quarta-feira - 29/10/2014 - 06:33h
Novo governo

Um bom exemplo a não ser seguido por Robinson Faria


Robinson e Wilma: como não fazer (Foto: arquivo)

Em campanha, o governador eleito Robinson Faria (PSD) prometeu montar uma equipe de auxiliares com predominância do critério técnico, em vez do político.

Garantiu os princípios da meritocracia como norte à sua gestão, em vez  do simples partidarismo, compadrio ou loteamento político.

Pela própria configuração da aliança que formou, em face do que proclamou e no combate ostensivo que fez ao chamado “candidato do acordão” (Henrique Alves-PMDB), Robinson tem tudo à mão para implantar uma nova era na administração pública do Rio Grande do Norte.

A última vez que um governador teve plenas condições de promover essa “revolução”, traiu as próprias palavras e extraviou essa perspectiva. Foi com Wilma de Faria (PSB).

“Caciques”

Ela foi candidata ao Governo do Estado em 2002 em faixa própria, prometendo aposentar “os caciques”. Discurso do primeiro turno que a levou ao segundo, deixando adversários e esquemas tradicionais para trás.

Nas eleições do segundo turno, em que superou Fernando Freire (PMDB) – candidato apoiado pelo grupo Alves, começou a lotar seu palanque com representantes do “caciquismo” que tinha combatido até dias antes.

Em dois governos consecutivos, acabou ratificou alianças com o conservadorismo e negando, na prática, o que pregara.

Explicado, em parte, não ter se elegido ao Senado em 2010 e novamente ter fracassado nesse projeto em 2014.

Robinson já tem um exemplo a não ser seguido: Wilma.

ACOMPANHE bastidores políticos e mais notícias e comentários em nosso TWITTER clicando AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. AVELINO diz:

    Ô! …mainha, com certeza, é um péssimo exemplo em todos os sentidos!!!

  2. Antonio Augusto de Sousa diz:

    O discurso do gaguejante governador eleito, de governo eminentemente TÉCNICO, vai começar a cair por terra, logo na eleição pra presidencia da ASSEMBLÉIA!!

    Custo a acreditar, que tenha alguém que ACREDITE, que ele vai conseguir à MAIORIA só na FORÇA do VERBO!!

    ACREDITAR nisso,é acreditar em “PAPAI NOEL”, e “SACÍ – PERERÊ”!!!

    • AVELINO diz:

      AAS, e tu num acreditava cegamente e aos gritos que o outro papai noel, o da PTrobras, ganharia com folga pra governador??? Pois acredite agora, que tem alguém que ACREDITA, SIM, que o nosso governador Robinson vai conseguir essa MAIORIA SÓ NA FORÇA do seu gaguejante VERBO!!

      Pra isso Robinson conta com os 877.268 votos honestos, 54,42% dos votos válidos, INCLUSIVE O MEU, que fizeram do gaguejante Robinson Faria o nosso gaguejante governador… Acredito, SIM, que o próximo presidente da AL será quem a nossa liderança Robinson Faria quiser e indicar, viu, AAS??? Ah! Bastou apenas uma perna só, assim feito o Saci Pererê, para chutar o glúteo do seu querido cheff do acordão/PTrolão e mandá-lo de volta pro seu vespeiro de Brasília de onde ele não deveria ter saído, né, não???

      • Antonio Augusto de Sousa diz:

        É Avelino, pelo visto, vc ganhou e ainda está desesperado!!

        E acredita em Sací Pererê! e em Papai Noel! e em ROBINSON!

        INOCENTE!!! KKKKKKKKKKKKKK…

  3. luis claudio diz:

    O POVO ELEGEU UM GOVERNADOR PÉSSIMAMENTE. LOGO ELE QUE TRAIU A EX-GOVERNADORA WILMA PARA SER VICE DA ROSA, . QUE PREJUDICAVA O GOVERNO WILMA E O
    DE IBERÊ PORQUE IA SER CANDIDATO A VICE DA ROSA E PREJUDICAVA O POVO BLOQUEANDO PROJETOS QUE BENEFICIAVA O POVO. ESSE É O GOVERNADORA QUE O POVO ELEGEU .

    O RN agonizando e ele ainda comemorando e esbanjando dinheiro. Resto do dineheiro que o PT MANDOU PARA DEPUTADA FÁTIMA TRAIDORA DOS PROFESSORES?

    EM TOTAL DESRESPEITO AO POVO DO RN ROBSON FARIAS EM PLENA COMEMORAÇÃO QUE NÃO ACABA LANÇAOU MINEIRO PARA CANDIDATO A PREFEITO DAQUI A DOIS ANOS PARA BAJULAR O PT.

    ESSE É O ROBSON FARIAS DE VERDADE. A MÁSCARA TÁ CAINDO.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.