segunda-feira - 21/10/2019 - 06:38h
O que estão fazendo com você?

“Prefeita das Praças” abandona símbolo de Mossoró

Logradouro público no centro da cidade está há quase um ano e 7 meses em obras, mas semidestruído

Conhecida pela prodigalidade em “fazer praças” na cidade ao longo de três mandatos como prefeita, Rosalba Ciarlini (PP) está prestes a entrar no último ano do seu quarto mandato à frente da Prefeitura de Mossoró, marcada por uma simbologia inversamente proporcional. Ela é a prefeita que deprecia e destrói um dos logradores públicos mais simbológicos do município, no coração da urbe: a Praça Vigário Antônio Joaquim.

Monturos se formam na praça, escondidos por tapume e tendo Câmara Municipal ao fundo como cúmplice (Foto: BCS)

Desde o dia 10 de abril de 2018 (isso mesmo, veja AQUI, há um ano, seis meses e 11 dias) que ordem de serviço foi assinada para “obras de restauração, acessibilidade e manutenção”, no valor de R$ 95.491,66 e prazo de entrega para 120 dias, com responsabilidade da Lima Engenharia e Construções. Em agosto de 2018, ano passado, era para ter sido reinaugurada.

Desde então, no curso da campanha eleitoral do ano passado, quando tinha o filho Cadu Ciarlini (PP) como candidato a vice-governador do ex-prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PDT), ela e uma entourage fez várias visitas ao local e nunca entregou a obra nem justificou o porque de não abri-la ao uso da população.

Cotidiano do caos

O retrato do local é desolador. Num tour por onde antes circulavam adultos e crianças durante muitas décadas, logo encontramos monturos e estruturas físicas semidestruídas. Foi transformada em residência fixa de incontáveis moradores de rua que se entregam a seus vícios, fazem necessidades físicas e converteram bancos em varais para roupas ou camas, numa vida cotidiana dividida com pombos, lixo, ratos e baratas.

Num banco transformado em varal, cueca, calção e outras peças dos atuais ocupantes do local (Foto: BCS)

A Praça Vigário Antônio Joaquim é uma vergonha à céu aberto, mas escondida dos olhos de transeuntes por tapumes de alumínio. Os responsáveis por esse escárnio seguem preservados de críticas ou qualquer tipo de indignação da população.

O vizinho que deveria “fiscalizar”

Também são poupados de cobrança incisiva da Câmara Municipal. Inclusive, esse poder “fiscalizador” é vizinho – a poucos metros – do local. Na verdade, parceiro e cúmplice desse crime de lesa-Mossoró.

Impossível não perceber tanto acinte, haja vista que das janelas do seu plenário é possível ter uma visão panorâmica desse patrimônio da gestão de Rosalba Ciarlini, numa área de cerca de 1.900 metros quadrados.

Alguns moradores de rua descansam tranquilamente em bancos, sem qualquer tipo de preocupação no local (Foto: BCS)

Estranho também que a mesma Praça tenha passado a ter outra empresa contratada para realizar o mesmo serviço, sem que praticamente nada revele que ali um dia foi promovida qualquer tipo de restauração, acessibilidade e manutenção.

Outra empresa, outro valor, outro prazo

Desde o fim de setembro de 2018 que trabalhadores começaram a cercar a praça (veja AQUI), com a nova obra definida (e outra empresa, a Vita Comércio e Serviços Ltda.) no valor de R$ 425.132,44.

Em seis meses tudo seria entregue, garantia a propaganda municipal. Ou seja, março de 2019.

Outro prazo que foi e continua ignorado e nenhum esclarecimento é prestado ao contribuinte, ou seja, quem paga o desperdício.

Catedral de Santa Luzia e a estátua do sogro da prefeita, Governador Dix-sept Rosado, testemunham desprezo (Foto: BCS)

A mesma praça com duas placas com especificações do empreendimento (a primeira já foi retirada do local), dois prazos, dois valores bem diferentes e uma mesma realidade: abandono, desprezo.

A “casa” da prefeita

A “prefeita das praças” anunciou na pré-campanha de 2018 que tinha 35 obras em andamento e mais 30 estariam em licitação, a maioria para reparos em praças, calçamentos, tapa-buraco.

“A nossa cidade é como a nossa casa, tem que ter manutenção frequente”, palavras dela no dia 10 de abril do ano passado.

Cabe um ditado popular para enquadrá-la à realidade: “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”.

