quarta-feira - 31/07/2013 - 13:47h
Arrocho e reação

Tribunal vai se pronunciar sobre cortes em suas contas


Na sessão do Pleno do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), desta quarta-feira (31), o presidente da Corte Judiciária Estadual, desembargador Aderson Silvino, proferiu comunicado aos demais desembargadores integrantes do Plenário. Falou a respeito dos cortes orçamentários realizados pelo Poder Executivo potiguar no montante a ser repassado para os demais poderes.

Após seu pronunciamento, o presidente recebeu apoio unânime de seus pares, sobre a decisão que o Tribunal vem a tomar sobre o caso.

Leia a íntegra da fala do desembargador Aderson Silvino:

“Foi publicado no Diário Oficial do Estado do dia 27/07/2013 o Decreto nº 23.624, no qual foi imposta a limitação de empenho de 10,74% do orçamento de cada um dos Poderes, inclusive o do Judiciário, o que significa uma redução em torno de R$ 80 milhões no orçamento de 2013 do Poder Judiciário. A área financeira e jurídica do Tribunal está analisando quais medidas serão adotadas para a continuidade da execução orçamentária e para a preservação das dotações orçamentárias consignada na Lei Orçamentária Anual em favor do Poder Judiciário, e tão logo essas medidas sejam indicadas a Presidência dará ciência ao Plenário”.

Nota do Blog – Caminhamos para novo confronto institucional entre os poderes.

Depois o Blog aprofunda enfoque sobre o assunto.

O Governo do Estado, numa gestão tresloucada, não chegou até esse redemoinho sozinho. Tem “parceiros” nessa gestão pífia.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público

Comentários

  1. Marcos Pinto. diz:

    Sem arrodeios: O repasse está circunscrito ao que consta do orçamento disposto ao orçamento para o ano de 2013., Ou seja, o estado tem que cumprir, sob pena das sanções legais – inclusive a decretação da Sra. Governadora do Estado. Será que a Rosalba ROSADUS irá incorrer em tal desafio ?.

  2. Marcos Pinto. diz:

    Resta configurado que esse insano corte orçamentário no Tribunal de Justiça do Estado suscita que a Egrégia Corte solicite decretação de INTERVENÇÃO FEDERAL no governo do Rio Grande do Norte. Situação gravíssima e que requer imediata adoção de medida legal e saneadora do caos administrativo nunca dantes visto no RN. Ninguém se admire se amanhã ocorrer a DECRETAÇÃO DE INTERVENÇÃO FEDERAL.

  3. Herbenia diz:

    agora a coisa ficou feia,briga entre os poderes nunca acaba bem, e o povo do RN é quem com certeza irá sofrer as consequências!!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.