terça-feira - 10/05/2011 - 09:17h

Um “Sêbado” que passou



O mais interessante ambiente cultural de Mossoró está outra vez de portas fechadas. O "Sêbado" não conseguiu sobreviver em sua nova tentativa de marchar com suas próprias "pernas".

Quem comunica a decisão é o odontólogo Marcos Almeida, que há anos empina essa ideia em sua própria casa, sempre reunindo pessoas amantes da literatura, música e outras artes, aos sábados.

Do sábado veio o nome de batismo, numa mistura com sebo. O Sêbado.

Nota do Blog – Uma pena, mas compreensível.

Realmente não é fácil assegurar o funcionamento de um projeto dessa natureza, que vai na contramão do consumismo fast-food, do sucesso instantâneo e do glamour passageiro.

Categoria(s): John Deacon

Comentários

  1. Acides Andrade de Oliveira Júnior diz:

    Minha esperança é que Marcos Pereira tenha uma recaída…

  2. ALCIDES ANDRADE DE OLIVEIRA JUNIOR diz:

    O Sêbado foi uma idéia “impar” que jamais será esquecida em nosso meio cultural, artístico e intelectual, juntamente, com a alegria, o humor e a tolerância, posto que lá conviviam todas as correntes de pensamentos. Já deixou saudades..

  3. steverson diz:

    Amigo sempre que estou em Mossoró passo no Sêbado, intimado por minha filha Stéfane de 08 anos de idade que gosta do local e de todos que ali frequentam, ficará muito triste com saudades.

  4. Walter Silva diz:

    “Todos” falam que gostam de música, artes, enfim, de cultura, mas na hora se ajudar ou simplesmente fazer a sua parte(dinheiro do seu bolso nem que fosse pra comprar um livro), ai quase ninguem chega junto!! De graça cultura é fundamental, ao menos aqui em nossa cidade..

  5. MARCOS PINTO - Do Pody dos Encantos/ Serra das Almas. diz:

    Numa cidade que é “adminini$trada” por uma oligarquia político-familiar há 63 anos, tudo que descamba pela abissal indiferença do próprio povo, se configura como se fora algo normal. Além da indiferença do poder público municipal, houve a falta de cooperação para com o Dr. Marcos, no que consiste aos frequentadores do SÊBADO efetuarem compra no seu vasto acervo cultural. Sem demanda não há comércio que prospere.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.