Vale ainda lembrar um bordão que ela utilizou em sua campanha municipal vitoriosa em 2016: “Minha Mossoró, o que estão fazendo com você?”

Foi o mote para transformar o então prefeito Francisco José Júnior (PSD à época) em seu principal cabo eleitoral. Nas redes sociais, principalmente, muitas vozes se levantaram para julgá-lo e sentenciá-lo ao purgatório. Agora, não. Há um silêncio tumular.

Ambiente fétido, semidestruído, praça merece um tour guiado para se ver o que é feito em Mossoró (Foto: BCS)

Dezenas de pequenas obras seguem paradas ou quase parando, outras tantas não passaram de propaganda.

Entretanto o enredo ainda não está completo.

Estátua e Santa Luzia como testemunhas

Esta semana a Câmara Municipal de Mossoró deverá aprovar projeto de lei que autoriza o município a contratar empréstimo “de até” R$ 150 milhões (veja AQUI) para obras de calçamento, asfalto e construção de prédios públicos.

Dinheiro à mão do mesmo governo que não consegue concluir reparos banais numa praça diante de outros dois símbolos mossoroenses: a estátua do seu sogro, o governador Dix-sept Rosado, e a Catedral de Santa Luzia, padroeira dos católicos e dos olhos. Ela deve estar vendo tudo.

Depois de mais de um ano e 6 meses, ferragens, sistema elétrico, alvenaria e outras estruturas provam desperdício (Foto: BCS)

Leia também: Rosalba faz ‘duas’ obras na mesma praça e mantém abandono (24 de junho de 2019);

Leia também: Empréstimo de Rosalba é cartada político-eleitoral decisiva.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Amorim diz:

    Gentileza assistir A Lavanderia, Netflix, Merly Streep e Antonio Banderas; o buraco muito mais embaixo e quando “chegar no fundo tem um alçapão.”

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Os vereadores ditos oposicionistas não conseguem ver está imundície?
    Ficam todos caladinhos.
    Como caladinhos ficam com falta de medicamentos, não entrega do uniforme escolar etc.
    Nem mesmo dizer uma palavra a favor da instalação da COMISSÃO DE ÉTICA na Câmara Municipal dizem.
    Que os mossoroenses escolham melhor os vereadores desta cidade.

  3. João Marcelo diz:

    No liberdade 2 proximo ao Sumare e Paulo Cavalcante onde tera uma secao da camara dia 23-10-2019 tinha uma placa na praca de reforma ai demorou que a placa caiu e foi iniciada a obra e nao terminarao….ta igual o Sumate no apagao fo esquecimentos pelo puder publico municipal

  4. João Claudio diz:

    Calma! Vamos ouvir o outro lado.

  5. FRANSUELDO VIEIRA DE ARAÚJO diz:

    Num se avexem mossoroenses adeptos da MONARQUIA ROSADUS, PERTINHO, BEM PERTINHO DAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS, SURGIRA, COMO NUM PASSE DE MÁGICA, SURGIRÁ UMA NOVA, SUPERFATURADA E MAQUIADA PRAÇA VIGÁRIO ANTÔNIO JOAQUIM, PARA DELEITE DO GADO COMANDADO POR CARLUS AUGUSTUS ROSADUS.

    QUEM SABE, TALVEZ COM O MESMO PISO ESCORREGADIO DE SEMPRE, JÁ QUE ME PARECE, EXISTE UM CONVÊNIO, TÁCITO CONVÊNIO ENTRE A PREFEITA, SRA. ROSALBA CIARLINE ROSADUS – A LARANJA MAIS CORRUPTA DO BRASIL -, JUNTO AOS ORTOPEDISTAS E ANESTESIOLOGISTAS QUE AQUI LABUTAM NA TERRA QUE DIZEM COMBATEU LAMPIÃO ….!!!

    Um baraço

    FRANSU~ELDO VIEIRA DE ARAÚJO.
    OAB/RN. 7318.

  6. Francisco César. diz:

    Uma matéria jornalistica que todos (a) os hipnotizados e teleguiados da prefeita deveriam ler e refletirem. Espero que todos os vereadores, não só da oposição, da situação também, façam uso dessa matéria brilhante, e se sintam provocados a criarem um pinguinho de vergonha na cara. Pois e revoltante esse tipo de omissão e conivência dos senhores (a)) vereadores, com esse desastre administrativo imposto pela prefeita Rosalba ao povo de Mossoró.

  7. Rui Nascimento diz:

    Só te digo uma coisa: eu num digo é nada!
    E te digo mais: só digo isso!!!

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.