• Banner Lion Brazil Fim de 2019 - 05-12-19
sábado - 01/04/2017 - 23:52h
Jaguaruana-CE

Quadrilha perde 7 membros e caçada continua no Ceará e RN


Do jornal O Povo (Fortaleza-CE) e Blog Carlos Santos

Membros de quadrilhas que realizam ataques a bancos e carros-fortes na Paraíba e no Rio Grande do Norte estavam em grupo que tentou levar dinheiro das agências do Bradesco e do Banco na cidade de Jaguaruana (veja também AQUI), na madrugada deste sábado, 1º. Eles vinham sendo investigados desde setembro em integração da Polícia Civil, Polícia Federal e Polícia Militar, com trabalho coordenado em Mossoró e abrangendo também ações no Ceará e em Pernambuco.

Dados foram apresentados em coletiva de imprensa neste sábado, 1º (Foto: Tatiana Fortes/O POVO)

Nas últimas três semanas, as forças policiais rastreavam possíveis rotas de atuações do grupo. A informação de que o município de Jaguaruana seria invadido chegou no início da noite desta sexta-feira, explicou o coronel Aginaldo de Oliveira, comandante do Policiamento Especializado da Polícia Militar no Ceará.

A reação foi o envio de seis equipes do Comando Tático Rural (Cotar), que chegou à cidade quando o grupo estava posicionado na praça central e nas duas agências.

Os policiais foram recebidos a tiros por volta das 0h30min e revidaram, disse Oliveira em entrevista coletiva na tarde deste sábado, na sede da Superintendência da Polícia Federal no Ceará, em Fortaleza. Na entrevista, foram atualizadas as informações sobre o confronto: foram sete mortos, incluindo um homem que morreu pela manhã em unidade hospitalar no município de Aracati.

Identidade dos mortos

Outro membro da quadrilha segue internado na mesma cidade. Nenhum policial ficou ferido. A Polícia descarta que algum morador tenha sido atingido.

Ediondas: morte em Jaguaruana (Foto: redes sociais)

Até agora, a confirmação é da identidade de dois mortos. Um deles é de Campina Grande (PB), conhecido apenas por Eric. O outro é Ediondas Duarte Júnior, que era de Mossoró e atuava manuseando e ativando os explosivos em diversos ataques.

É possível que ele esteja vinculado a ações anteriores nos municípios de Icapuí, no Ceará, e em Baraúna, na Rio Grande do Norte. Este último ataque data de 2014.

Conhecido como Júnior Bombado, Ediondas começou a se envolver com o crime em São Paulo e era peça-chave das quadrilhas no Nordeste, informou o delegado Samuel Elânio, chefe da Delegacia da Polícia Federal em Mossoró e coordenador das investigações.

Os corpos não identificados estão na Perícia Forense do Ceará (Pefoce).

Próximos passos

As quatro pessoas presas não tiveram a identidade divulgada nesta tarde. Conforme o delegado Samuel Elânio, as investigações vão continuar para que os integrantes da ação em Jaguaruana sejam identificados, bem como a atuação de cada um no grupo. Não há o número exato para quantos participaram do ataque.

Das três caminhonetes que transportavam os criminosos até a cidade, uma conseguiu fugir após o confronto. O grupo também estava em 12 motocicletas, algumas delas abandonadas no Centro.

A Polícia não descarta que outros membros tenham se ferido e buscado atendimento em hospitais das cidades vizinhas.

Prisões

Uma prisão foi efetuada em Mossoró, no início da tarde de hoje. A pessoa estava numa casa próxima à Igreja São José, no bairro Bom Jardim.

Mais dois elementos foram levados até Tibau (42 quilômetros de Mossoró), presos na mesma operação, para identificação de local de um dos esconderijos do bando.

Dois homens (foto acima) foram levados a Tibau onde havia esconderijo; outro homem (embaixo) foi preso em Mossoró

Esses dois homens tinham a tarefa de resgatar os assaltantes que foram escalados para o ataque a bancos em Jaguaruana.

Na gíria de submundo, eles são denominados de “Cavalo”. Souberam do confronto e não chegaram a salvar os comparsas.

Saiba mais clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI.

Categoria(s): Segurança Pública/Polícia

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.