores do município de Mossoró (Previ-Mossoró) Elviro Rebouças e a presidente da Câmara Municipal Izabel Montenegro (MDB).

O Campanhas Memoráveis é uma iniciativa do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) e teve como mediador o professor e escritor David Leite.

O presidente dessa corte, desembargador Glauber Rêgo, prestigiou o evento.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
terça-feira - 15/10/2019 - 10:10h
Porcellanati

Ex-empregados cobram apoio de prefeita e Câmara Municipal


Ronaldo relatou drama dos ex-empregados, esquecidos pela sociedade, parte dos políticos e justiça (Foto: BCS reprodução)

Ex-servidores da empresa Porcellanati Revestimentos Cerâmicos Ltda. (Grupo Itagrês) apresentaram há cerca de 25 dias um pedido de audiência à prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Até hoje, nada. Foram completamente ignorados.

Só para lembrar: a prefeita Rosalba Ciarlini prometeu em plena campanha de 2018, que a Porcellanati geraria 500 empregos diretos e indiretos. Achou pouco e provocou fila enorme para cadastramento de pessoas (cerca de 2,4 mil currículos), mesmo sem autorização alguma para esse fim da própria empresa:Rosalba volta a assumir ‘obra’ que não existe nem lhe cabe.

Virou um golpe. Puro estelionato eleitoral.

Os ex-empregados estão pedindo, agora, que a prefeita apareça e se manifeste. Faça alguma coisa, após essa promessa delirante, sobretudo porque no auge de sua produção, a Porcellanati nunca teve 500 pessoas empregadas.

Na manhã desta terça-feira (15), dezenas de ex-empregados da empresa – que fechou em abril de 2014 – pediram apoio da Câmara Municipal para luta em prol de seus direitos trabalhistas. José Ronaldo da Silva, representante dos ex-funcionários, falou em nome deles na tribuna popular desse poder.

Leia também: Ex-empregados da Porcellanati vão tentar judicialização;

Leia tambémPorcellanati: Rosalba engana mais de 2,4 mil pessoas e vira piada na Net.

Nota do Blog – O enredo da Porcellanati é marcado por um elenco de vigaristas e muitas vítimas.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 10/10/2019 - 15:48h
Caso Porcellanati

Rosalba engana mais de 2,4 mil pessoas e vira piada na Net


Do Blog da Chris

A promessa da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) de que arranjaria 500 empregos na indústria Porcellanati, anunciada com uso de propaganda oficial da Prefeitura de Mossoró, está se voltando contra ela. A mentira tem mesmo pernas curtas.

Em julho de 2018, prefeitura espalhou propaganda para sacramentar grande golpe eleitoral (outro) em Mossoró (Reprodução)

Na campanha do ano passado, tendo o filho Kadu Ciarlini (PP) como vice de Carlos Eduardo Alves (PDT), Rosalba usou de todos os meios para alavancar a chapa, mas terminou perdendo as eleições nos dois turnos em Mossoró.

Mas não foi por falta de esforço e do uso até mesmo desse tipo de artifício. A promessa de 500 empregos levou mais de 2 mil e 400 pessoas inocentes à fila sob sol forte no centro da cidade, onde entregaram currículo à prefeitura com o sonho de seleção pela Porcellanati, que não produz sequer uma telha desde 2014 e não pagou seus ex-funcionários até hoje.

Nas redes sociais, o povão não esquece o estelionato eleitoral e faz adaptação à arte da prefeitura (Reprodução)

O nome disso é estelionato eleitoral, prefeita. Minha Mossoró, o que estão fazendo com você?

Esse é o jeito de administrar de quem fez, faz e sabe fazer.

Depois não diga que não avisamos.

Nota do Blog Carlos Santos - À época desse estelionato eleitoral, julho do ano passado,  antecipamos e explicamos antecipadamente o porquê de tudo ser uma grande fraude, com segurança plena do que publicávamos. Confira: Rosalba promete o que não existe nem lhe cabe.

