• Expofruit - Teaser - 20-07-18 a 21-08-18 - Topo
quinta-feira - 18/01/2018 - 21:22h
Chove, chuva!

Ouço trovões, e tudo


Por François Silvestre

Sete e meia da noite, daqui na minha rede, neste quarto que dá para o nascente de Cajuais da Serra, ouço trovões. Saudade dos trovões da infância? Não. Desses eu tinha medo. Eram eles os pais da coalhada.

Dela, eu gostava. E da chuva, e tudo. Terminei essa frase imitando Holden Caulfield, como se fosse um adolescente no campo de centeio.

Desses trovões de agora eu gosto muito mais. Matam a saudade e seus estrondos me fazem esquecer que vivo num tempo de merda, num país de merda e num estadozinho de cocô, e nada.

De novo imito o apanhador num campo de esterco, e tudo.

Só a chuva e seus açudes salvam essa noite, dessa terra onde as “autoridades” satisfazem sua necessidades na privada fedida das sua salas, e tudo. E se reúnem para cagar juntos, e nada.

E chamam o povo para limpar-lhes as bundas com sabugos macios, após a colheita do milho esfregado nas fogueiras dos bajuladores. E cuspo.

Chove, chuva. O riacho está encharcado de todo o esterco dessa caganeira, e tudo. Toda água será pouca, e nada.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Crônica

Comentários

  1. François Silvestre diz:

    Carlos, meu irmão, se não for trabalhoso peço-lhe a colocação da vírgula em “trovões”, do título. Ela é fundamental na acentuação do texto que o inspira, de Salinger. Esse tipo de virgulação tem uma explicação dada por Rui Barbosa, quando ele demonstrou: “A vírgula antes da aditiva “e” reforça o dito posterior”. Observei o professor, e a escola. Acentua a escola mais do que dizer observei o professor e a escola. Esse comentário é para consumo interno, não deve ser publicado. Abraço e obrigado.

  2. João Claudio diz:

    Abafou, François. Com ou sem virgula.

    Se me permite, eu interpretei os ‘trovões’ como sendo grandes e estrondosos flatos liberados pelas ‘artoridades’… De tanto rirem do povo abestalhado.

    ‘Paizin’ sem conserto, viu?

  3. Amorim diz:

    Pouca Paciencai obrigado pela aula,.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.