domingo - 15/07/2018 - 21:30h
Governo e Senado

Pesquisa mostra Fátima e Zenaide à frente em Mossoró


Do Blog do BG

O Instituto Seta foi às ruas de Mossoró, o segundo maior colégio eleitoral do RN, para medir as intenções de voto dos eleitores da cidade para a campanha deste ano.

Zenaide e Fátima: dianteira (Foto: divulgação)

No levantamento estimulado para governador, Fátima Bezerra (PT) tem 24%. Robinson Faria (PSD) aparece com 13,2% e Carlos Eduardo Alves (PDT) marcou 5,2%.

O professor Carlos Alberto (Psol) empalmou 1,7% e Breno Queiroga (Solidariedade) obteve 1,1%.

Brancos, nulos e ninguém marcaram 35,9% e 18,9% não quiseram ou não souberam responder.

Senado (1º voto)

No levantamento estimulado para o primeiro voto de senador, a deputada federal Zenaide Maia (PHS) aparece com 22,5%. O Capitão Styvenson (sem partido) tem 7,14% e Garibaldi Filho marcou 4,3%.

Também pontuaram Antônio Jácome (PODEMOS) com 3,2% e Geraldo Melo (PSDB) que chegou a 2,1%. Os demais não marcaram acima de um ponto percentual.

Brancos, nulos e ninguém somaram 46,3% e 12,7% não souberam ou não quiseram responder. voto)

Senado (2º voto)

No levantamento estimulado para o segundo voto de senador, o Capitão Styvenson é o primeiro nome lembrado com 2,2%. Geraldo Melo tem 1,4%. Os demais não pontuaram acima de um porcento.

Brancos, nulos e ninguém somaram 76% e 18,6% não souberam ou não quiseram responder.

Rejeição ao Governo

No levantamento estimulado sobre a rejeição para governador, Robinson Faria tem 25,4%. Depois dele, só Fátima Bezerra, com 6,7% pontuou acima de um por cento.

Brancos, nulos e ninguém somaram 48,9% e 25,4% não souberam ou não quiseram responder.

Rejeição ao Senado

No levantamento estimulado sobre a rejeição para senador, Garibaldi Alves tem 12,4%. Geraldo Melo (2,9%) e Zenaide (1%) completam a lista dos que pontuaram acima de um ponto percentual.

Brancos, nulos e ninguém somaram 55,7% e 24,8% não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa foi realizada nos dias 7 e 8 deste mês. A margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado no TRE sob o número 02162/2018 e no TSE sob o número 03092/2018.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Francisco diz:

    Uma observação preocupante ainda continua: uma enorme parcela de eleitores que não sabem em quem votar, ou não desejam votar. É muita gente fora do processo.

    • Carlos Santos diz:

      NOTA DO BLOG – Demais.

      O não voto vai chegar a percentuais expressivos, mas será um protesto sem o efeito de “mudança” que essas pessoas pretendem promover com tal postura.

      No primeiro turno de 2014, o percentual passou dos 40%, diminuindo no segundo turno.

      Abraços

  2. Ionaldo Lidio Sena de Carvalho diz:

    O povo de Mossoró na hora certa não vai apoiar Fatima do gopi e Zenaide Maia.

    Ionaldo

  3. Marcos Pinto. diz:

    A Fátima e França favorita, beneficiando-se Com a grande reprovação popular do governador Robinson Faria, aliado ao fato do grande e visível desgaste Da família Alves, que protagonizou o golpe com o Michel Temer, capitaneado pelo Henrique Alves.@

  4. henry diz:

    problema saao as opçoes para se votar…. s

  5. João Claudio - The Doido e ainda 'cumnôjo' de ladrão (sem número) diz:

    De tudo pode se esperar da terra onde os ‘intelectuais de miçanga de 1,99′ absolveram o bandido Jararaca.

  6. Francisco Bezerra diz:

    O que Zenaide fez por Mossoró? Pergunta que não quer calar!!

  7. Elves Alves diz:

    Fátima Bezerra (da oligarquia sindical) e Zenaide Maia (da oligarquia familiar), duas ‘pogleçistas’ bem ao gosto do eleitor-freguês. Duas ‘legítimas’ representantes dos movimentos sociais e do proletariado potiguar.
    Uma médica, a outra professora; ambas oriundas de escolas públicas e servidoras públicas, porém destituídas de escrúpulos a ponto de não pensarem duas vezes antes de renunciar às suas profissões para dedicar-se integralmente à carreira de ‘políticas profissionais’.
    Aliás, o mesmo já havia ocorrido a Jaime Calado, marido de Zenaide: trocou a medicina pela politicalha.
    Mas se não der para degluti-las, restam como alternativas Geraldo Melo e Robinson Faria.
    Geraldo faz jus a uma vaga no Senado, pois ajudou muito à Educação pública quando foi governador. Tamborete vírgula, o “Governador da Educação”. Roubinson ponto-e-vírgula, o “Governador da Segurança”.
    Além do mais, Roubinson foi o mais legítimo presente que Fátima, Lula e o PT nos deu, felizardos potiguares que somos.

  8. João Claudio - The Doido e ainda 'cumnôjo' de ladrão (sem número) diz:

    Se o Tamborete foi o ‘governador da educação’ e o Rob está sendo o ‘governador da segurança’, podemos concluir dizendo que Lula e Dilma foram os ‘presidentes da ética e da honestidade??????’

  9. jose luiz da silva diz:

    eu gostaria de saber o que foi que diabos zenaide maia fez por mossoro e cidades proximas acorda povo.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.