A gente não mentiu nem exagerou. Usamos alguns princípios da lógica e informações privilegiadas para tentarmos evitar que tanta gente fosse ludibriada, transformada em babaquaras. Nossa solidariedade a todos os humilhados e enganados.

Multidão entregou currículo à prefeitura, acreditando que participava de um processo seletivo sério (Foto: reprodução BCS)

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Só Pra Contrariar
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
quarta-feira - 09/10/2019 - 23:48h
Anote, por favor

A duplicação da Avenida Francisco Mota vem aí


Por favor, anote aí e cobre esta página.

Com a proximidade de nova campanha municipal em Mossoró, velhas e surradas promessas que sempre passam nas ventas do eleitor bobalhão, outra vez vão ser apresentadas.

Pode listar, por exemplo, a “duplicação da Avenida Francisco Mota”.

Essa obra é dada como certa desde o fim do século passado. Toda campanha, uma candidata governista ostenta o compromisso e garante que tudo está certo à sua operacionalização.

Folheando “plano de governo” da própria atual prefeita, Rosalba Ciarlini (PP), é fácil encontrar essa e outras que nunca saem do index do faz-de-conta.

Vamos aguardar.

Depois da reforma e ampliação do Estádio Manoel Leonardo Nogueira (Nogueirão), ao custo de quase R$ 40 milhões e os 500 empregos da Porcellanati, a duplicação da Avenida Francisco Mota é uma barbada.

Anote, anote aí!

Depois não diga que não avisamos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Só Pra Contrariar
segunda-feira - 07/10/2019 - 08:10h
Mossoró

Carlos Eduardo conversa com rosalbismo sobre destino do PDT


“Nada definitivo, tudo por recomeçar”. É assim que o ex-candidato a governador em 2018 pelo pedetismo, Carlos Eduardo Alves, avalia processo de reorganização partidária em Mossoró.

Kadu e Carlos em campanha 2018 (Foto: assessoria)

Conversas já foram desencadeadas com o grupo da prefeita e pré-candidata à reeleição, Rosalba Ciarlini (PP). Mas outras forças também têm canal aberto com Carlos Eduardo

“Em 2018 tivemos uma excelente aliança com o rosalbismo. Gostei muito da relação, que teve como base a correção e capacidade de luta na eleição”, fala Carlos Eduardo ao Blog Carlos Santos.

“Tive uma conversa preliminar com Kadu Ciarlini (PP) há 3 meses e ficamos de dar prosseguimento”, conta, referindo-se ao seu ex-candidato a vice-governador ano passado, filho de Rosalba Ciarlini.

Divergência em 2018

Ele salienta, que “outras forças políticas nos procuraram, mas foram conversas iniciais e nenhuma consequência ainda”.

Recuperado de um problema de saúde, Carlos Eduardo fala que brevemente tratará da organização do PDT “na importante cidade de Mossoró”.

No dia 12 de agosto do ano passado, em plena campanha, a cúpula do PDT local pediu desligamento coletivo dos cargos (veja AQUI), queixando-se da falta de diálogo à tomada de decisões. No dia 27do mesmo mês, boa parte dos membros dessa Comissão Provisória desembarcou no palanque da chapa Robinson Faria (PSD)-Tião Couto (PL) – veja AQUI.

Leia também: Partido sem comando deve parar nas mãos do rosalbismo.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
sábado - 28/09/2019 - 21:30h
Doutora Honoris Causa

Fátima Bezerra chora e emociona em Assembleia Universitária

Governadora faz discurso cheio de simbolismo e promete empenho pela "autonomia financeira da Uern"

A Assembleia Universitária da Universidade do Estado do RN (UERN) ocorrida nesta tarde de sábado (28), em Mossoró, foi uma das mais concorridas dos últimos anos. Ponto marcante foi o discurso da governadora Fátima Bezerra (PT).

