domingo - 05/04/2020 - 10:22h
'Outro patamar'

Partido esconde pré-candidatos para escapar de assédio

Cerco do grupo da prefeita Rosalba procurava reforço para montar "esteira" a seus vereadores

Com o fechamento entre sexta-feira (3) e sábado (4) do ciclo de filiações partidárias, conforme calendário da Justiça Eleitoral, os subterrâneos e intramuros da política de Mossoró testemunharam situações que se repetem ano após ano de disputa pelo voto: a caçada sem limites por ‘adesões voluntárias’ ou forçadas à composição de chapas e apoios políticos.

DC filia ex-vereador Vingt-un Neto saído do PL (Foto: cedida)

Neste ano, a história se repetiu com episódios que não surpreendem quem conhece e vive a política local há muitos anos.

O partido Democracia Cristã (DC), por exemplo, precisou literalmente esconder vários de seus integrantes e pré-candidatos num sítio na zona rural da cidade. Esperou passar o prazo de filiações (encerrado às 23h59 minutos de sábado) para desmobilizar a operação.

“Esteira”

O grupo da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) fez investida obsessiva. Tentava completar nominata com pelo menos quatro a cinco nomes de potencial de votos, que fariam “esteira” no Partido Progressista, onde aboletou mais sete atuais vereadores (já tinha um – veja AQUI).

Outros partidos como o Solidariedade, Patriota 51, PSD e Democratas também tiveram que se mobilizar, tentando impedir a subtração de quadros.

O assédio do governismo também ocorreu através de outros braços partidários, como o mais recente: Partido Liberal (PL). Ainda existiram escassas baixas, mas entre vivos e feridos escaparam praticamente todos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. François Silvestre diz:

    Não resistem, é?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.