segunda-feira - 26/02/2018 - 22:10h
Uern

Governo segue sem proposta para por fim à greve


Mais uma vez foi infrutífera reunião entre segmentos da Universidade do Estado do RN (UERN), representantes do Governo Robinson Faria (PSD), deputados estaduais e outras pessoas, na busca de um entendimento que colocasse fim em greve nessa instituição. Ocorreu hoje (segunda-feira, 26) pela manhã em Natal, na Governadoria.

Governo não fez promessa alguma (Foto: cedida)

Em alguns momentos, a reunião teve ânimos exaltados.  Mas nenhuma fórmula surgiu para entendimento que pudesse levar servidores técnicos e professores da Uern a colocarem um fim em greve iniciada dia 10 de novembro.

Os secretários Tatiana Mendes Cunha (Gabinete Civil), Cristiano Feitosa (Administração) e Gustavo Nogueira (Planejamento) expuseram que o estado não tem meios para fazer um acordo garantindo salário em dia, calendário de pagamento e rápida cobertura de atrasados.

Em contraponto, representantes dos grevistas ratificaram a continuidade da greve. “Não se pode trabalhar sem receber”, vociferou Rivânia Moura, presidente da Associação dos Docentes (ADUERN).

Ainda participaram da audiência o reitor Pedro Fernandes Neto, Elineudo Melo que preside o Sindicato dos Trabalhadores Técnicos da Uern (SINTAUERN), Glisiany de Oliveira como dirigente do Diretório Centro dos Estudantes (DCE), Josevaldo Cunha do Sindicato Nacional dos Docentes das Instiuições de Ensino Superior (ANDES) e os deputados estaduais Manoel Cunha Neto (PHS), o “Souza”, e Larissa Rosado (PSB).

Leia também: A tragédia da omissão que se repete na terra do já-teve.

Nota do Blog – Paralelamente, o professorado prometeu um grande protesto presencial no Centro Administrativo (endereço da Governadoria) e um “Twittaço” (mobilização na rede social Twitter). Não ocorreu uma coisa nem outra.

A anemia toma conta de uma greve que cada dia mais se isola em si mesma. Vai morrendo por inanição. É a única paralisação no serviço público do estado.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Gerais

Comentários

  1. fernando diz:

    A coisa mais burra no serviço publico, é a greve por tempo indeterminado . É jogar contra seu proprio gool. É torcer contra o bom serviço publico.A greve é pra capitar simpatia popular,e não pra que o povo fique contra.

  2. M.D.R. diz:

    Governador, ñ bate de frente com EDUCAÇÃO por que as consequências futura são imprevisíveis.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.