Fátima: "autonomia financeira da Uern" (Foto: reprodução BCS)

Ela chegou chegou a chorar ao final, em agradecimento pela titulação recebida. Emocionou-se e emocionou muitos presentes:

- Eu vou guardar como uma das melhores lembranças de minha trajetória política, esse título de Doutora Honoris Causa – disse.

Seu pronunciamento arrancou aplausos e outras manifestações da plateia que lotou o Teatro Municipal Dix-huit Rosado.

Em vários momentos, a governadora se desvencilhou do texto formal escrito à sua fala, para apostar no improviso. E talvez tenha sido o que mais acrescentou em empatia e emoção.

Recapitulou sua relação com a Uern, trajetória como sindicalista, professora e política em defesa da educação.

- Temos prioridade absoluta com o fortalecimento dessa universidade – deixou claro.

Salientou que a escolha da Reitoria da instituição para sediar o Governo do Estado em sua estada provisória, em Mossoró, desde a última quinta-feira (26), não era por acaso. Tinha o “simbolismo” dessa identificação.

Reconhecimento

Voltando-se para a prefeita e ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP), sua adversária política, declarou: “Reconhecemos sua luta junto ao Banco Mundial, para conseguir o empréstimo (referência ao Programa Governo Cidadão que tem várias obras no estado).” Aditou, que seu governo trabalha mais um empréstimo com a mesma instituição internacional.

Não esqueceu de exaltar “Luís Inácio Lula da Silva como o melhor presidente do Brasil, inclusive para a educação”. Pregações de “Lula livre” e vozes em contrários ecoaram no teatro.

Advogou pacificação política em defesa dos mais legítimos interesses do estado e reforçou empenho para mobilizar e estar ao lado da bancada federal, para diligenciar questões em favor do RN.

- Sou a governadora dos que votaram em mim e a governadora dos que não votaram em mim – cientificou.

Uma promessa específica à comunidade universitária, que mexeu positivamente com os ânimos da plateia, foi quando assegurou que estava entre seus sonhos a viabilização “da autonomia financeira da Uern”.

- Viva a Uern, viva Mossoró, viva o RN, viva a democracia – encerrou a governadora.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 28/09/2019 - 19:02h
Fim da linha

A última gota de lucidez de Fafá Rosado


Rosalba Ciarlini e Fafá Rosado em Tibau este ano: "cavada" não colou (Foto: Blog do Skarlack)

Há poucos meses, simpatizantes da ex-prefeita Fafá Rosado (PSB) plantaram notícia em redes sociais e algumas páginas jornalística de Mossoró e estado, atestando que ela estaria cogitada para ser vice da atual prefeita Rosalba Ciarlini (PP) na campanha 2020.

Agora, reaparece como nomeada para um cargo de terceiro escalão na Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP) – veja AQUI -, gestão Fátima Bezerra (PT).

O Blog Carlos Santos não deu uma linha sobre a fantasiosa versão carnavalesca, por motivos óbvios: isso nunca existiu. A “cavada” também não foi levada a sério por muita gente.

O rosalbismo não estudou mesmo que superficialmente essa hipótese.

A ex-prefeita posou ao lado de Rosalba durante período de Carnaval em Tibau, em evento social onde pessoas do mesmo círculo de amizades se reuniam. Nada mais.

A foto serviu para produção dessa invencionice.

A última tentativa eleitoral de Fafá e seu grupo foi em 2014, com votações que não a levaram à Câmara Federal (como pretendia) e não viabilizaram reeleição do seu marido e deputado estadual Leonardo Nogueira.

Em 2018, esteve se saracoteando para ser candidata à Assembleia Legislativa, mas desistiu. Sobrou uma gota de lucidez à época. Agora, lá se foi ela (a gota de lucidez que restava à ex-prefeita).

