terça-feira - 26/03/2019 - 13:20h
Saúde e Previdência

Aposentadoria em massa complica mais ainda o Tarcísio Maia


Em 2015, 34 servidores do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), em Mossoró, entraram com pedido de aposentadoria.

Em 2016, o número avançou para 54.

Já em 2017, uma enxurrada de aposentadorias: soma de 196.

Em 2018 aconteceu escala menor, com 26 aposentadorias.

Foram 310 servidores aposentados em quatro anos, só nessa unidade de saúde pública estadual, comprometendo mais ainda seu funcionamento.

O temor quanto à reforma previdenciária e a crescente precarização dos serviços provocaram esse fenômeno. Comprometem as atividades normais do hospital e mexem no passivo previdenciário estadual.

O HRTM foi inaugurado em 1986 com cerca de 600 funcionários.

Atualmente, ele possui 735 servidores efetivos e 75 terceirizados.

São 33 anos de  história.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Saúde

Comentários

  1. Naide Maria Rosado de Souza diz:

    Uma situação lamentável para um hospital que atende Mossoró e periferia. Polo.
    As aposentadorias acarretam problema duplo : funcionamento da unidade e reflexo na previdência sufocada.
    Uma observação maior pelo governo estadual faz-se necessária. Urge!

  2. Raniele Costa diz:

    Estive no último Domingo no Hospital regional de Mossoró e vi que a situação cada dia só piora, são seres humanos sendo tratados como bichos, isso só mudaria se existisse prisão imediata para os gestores, ou seja No caso desse hospital a governadora Fátima Bezerra, só assim talvez funcionasse a contenda.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.