segunda-feira - 06/04/2020 - 21:20h
Ônibus

Transporte público encolhe e pede socorro para não parar


As restrições no cotidiano da vida em Mossoró, com o advento do coronavírus, agravaram a crise do segmento de transporte público na cidade. A empresa concessionária do serviço, Cidade do Sol, revela que sua receita caiu em 90% desde o início das medidas de isolamento social.

A despesa com combustível, salários e insumos só aumenta, mas a tarifa (R$ 3,30), continua inalterada há dois anos, e não há passageiro pagante em quantidade suficiente para equilibrar o serviço de ônibus.

Como o fluxo de passageiros não reage, e nem há previsão de melhora, o setor necessita de auxílio financeiro e redução de impostos para evitar o colapso.  Se não, pode chegar ao seu limite e parar.

Saídas

Na esfera municipal, segundo a Cidade do Sol, esse suporte pode ser materializado através da isenção de Imposto Sobre Serviços (ISS), que já recebeu parecer favorável da Secretaria Municipal de Tributação.

Também defende revisão do subsídio público sobre a gratuidade parcial da tarifa para estudante e instituição de subsídio municipal para idoso, haja vista a grande quantidade de idosos/usuários de baixa renda no serviço; criação de vale transporte para servidor público municipal, como em outros municípios Brasil afora.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Gerais

Comentários

  1. Lair solano vale diz:

    E se eu fosse o dono da empresa ? Falava com a Prefeita , o Mp e Izabel Montenegro . Suspendia por 30 dias obtransporte público e todos entravam em férias coletivas. Nesse período UBER e etc poderiam fazer o papel do TC . E os idosos ? Vaucher pago pela PMM para se locomoverem , tudo tem solução .

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.