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
quinta-feira - 26/09/2019 - 11:42h
Mossoró

Claques duelam durante sessão solene para a Uern


Guerra de claques na sessão solene da Câmara Municipal em homenagem aos 51 anos da Universidade do Estado do RN (UERN), à manhã desta quinta-feira (26), no Teatro Lauro Monte Filho em Mossoró.

De um lado, partidários da prefeita Rosalba Ciarlini (PP).

Isolda, vice Antenor Roberto, Fátima, presidente da Câmara Izabel Montenegro, Rosalba, reitor Pedro Fernandes (Foto: BCS)

Noutra extremidade política, seguidores da governadora Fátima Bezerra (PT) e da deputada estadual Isolda Dantas (PT).

O evento tem esse duelo à parte, travado ao som de palmas e outras manifestações à citação dos nomes delas.

No último dia 30 de agosto, esse embate artificial já tivera seu primeiro round na Estação das Artes Eliseu Ventania, na abertura da Feira Regional de Negócios Ciência Tecnologia e Inovação do RN (FENECITI), iniciativa do Governo do Estado (veja AQUI).

Mossoró segue seu curso para trás…

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 24/09/2019 - 17:46h
Rosalba Ciarlini

Prefeita retorna à normalidade do trabalho, mas com restrições


Rosalba: cirurgia dia 14 (Foto: Web)

Após passar por cirurgia de hérnias inguinal e umbilical em Fortaleza no último dia 14 (veja AQUI e AQUI), no Hospital São Camilo Cura D’ars, a prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP) retoma à normalidade do trabalho administrativo. Mas com certas restrições.

Nesta terça-feira (24), por exemplo, ela não compareceu à reunião de prefeitos do estado com a governadora Fátima Bezerra (PT) – veja AQUI -, para tratar de eventuais perdas dos municípios com a adoção do Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial (PROEDI).

Representaram a Prefeitura Municipal de Mossoró, o secretário municipal do Planejamento, Aldo Fernandes, e o procurador municipal adjunto Júlio César Soares.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
quinta-feira - 19/09/2019 - 09:38h
Mobilização

Guarda Civil retém veículos em protesto contra Rosalba


GCM começa dia no combate (Foto: PMM)

Do Blog Saulo Vale

O dia é de paralisação na Guarda Civil Municipal (GCM)

As viaturas estão retidas em protesto contra o governo da prefeita mossoroenses Rosalba Ciarlini (PP).

Os veículos permanecerão parados por 24 horas na denominada operação Segurança com Segurança.

“A razão dessa medida se deve ao descaso da atual gestão com o que foi acordado a mais de um ano, onde seria dado andamento a devida regulamentação ao porte de arma funcional da categoria”, afirma o Sindguardas em nota.

Problemas

“Além disso o núcleo operacional continua sucateado obrigando os guardas a terem de trabalhar com coletes balísticos vencidos, pistolas de eletrochoques e rádios comunicadores quebrados e falta de equipamentos menos que letais (spray de pimenta). Denunciamos também o excesso cometido pela corregedoria que tem um militar no comando”, acrescenta.

A Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró e Região divulgou nota em apoio à categoria.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Gerais
sábado - 14/09/2019 - 13:14h
Nota Oficial

Prefeita Rosalba Ciarlini recebe alta hospitalar


A Prefeitura Municipal de Mossoró informa oficialmente o quadro de saúde da prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP), cirurgiada dia passado (sexta-feira (13):

Nota Oficial

Após cirurgia de hérnias inguinal e umbilical realizada ontem, 13, a prefeita Rosalba Ciarlini recebeu alta hospitalar no final da manhã deste sábado, 14.

Rosalba se submeteu ao procedimento no hospital São Camilo Cura D’ars, em Fortaleza, capital do Ceará.

De acordo com informações do médico mossoroense,  Hipólito Monte, a prefeita deve permanecer em repouso pelo prazo de 8 dias.

