domingo - 20/03/2011 - 02:05h
Crimes na Web

Blog “Paulo Doido” é descoberto; envolve gente poderosa


Documentos fornecidos por determinação judicial, a partir de ações cautelares que tramitam na 2ª e na 3ª Varas Cíveis de Mossoró, revelam que computadores de gabinete da Prefeitura de Mossoró e da Reitoria da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) foram utilizados na prática de crimes virtuais.

Das duas entidades, conforme dados originalmente fornecidos pela empresa Google Brasil, saiu o maior número de atualizações do Blog do Paulo Doido, espaço virtual criado às vésperas das eleições de 2010. O título é alusão depreciativa à imagem de um cidadão bastante conhecido que sofre de problemas mentais.

A conclusão se deu por meio da resposta dada à Justiça pelo provedor Velox, indicando, no caso da prefeitura, que o sistema do blog foi diversas vezes acionado da assessoria de comunicação do Palácio da Resistência, há poucos metros da sala de trabalho da prefeita Maria de Fátima Rosado Nogueira (DEM), “Fafá”.

As movimentações na Uern, que tem provedor próprio, foram denunciadas em dezembro pela Google. Apesar do controle rígido do sistema de informática, ao qual os usuários só têm acesso mediante uso de nome e senha, a instituição de ensino desobedeceu à ordem do magistrado para informar quem utilizou suas máquinas a fim de cometer delitos. Ora afirmando não possuir condições técnicas, ora dizendo que o fará, mas não com todos os detalhes indicados.

As atualizações do blog nas repartições públicas podem levar o Ministério Público a entrar com uma ação civil pública. Os implicados podem ser acionados por prevaricação e improbidade administrativa.

Grupo

O “Blog de Paulo Doido” foi criado em 18 de fevereiro de 2010. Sua saída do ar ocorreu em 13 de julho do mesmo ano, coincidentemente na data em que a Justiça mandou o Google apontar os autores.

A extensa lista fornecida pela gigante da Internet, que servirá de base para futuras ações nas esferas cível e criminal, mostra que as manutenções não eram feitas apenas por uma pessoa.

Tratava-se de um grupo de servidores comissionados da Prefeitura de Mossoró, lotados na Gerência da Comunicação, que arquitetaram a ferramenta com a finalidade de atacar políticos adversários da prefeita Fafá Rosado e jornalistas que criticam a atual administração.

Além dos próprios, crianças, adolescentes e idosos ligados a eles foram vítimas de achincalhes e graves ofensas morais. Um dos alvos preferidos era o blogueiro Carlos Santos, que, além de tudo, responde a dezenas de processos movidos pela cúpula do Executivo. “Não ligo para o que foi feito contra minha pessoa. O que me revolta é atacarem meus filhos, sendo um menor de idade na época. Um absurdo”, lamenta.

A página virtual não poupava ninguém que estivesse em rota de colisão com os interesses do Palácio da Resistência. Uma idosa foi ridicularizada por enfrentar problemas de saúde. Uma recém-nascida acabou exposta à execração pública, inclusive com exposição de sua fotografia. Uma mãe de família foi rotulada com expressões pornográficas impublicáveis.

Os documentos entregues à Justiça pelo provedor Mikrocenter atestam diversas postagens feitas no contrato de Pedro Carlos Lopes Pinheiro,  “Pedro Carlos”.

Jornalista com portaria na Prefeitura de Mossoró, para atuar como assessor de imprensa, diretor executivo do jornal “Correio da Tarde”, onde também escreve a coluna “Notas do Correio”, ele já havia sido denunciado em reportagem da revista Papangu, no final de fevereiro.

Logo após o assunto vir à tona, Pedro respondeu atacando os autores das ações judiciais, por meio do seu blog particular. Contou também com a defesa do jornalista José Neto de Queiroz, “Neto Queiroz”.

