quinta-feira - 31/10/2019 - 14:34h
Quanta má-fé!

Rosalba paga a apenas 60% dos servidores e culpa Fátima

Em informação oficial, prefeita diz que não pode cumprir salário em dia devido Proedi e queda do FPM

A Prefeitura Municipal de Mossoró informa que paga nesta quinta-feira (31) 60% do funcionalismo, folha correspondente ao mês em curso – outubro. O restante será à próxima semana.

O pagamento fatiado, que já vinha ocorrendo há vários meses, agora é justificado por recuo de caixa decorrente de duas fontes. A própria municipalidade se exime de qualquer responsabilidade pelo atraso que finalmente admite.Tudo ocorre “em função da queda de receita provocada pela redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), decorrente do decreto do Governo do Estado que alterou as regras do Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial (PROEDI)), além de diminuição no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM)”, informa oficialmente a municipalidade.

Acrescenta no mesmo comunicado, que “foi obrigada a alterar o calendário de pagamento do servidor público. Hoje serão pagos todos os trabalhadores da educação e os servidores das demais secretarias com salários de até R$ 1.800. Aposentados e pensionistas já receberam ontem (30)”.

Nota do Blog – A narrativa da gestão Rosalba Ciarlini (PP) imputa ao governo estadual, que politicamente é adversário, culpa por problemas que se arrastam há meses na prefeitura, antes mesmo de adoção do Proedi.

Essa versão é de uma má-fé despudorada. Insulto à inteligência alheia. Qualquer pessoa razoavelmente bem informada sabe disso.

O próprio município informou há poucos dias que a queda decorrente do decreto do Proedi chegaria a R$ 780 mil/mês (veja AQUI). Na Câmara Municipal, sua bancada confirmou esse montante. A folha da municipalidade passaria (quem sabe?) de R$ 28 milhões. Essa subtração do Proedi causou todo esse estrago? Claro que não.

Outra vez a gestão Rosalba Ciarlini está arrimada em meia-verdade. Ou deslavada mentira. Você escolhe o melhor termo a ser usado.

Para qualquer problema, há sempre um culpado externo. Até bem pouco tempo, o atraso era culpa do ex-prefeito Francisco José Júnior; agora, é da governadora Fátima Bezerra (PT).

Outro ponto: o empréstimo de até R$ 150 milhões que a municipalidade operacionaliza, sendo confirmado, deverá ser pago com recursos do FPM. Sem esse compromisso já existe problema que afeta a folha, como ficará tendo mais essa obrigação (de valor mensal desconhecido até o momento)?

No projeto aprovado por seus vereadores à semana passada, é dito que outras receitas poderão ser utilizadas para o pagamento (veja AQUI), caso o FPM não seja suficiente. Mas quase ninguém sabe disso, a começar por boa parte dos vereadores que o aprovou (veja AQUI).

Francamente!

Leia também: Cacoete da mitomania marca Rosalba à porta de eleição.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo  TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUIYoutube AQUI.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. João Claudio diz:

    O povo da rua comenta que Fatão quer ser a Robin Hood potiguar.

    Tá tomando $$$ dos municípios ricos (tem isso no RN???) e distribuindo o que ‘toma’ com os municípios pobres (tem que nem presta).

    É a nova arte de governar ou aprendeu a fórmula com o governador do riquíssimo Piauí?

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.