Categoria(s): Política
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
sexta-feira - 13/09/2019 - 16:42h
Festa e votos

Fórmula de Rosalba será copiada por Leonardo Rêgo


Finecap em 2011 com Paula Fernandes (Foto: arquivo)

Em Pau dos Ferros, o prefeito Leonardo Rêgo (DEM) vai copiar fórmula da prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PP), para dar uma sacudida na imagem pessoal e da gestão, de olho na sucessão municipal 2020.

Pretende, com brevidade, antecipar anúncio de parte da programação (atrações musicais, principalmente) da 24ª edição da Feira Intermunicipal de Negócios, Educação, Cultura e Turismo do Alto Oeste Potiguar  (FINECAP).

A Finecap é o equivalente ao “Mossoró Cidade Junina” dos políticos mossoroenses.

Vai acontecer no início de setembro do próximo ano, cerca de um mês antes das eleições.

Leonardo e Rosalba apostam todas as fichas no festim como combustível eleitoral.

Vão precisar, sim.

Leia também: A afinação dos prefeitos das maiores cidades do RN.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política
sexta-feira - 13/09/2019 - 12:41h
Fortaleza-CE

Prefeitura informa que prefeita passa por cirurgia


A Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Mossoró emite Nota Oficial. Esclarece que a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) passa por cirurgia agora à tarde, em FORTALEZA-CE. Veja abaixo.

Nota Oficial

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) se submete a uma cirurgia hoje, 13/09/2019, para remoção de hérnias abdominais.

Durante consulta em Fortaleza(CE), no dia 12, o médico que a acompanha orientou para realização da cirurgia nesta sexta-feira, a fim de otimizar o período de repouso no fim de semana.

A previsão de alta hospitalar é na manhã deste sábado, 14.

Após a cirurgia, será definido o período de convalescença e data de retorno para as atividades normais.

Nota do Blog - Em contato com a jornalista Nathália Rebouças, da equipe de Comunicação Social da PMM, ela acrescentou o seguinte: “Já está em cirurgia. Depois divulgamos o boletim médico com as informações atualizadas”.

Categoria(s): Política
  • WR Industrial - Agência Ágape - 09-10 a 28-12-19
sexta-feira - 13/09/2019 - 06:48h
Nada a declarar

Rosalba Ciarlini silencia para proteger seus próprios limites

Prefeita se esquiva da imprensa e opinião pública num jogo de esconde-esconde que tem razão de ser

Se alguém tiver alguma foto, vídeo, gravura, áudio ou pintura rupestre que mostre a última entrevista coletiva que Rosalba Ciarlini (PP) concedeu, por favor divulgue. Essa raridade merece publicação por seu valor histórico e documental.

Será um material para estudo arqueológico e paleontológico. Descoberto, tratar-se-á de um dos maiores achados da política provinciana, haja vista o inusitado do feito.

Se for AC (Antes de Cristo) ou DC (Depois de Cristo), não importa.Fundamental é a sua localização, que nem precisará passar por datação com Carbono 14 para se confirmar (ou não) sua autenticidade e datação temporal.

A prefeita mossoroense só fala com quem quer e sobre temas previamente definidos. Tanto faz em Mossoró como Natal, onde sua imagem também está bastante deteriorada na mídia, justamente por esse escapismo, permanente contorcionismo para fugir de questionamentos.

Sua assessoria costuma desviá-la de sabatinas ou simples contraponto a informações. Às vezes, nem dá respostas a pedido para ouvi-la, sob temor de abordagens embaraçosas.

“Desisti de pedir entrevista. Nem procuro mais. Acho isso o cúmulo do desrespeito até com o cidadão mossoroense”, admitiu uma jornalista da capital em diálogo com o Blog Carlos Santos, há poucos meses.