Ele é colunista da “Gazeta do Oeste”, consultor de comunicação da Prefeitura de Mossoró, dono de agência de propaganda (Quixote), professor da rede estadual de ensino licenciado, assessor de imprensa do deputado estadual Leonardo Nogueira (DEM) e diretor da Agência de Comunicação da Uern (AGECOM), na época em que o blog apócrifo estava no ar.

Os dados enviados pela Velox apontam para atualizações também feitas pelo contrato de que Neto Queiroz é usuário.

O terceiro integrante do grupo também identificado pela Velox é o gerente executivo da comunicação da Prefeitura de Mossoró, contabilista Ivanaldo Fernandes, que atuou como webmaster, profissional responsável pela concepção da arquitetura de sites na Rede Mundial de Computadores.

* Do jornal “O Mossoroense”

Veja a segunda parte desta reportagem em postagem adiante.

Categoria(s): Política / Segurança Pública/Polícia

Comentários

  1. lenadro diz:

    só tem carne de pescoço! bando de baba-ovo sem carater..ja era de se esperar q essa quadrilha operasse junta.

  2. Raimundo Dantas Godeiro Filho diz:

    GENTE PAGA COM O DINHEIRO PÚBLICO. UTILIZANDO DE INSTITUIÇÕES PÚBLICAS. CABE INVESTIGAÇÃO. NO MÍNIMO O REITOR É OMISSO.

  3. Junior diz:

    Sim, Neto Queiroz também. Sua cara e postura não nega. Baba-ovo desde quando nasceu. Prmeiro era puxa-saco dos rosados (Laíre e Sandra), quem não lembra? Agora virou a casaca. Isso tudo por R$? É esse o seu caráter? Não é a toa que o jornalismo mossoroense se encontra no esgoto. Com uma equipe dessa não dar outra. O pior é que não se percebe nehuma providência dos órgãos dos quais eles “trabalham” em relação ao caso (Correio da Tarde, UERN, Prefeitura). Será se essa era uma tarefa institucional? Pobre Mossoró.
    Junior

  4. Elves Alves diz:

    Tanta omissão e leniência do doutor Milton Marques, quem diria, não condiz com seu reitorado. Não era de se esperar isso dele. Dos outros, já não diria o mesmo. Os outros são os outros – eles mesmos, os piores de per se, de quem se pode esperar tudo.

  5. Izaurinha diz:

    nem um pouco surpresa da participaçao dos ate aqui mencioandos…lembro um fato acontecido no ano passado em meio a campanha política onde o jornalista neto queiroz salvo lembrança coordenador de campanha do tremendao leonardo nogueira manifestou em sua coluna /gazeta do oeste comparações subentendida dando “pitaco” em forma de “se eu fosse fulano de tal..” onde opinava mencionando seu pitaco em direçao reta a um dado politico ou situaçao a fim de moldurar uma nova performance como se a cada fato mencionada o fosse ou o agisse aquele modo assegurando possiveis mudanças e arrancando o sossego, a desenvoltura politica e a propria razao de existir de cadas um citados. decerto, q diante essa “encenaçao” ele ja possuira a índole “paulo doido de ser”… merece manifestaçao contraria em forma de repudio profissional seja ele quem for q mutila opiniao/açao mascarando-se em personagens provocando essa onda de agressao e ofensa moral. xilindro nele .. ops, neles, sem poupar nome nem cargos. nas proximas eleiçoes fiquemos de olhos bem abertos nos patifes q se asseveram na politica ainda travestidos de outros paulos doidos

Trackbacks

  1. [...] recente da atriz Carolina Dieckmann e o caso do “Blog do Paulo Doido em Mossoró” (veja AQUI). Os bandidos foram alcançados por meios judiciais e [...]

  2. [...] AQUI “Blog Paulo Doido é descoberto; envolve gente poderosa“. Categoria(s): Reportagem [...]

  3. [...] esses vermículos, quando foram descobertos pela via judicial. As informações surgidas (veja AQUI), mostraram como a quadrilha funcionava (veja AQUI). Nada me [...]

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.