quarta-feira - 15/09/2021 - 08:18h
Mossoró

Milhares de pessoas esperam por cirurgias; Governo do RN é cobrado

As cirurgias eletivas em Mossoró seguem emperradas. Aguardam cobertura de recursos do Governo do Estado. O alerta e apelo para superação desse impasse foram feitos pelo vereador Genilson Alves (Pros) nessa terça-feira (14) no plenário da Câmara Municipal.

Genilson Alves mostrou drama que se multiplica diariamente sem contrapartida do Estado (Foto: Edilberto Barros)

Genilson Alves mostrou drama que se multiplica diariamente sem contrapartida do Estado (Foto: Edilberto Barros)

Ele acrescentou que cerca de 400 cirurgias ginecológicas, por exemplo, já poderiam estar atendidas. Lembrou que a Prefeitura e a antiga Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância de Mossoró (APAMIM), hoje apenas Hospital Maternidade Almeida Castro (HMAC), pactuaram realização desse serviço. Falta a parte do Estado.

Tarcísio Maia, Wilson Rosado, Liga…

As cirurgias ortopédicas pendentes – com muitas pessoas sob ameaça de sequelas irreversíveis – não avançam no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM). “Eu não sei por que não se prioriza a Saúde no Governo do Estado”, criticou o vereador.

Lembrou também que Hospital Wilson Rosado (HWR) e a Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) clamam por pagamentos atrasados.

Houve até paralisação de serviços de quimioterapia e diagnóstico por imagem na LMECC, que devem voltar à próxima semana (veja AQUI), após negociação. No HWR pode acontecer paralisação de atendimento pelo mesmo motivo a partir dessa quarta-feira (15). Governo Fátima Bezerra (PT) não repassa valores referentes às complementações dos serviços de oncologia, cardiologia, neurocirurgia, cirurgias em geral e leitos de UTI – queixas a direção do hospital.

Genison Alves foi aparteado por Naldo Feitosa (PSC). Esse vereador reforçou drama de muitas pessoas que acabam sendo deslocadas do HMAC para Natal em ambulâncias, “em busca de cirurgia”. Raério Araújo (PSD) emendou intervenção, estimando que “umas 5 mil pessoas esperam cirurgias eletivas em Mossoró”.

Eletivas ocorrem noutros municípios

Já Isaac da Casca (DC) relatou que chega a amanhecer com “quatro a cinco pessoas” na porta, pedindo apoio para cirurgias. Porém, afirmou estranhar que em alguns municípios de menor porte, também no interior, esses procedimentos estejam ocorrendo normalmente, com apoio do governo estadual. Dois pesos e duas medidas?

“Por que Mossoró não tem essas cirurgias, mesmo com a prefeitura dando sua contrapartida?” – deixou no ar.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política / Saúde

Comentários

  1. Inácio Augusto de Almeida diz:

    E milhares de jovens estão deixando de receber a vacina por falta de meios para chegar ao SESI, único local onde a vacina,está sendo aplicada.
    Para o jovem ser vacinado é necessário que o responsavel assine a autorização da aplicação da vacina.
    Isto significa gastos com quatro passagens. Milhares de jovens não têm dinheiro nem para uma passagem.
    Será que não percebem isto?
    Quantas famílias pobres podem dispor do valor de quatro passagens para vacinar um rapaz ou uma moça?.
    Apelar para vereador? Kkkk
    Apelar para o prefeito? O prefeito está cansado e tirou uma folga.
    Apelar para a Igreja?
    A Igreja está preocupada em abrilhantar a festa da padroeira.
    Só nos resta apelar para o Pacheco. Pacheco diz receber mensagens divinas…
    SUCUPIRA PERDE FEIO PARA MOSSORÓ.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.