Na última vez que Rosalba precisou ser submetida à exposição pública e foi questionada incisivamente, passou vexame. Foi num debate eleitoral na campanha municipal de 2016, dia 25 de setembro (veja AQUI):  tremeu, pigarreou, suou e gaguejou diante do cerco verbal do então prefeito Francisco José Júnior.

Ficou de tal modo incomodada com sua presença próxima, questionamentos e contestações consistentes, tudo que não tem costume de enfrentar, que passou a lhe responder desviando olhar e corpo da câmera, fitando-o e tentando sincronizar idéias e gestual. A candidata perdeu-se e não respondeu praticamente a nada do que lhe foi indagado, produzindo evasivas e repetindo clichês.

Mesmo na época de governadora do estado, não era diferente. Já era assim, algo que chegou a deixar a imprensa da capital intrigada, pois era comportamento diametralmente oposto ao adotado por todos os seus antecessores. Todos mesmos.

Entretanto tudo ficou muito pior com seu retorno à municipalidade, onde temas delicados são evitados. Foge de entrevistas como o vampiro da cruz. Há casos, em que até repórter foi proibido de lhe entrevistar, depois de supostamente exagerar em perguntas ‘inconvenientes’.

O canal de diálogo da prefeita com os munícipes está restrito à banda da imprensa que lhe é próxima e suas redes sociais, com script previamente definido. Mas mesmo aí, há apenas uma via de tráfego liberado, que é sua fala, como emissora de informações. Postagens com comentários questionadores e críticos são apressadamente deletados.

Assim, nesse jogo de esconde-esconde, Rosalba marcha para seu último ano de governo e para campanha de reeleição, sem precisar prestar contas do que faz ou deixa de fazer. Passado e presente só têm um lado: o dela; sempre em tom hagiográfico, ou seja, canonizador.

Ela não se sente obrigada a explicar ou justificar nada, como se o seu currículo fosse diáfano e a gestão igualmente transparente. Como se as contas públicas fossem privadas e a prefeitura um bem de família.

Não falar, porém, tem uma razão de ser, comum na defesa forense: a prefeita não corre o perigo de constituir provas contra si, que revelariam mais seus limites do que feitos, além da distância abissal entre propaganda e realidade em torno de si e do seu governo. Calar diz muito.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política / Reportagem Especial
quinta-feira - 12/09/2019 - 19:12h
O mesmo de sempre

Hospitais esperam pagamento de dívidas de cirurgias eletivas


Cirurgias até hoje não atendem promessas (Foto ilustrativa)

A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC), Hospital Wilson Rosado (HWR) e o Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC) ainda aguardam repasses do Governo Fátima Bezerra (PT) e gestão Rosalba Ciarlini (PP) relativos às cirurgias eletivas que já realizaram.

O “prego” acumula-se desde março, além de dívidas remanescentes de 2018.

À semana passada, o secretário de Estado da Saúde Pública (SESAP), Cipriano Vasconcelos Maia, passou como um raio pela cidade (veja AQUI) e criou expectativa de que haveria pagamento de pelo menos parte dos débitos esta semana.

Até aqui, nadica de nada.

Cooperação

O Estado é responsável por 60 por cento do custo das cirurgias e o município responde por 40%. Segue Termo de Cooperação Entre Entes Públicos (TCEEP), aprovado pelo Conselho Estadual de Saúde (CES) dia 15 de agosto de 2017 (veja AQUI), a partir de protocolo de intenções anteriormente firmado pelo então governador Robinson Faria (PSD) e prefeita Rosalba Ciarlini (PP) em fevereiro daquele ano.

A municipalidade chegou a prometer a realização de pelo menos 400 cirurgias por mês, sobretudo ortopédicas, o que nunca aconteceu. Centenas de pessoas seguem sofrendo, com ameaça de sequelas irreversíveis e até mesmo a morte.

Leia também: Prefeitura anuncia para hoje inicio de cirurgias, sabendo que não as realizará.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Saúde
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.