sexta-feira - 10/09/2021 - 19:04h
Missão

Veja como foi articulação de Temer para negociar recuo de Bolsonaro

Por Igor Gadelha (Do Metrópoles)

A passagem do ex-presidente Michel Temer (MDB) por Brasília nessa quinta-feira (9/9) incluiu duas idas ao Palácio do Planalto e encontro com autoridades do Distrito Federal.

Temer chegou à capital federal por volta das 11 horas. A viagem foi feita em um avião da FAB enviado a mando do presidente Jair Bolsonaro para buscar o antecessor.

Michel Temer foi acionado por Bolsonaro e esteve em Brasília para articular pacificação (Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles)

Michel Temer foi acionado por Bolsonaro e esteve em Brasília para articular pacificação (Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles)

Ao chegar, o ex-presidente foi diretamente ao Planalto pela primeira vez. Ali, teve uma conversa inicial com Bolsonaro, seguida de um almoço no gabinete presidencial.

Nessa primeira conversa, o emedebista entregou a Bolsonaro a minuta da “declaração à nação”, para que o atual presidente desse seus toques no texto.

Após o almoço, o emedebista deixou o Planalto e foi ao escritório do atual ministro da Casa Civil do Distrito Federal, Gustavo do Vale Rocha, que foi ministro do governo Temer.

Texto e diálogo com Moraes

De lá, Temer e Rocha seguiram até o Palácio do Buriti, sede do governo do DF, para uma “visita de cortesia” ao governador Ibaneis Rocha (MDB).

Por volta das 15 horas, o ex-presidente retornou ao Planalto, quando Bolsonaro e seus ministros finalizaram o texto da declaração, divulgada no site oficial da Presidência por volta das 16h30.

Foi nessa segunda visita que Temer intermediou a conversa por telefone entre o atual presidente e o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), antecipada pela coluna.

Do Planalto, Temer foi diretamente para o aeroporto, de onde embarcou de volta para São Paulo. Na capital paulista, o ex-presidente terminou a noite em um evento no Clube Monte Líbano.

Leia também: Bolsonaro afaga Alexandre de Moraes e pede desculpas por excessos.

Acompanhe o Canal BCS (Blog Carlos Santos) pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI e Youtube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. João Claudio diz:

    O mordomo não trabalha apenas para os vampiros. Mostrou que pode ser útil em hospícios.

    Loucura, loucura, loucura.

  2. Souza diz:

    Mais uma vez o presidente sai mais fortalecida, a mundiça que queria ver o circo pegar fogo continua chorando.

  3. FRANSUELDO VIEIRA DE ARAUJO diz:

    OS CIDADÃOS SEJA DO BEM OU DO MAL SABEM….
    Antigamente existia um ramal ferroviário MOSSORO/SOUZA NO VIZINHO ESTADO DA PARAÍBA.

    O distinto e alienado Web-leito Souza, me parece que ” viajou”
    de Souza pra Mossoró, e, pensando em voltar, confiante ainda na existência do ramal ferroviário ALHURES mencionado.

    No sumo do sumo do sumo, esse é o dilema da maioria dos que votaram na CAVALGADURA Neo-nazifascista Mor,…ELES LITERALMENTE VIAJARAM NA MAIONESE, SENDO QUE MUITOS ESTAO CRENTES QUE BOLSONARO VAI PERMITIR SUA VIAGEM DE VOLTA…!!!

    Kkkkkkkkk

    Um baraço
    FRANSUELDO VIEIRA DE ARSUJO
    OAB/RN.7318.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011 - 2021. Todos os Direitos Reservados.