terça-feira - 30/06/2015 - 21:30h
Greve

Prefeito resolve judicializar e acusa sindicato de sabotagem


O prefeito Francisco José Júnior (PSD), de Mossoró, falou de forma incisiva hoje no Jornal da 95, da FM 95, apresentado às 18h30 por Tárcio Araújo e Elisângela Moura.

Vai judicializar a relação com grevistas.

- Nós não podemos de maneira nenhuma ser irresponsáveis – disse. segundo o prefeito, o reajuste salarial de 13% cobrado pelos servidores é “inviável”.

Garantiu que a Prefeitura tem feito “o dever de casa” com cortes profundos em seu custeio.

Informou que os cargos comissionados correspondem “só a 5% da folha de pessoal (…). Diminuímos contratos quase todos em mais de 20%”, além de ter freado aditivos em contratos etc.

Birra

Disse também que “não está faltando diálogo”. Já foram feitas contra-propostas. Porém não pode avançar mais na relação com sindicato, pois impacto do reajuste na folha inviabilizaria o erário, com custo da ordem de R$ 3,5 milhões/mês.

Acusou a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM), Marleide Cunha, de comandar “barreiras” e “barricadas” para a população não ter atendimento nas unidades de Saúde, contrariando necessidades coletivas e à lei.

- A população não pode sofrer por birra do sindicato – avaliou.

Categoria(s): Administração Pública

Comentários

  1. Kiriac diz:

    3.5 milhões mês. O judiciário fez pq Mossoro não pode. Pode p trabalhar mesmo só quem perde com greve è o povo. Quero ser atendida nas upas. Pago imposto e trabalho. Ai vem sidicalista em uma crise dessa pedir 13 por cento?!!

  2. raimundo nonato sobrinho diz:

    Se 13% é muito para um técnico que ganha 800 reais por mes, imagine um secretário que tem dois salarios que somam 30.000 mil.
    Pede para o prefeito reduzir o seu salário e o de seus adjuntos em 50%. Garanto que eles nao vao passar fome.

  3. Carlos diz:

    Então vai você trabalhar para ganhar 4,2 % dividido em duas vezes !!!!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.