terça-feira - 17/07/2018 - 10:40h
Denúncia

Obras são paralisadas e algumas já apresentam depreciação


Várias obras para reparos em praças e pavimentação estão paradas em Mossoró. Ou, quase parando. Queixas também se avoluma quanto à baixa qualidade de alguns serviços.

A Prefeitura Municipal não cumpre cronograma de pagamentos ou desacelera trabalhos para “desaguar” tudo em plena campanha estadual?

Situação complicada. Difícil uma explicação (ou justificativa) para esse quadro que se avoluma.

E não adianta divulgar outra realidade em propaganda oficial.

Nas redes sociais, é a própria população que tem denunciado o problema, às vezes até de forma agressiva, utilizando palavras de baixo calão e personalizando a revolta.

Em redes sociais, problemas com obras paralisadas, de baixa qualidade, quase parando ou paradas, se avolumam

O vereador Raério Araújo (PRB), por exemplo, postou em suas redes sociais algumas queixas de setores da população, cobrando continuidade de algumas obras (veja foto nesta postagem). No final de semana, ele mostrou de forma documental a paralisação de pavimentação no Conjunto Vingt Rosado, além de expor “primeiros sinais de depreciação” dos trabalhos.

Oficialmente, a municipalidade não se pronuncia para qualquer esclarecimento. Prefeita Rosalba Ciarlini (PP) e secretários adotam tática de evitar entrevistas. Só se pronunciam para órgãos de imprensa cavilosamente escolhidos e com restrição de assuntos.

Nota do Blog – A estratégia de esconde-esconde apressa corrosão da imagem do governo e da gestora. Com pesquisas internas avaliando governo e governante, isso pode ser identificado cientificamente. Mas nem precisaria. Quem circular pelo município, do centro à periferia e sua zona rural, perceberá crescente revolta quando à falta ou precariedade de serviços da municipalidade.

Quem duvidar, dê uma passada nas redes sociais, a começar pelos endereços da própria prefeitura, onde boa parte dessa indignação tem sido despejada. A propósito, a Comunicação Social da gestão é sofrível. Não consegue o elementar: se comunicar com a própria mídia local, que em boa parte também já nem a procura. Seccionar, selecionar, excluir e priorizar quem pode e quem não pode falar com secretários e prefeita, é o cúmulo do atraso.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Política

Comentários

  1. B.ARAGON diz:

    Será que terá continuidade o recapeamento, ou ficará só com piche? Na realidade, serviço público em Mossoró é sempre obscuro. Cidade defasada em todos os aspectos.

  2. João Claudio - The Doido (sem número) diz:

    - As praças do país de Mossoró se tornaram obsoletas.

    - Como assim?

    - Ora, por falta de árvores que dão sombra, ninguém as frequenta porque ninguém quer morrer esturricado. Fato, fato e fato.

    - E à noite? Num é bem fresquinha?

    - É! Mas ninguém chega nem perto das ditas cujas, porque ninguém quer morrer de tiro de 12, de pistola, e até mesmo de susto quando se vê ao longe aqueles dois da moto. Mais: Se você for atingido e não morrer, pode morrer de ódio ao acordar e se ver internado em cima de uma maca em um dos corredores do hospital Tarcísio Maia. Fato, fato e fato.

    - Viiiiiiiixi!!! Algum solução? Alguma luz no fim do túnel?

    - Faz tempo que roubaram a luz e o túnel, viu? Mas, há solução, sim! Ponha na radiola o compacto de Ronnie Von, deixe cair a agulha em cima da faixa ‘A Praça’, e ‘morra’ de saudades do tempo em que você era feliz e não sabia.

    - Ai novo, hein?

    - Ai novo é a mãe.

    - Viiiiiiiixi!!! Apelou.

    - #@@**###%@¥¥€@aa

    - Viiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiixi…!!!

  3. Hermiro filho diz:

    Colocaram uma garapa preta na principal do conjunto Vingt Rosado.
    Asfalto, que asfalto?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.