sexta-feira - 23/03/2018 - 22:16h
Reservatório

Armando Ribeiro volta à patamar de “volume morto”


O Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (IGARN) informa que, de acordo com o monitoramento volumétrico dos volumes dos reservatórios potiguares, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves voltou a entrar no chamado volume morto na manhã desta sexta-feira (23).

A cota mínima de água do manancial antes de entrar no volume morto é de 35m.

Atualmente a cota se encontra no nível 34,97m, ou seja, 3 centímetros abaixo. Isto não quer dizer que a barragem entrou em colapso, mas sim que a saída de água pela válvula dispersora começou a diminuir naturalmente. Ou seja, o volume de água que sai dela para o Rio Acu está diminuindo gradativamente.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Gerais

Comentários

  1. Amorim diz:

    Por falar em volume morto, essa tal de netfix começou a espalhar pelo mundo a exibição de “O Mecanismo”.
    Triste, muito triste mesmo.

  2. Naide Maria Rosado de Souza diz:

    Péssima notícia. Mande chuva para lá, Senhor!

  3. François Silvestre diz:

    E os meteorologistas, que são os economistas das nuvens e erram do mesmo jeito, informaram chuvas de Março acima do normal. Mal pingou e Março já finda. A crendice confunde o equinócio com o santo e o pobre São José se empanzina de orações. Economista, meteorologista e crendice de sobra, instrução de menos.

    • Carlos Santos diz:

      NOTA DO BLOG – Economistas das Nuvens? Caramba!

      Foi profundo.

      P.S – Mande seu texto cedo que tentarei ter descanso dominical, para ver meu Fluzão jogar contra o Botafogo à tarde.

      Inté!

    • Naide Maria Rosado de Souza diz:

      Sensacional: ” economistas das nuvens”…bom demais.

  4. François Silvestre diz:

    Já mandei. Avise se recebeu.

  5. João Claudio diz:

    Nem os EUA, que dispõe de vários satélites próprios para prever o tempo, tem como prever o tempo para além de 30 dias.

    O brasil não dispõe de nenhum satélite.

    Mas, pasmem, os meteorologistas brasileiros conseguem prever o tempo com 4 meses de antecedência.

    Além de ‘economistas das nuvens’, eles são uma mistura de Mãe Diná, Pai Ambrósio e Irmã Jurema. Né não?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.