segunda-feira - 30/09/2013 - 16:07h
Segurança sucateada

Soldado Jadson denuncia mais dificuldades na Polícia Militar


O vereador mossoroense Soldado Jadson (PTdoB) denunciou,  na tarde de hoje, mais um episódio que segundo ele “demonstra o total descaso com a Segurança Pública de Mossoró”.

Jadson se diz indignado com maus-tratos

O vereador afirma que recebeu várias ligações de policiais militares que informaram que hoje pela manhã cedo não havia abastecimento para as viaturas que estavam assumindo o  patrulhamento nas ruas.

Ele reproduz, que ao chegarem  no posto de gasolina os PMs foram informados que não tinha combustível disponível para as equipes pois não havia sido liberado. Diante disso as viaturas retornaram ao quartel para aguardar a solução do problema o que prejudicou o policiamento.

“Só por volta das 9h30 da manhã de hoje foi que se conseguiu o abastecimento e, ainda assim, com a cota reduzida”, afirma.

O Vereador Jadson denuncia ainda que devido a redução da cota nas viaturas, as guarnições da PM estão sendo orientadas a reduzir o patrulhamento nas ruas como medida de economia “fato que compromete o combate ao crime em nossa cidade”.

Alimentação

- Não é a primeira vez que isso acontece – acrescenta.

O vereador, que conhece bem o funcionamento da atividade policial e o sistema de Segurança Pública, vai mais além em suas críticas e denúncias:

- “Recentemente algumas viaturas que estavam patrulhando a cidade tiveram o sistema via satélite interrompido bruscamente pela empresa que as alugou para uso pelo Governo do Estado. Motivo: falta de pagamento do aluguel O equipamento de rádio nem sempre funciona.”

Ele dá mais detalhes: “Os policias estavam trabalhando nas viaturas quando de repente e sem aviso prévio elas pararam de funcionar. Depois foram  recolhidas para Natal de onde não voltaram até agora”, relata.

A precariedade do funcionamento de veículos e sistemas acoplados, que devem garantir maior agilidade na atuação dos policiais, além de segurança, é acrescida de maus-tratos à tropa. O vereador se diz indignado com o que ocorre “com meus colegas”.

Veja que enfoque grave: “Como se não bastasse, policiais reclamam de diárias atrasadas e problemas com a alimentação. É um total absurdo o que estão fazendo com a Segurança Pública de nosso Estado e de nossa cidade. Além da falta gritante de efetivo vemos ainda a falta de coisas básicas como gasolina, comunicação e até alimentação. Iremos tratar do assunto na Câmara e pediremos o apoio do Ministério Público”.

Categoria(s): Administração Pública / Segurança Pública/Polícia

Comentários

  1. Nildo diz:

    Não é má ideia relembrar 1935 a Intentona – protesto político-institucional contra um governo autoritário…

  2. Carlos André diz:

    Como pode ainda um estado passando por tantas e tantas dificuldades querer ser sede da copa, num tem segurança pra nós potiguares imagine pra os gringos.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.