segunda-feira - 05/11/2018 - 20:00h
COLUNA DO HERZOG

A condenação ao “ostracismo” da elite política do RN


Por Carlos Santos

Sob a ótica do jurista e pensador italiano Gaetano Mosca em sua “Teoria das elites”, o campo político funciona como um microcosmo e nele há uma relação impositiva de dominadores sobre dominados. Mesmo nas democracias, a minoria organizada sempre governará a maioria desorganizada.

Essa “nata” dirigente muitas vezes entra em conflito e a partir daí pode se fragilizar, abrindo margem para ocupação de espaços e surgimento de outros atores, como nos fala o sociólogo francês Pierre Bourdieu. Esse mundo, diz ele, acaba afetado pela maioria dirigida, a massa-gente que o antropólogo e escritor Darcy Ribeiro tanto citava.Esse preâmbulo me ajuda a tentar explicar o fracasso eleitoral retumbante da elite política do RN, conforme números e resultados finais das urnas em 2018, nos dois turnos. Recorro ainda a um estudo muito interessante da cientista política Cristina Buarque de Hollanda (Teoria das Elites, Editora Zahar, 2011), para resumir a própria compreensão da filosofia política sobre o poder.

Ela mergulha no pensamento de Mosca, Vilfredo Pareto, Robert Mitchels, Platão, Sócrates, dos brasileiros Oliveira Vianna (Instituições Políticas Brasileiras, grande livro) e Assis Brasil, entre outros.

A força demonstrada este ano pela clientela política excluída, é um claro sinal de rebeldia dos dominados e de anemia dos dominadores. Como tudo na vida, há começo, meio e fim. Há esgotamento de fórmulas, peças são substituídas ou descartadas.

Foram expurgados pelo voto nomes como José Agripino (DEM), Garibaldi Filho (MDB), Ricardo Motta (PSB), Carlos Eduardo Alves (PDT), Rogério Marinho (PSDB), Antônio Jácome (Podemos) e Geraldo Melo (PSDB). Deputados federais Fábio Faria (PSD), Rafael Motta (PSB) e Walter Alves (MDB) conseguiram se reeleger, mas com votações sofríveis.

Leia tambémA centelha do antipetismo e o fenômeno Bolsonaro.

Na contabilidade também entra o clã Rosado, derrotado humilhantemente de cabo a rabo.

Na Grécia antiga, o indivíduo que atentava contra os interesses da pólis (cidade) tinha como maior punição o “ostracismo”. Era banido por dez anos da comuna, através de eleição direta em que os nomes votados eram escritos num pedaço de cerâmica (o “óstraco” – daí a origem da palavra).

O futuro dirá se o desterro dos políticos potiguares retirados de cena, este ano, é perpétuo ou por poucos anos. E quem ascendeu ao topo do campo político deve ficar atento. A maioria dirigida anda indócil.

PRIMEIRA PÁGINA

Câmara dá publicidade a todas as suas matérias técnicas - Aplausos a importante iniciativa da Câmara Municipal de Mossoró. Sua presidente Izabel Montenegro (MDB) agiliza divulgação no portal da Casa (veja AQUI) de Regimento Interno, Lei Orgânica do Município (LOM) e outros documentos. Em breve, todo acervo de leis, decretos, projetos de lei, leis complementares etc. estará com igual publicização. Há tempos que essa elementar decisão era ignorada por esse poder, até ensejando circulação de textos apócrifos de Regimento Interno, por exemplo.

Fenômenos eleitorais não representam uma regra geral para novas campanhas – Há um encantamento com os fenômenos eleitorais deste ano, que se espalham do Rio Grande do Norte ao plano nacional. Muita gente já decretou o fim do  marketing eleitoral tradicional; outros falam que não é preciso mais do que uma câmera (no smartphone) e uma boa ideia na cabeça, para vencer uma eleição. Jair Bolsonaro (PSL), eleito a Presidência da República, é o exemplo mais expressivo. No plano estadual, o capitão Styvenson Valentim (REDE) é outro caso de sucesso fora dos padrões. Só um lembrete: a enorme maioria dos eleitos, em todo o país, usou os métodos de sempre. O fenômeno é exceção e não regra. Muitos fatores pesam até o êxito nas urnas, a partir da pré-campanha.

Fechamento de contas não é situação excepcional com Robinson Faria – A tentativa desesperada do governador Robinson Faria (PSD) de fechar seu período de governo (quatro anos) com pelo menos a folha em dia, não é situação nova ou excepcional no RN. Os sinais mais claros de que tudo ficaria ainda pior surgiram ainda no final de 2010, fim do ciclo Wilma de Faria (PSB)-Iberê Ferreira (PSB), que chegou a pedir R$ a merreca de R$ 7 milhões emprestados ao Tribunal de Justiça do RN (TJR), gestão do desembargador Rafael Godeiro. No fechamento da administração Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP) em dezembro de 2014, ela abriu a temporada de saques da reserva de aposentados e pensionistas, com a unificação dos fundos Previdenciário e Financeiro (veja AQUI). Utilizou R$ 234 milhões e deixou folhas em dia, livrando-se paralelamente de processo de inelegibilidade com base na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Rosalba contou com Robinson para saque salvador que a livrou da LRF e passou bomba para ele (Foto: arquivo)

Deputado Fernando Mineiro previu rombo prejudicial a servidor – Quando o Governo Rosalba Ciarlini (DEM, hoje no PP) alterou o regime previdenciário do estado ao final de sua gestão em dezembro de 2014, sacando de imediato recursos do Fundo Financeiro da Previdência (FUNFIR), o deputado estadual Fernando Mineiro (PT) foi a única voz contra. E alertou: “Dentro de poucos anos essa manobra feita hoje terá como consequência o aumento do rombo do Fundo Previdenciário” (veja AQUI). Não mentiu nem exagerou. E o quadro deverá piorar muito.

Deputada eleita participará de evento internacional na Espanha – A vereadora e deputada eleita pelo PT, Isolda Dantas, irá à Espanha participar da Conferência Internacional “Mulheres e Liderança Política: Conectando Lutas e Territórios”, que começa dia 6 e tem programação até 16 de novembro de 2018. O evento reunirá mulheres de toda a América e será organizado pelas organizações Alianza por la Solidaridad e a ActionAID. Vai se desenvolver entre Madrid, Barcelona e Mérida.

Caicó tem crescente número de pré-candidatos à municipalidade – Pelo menos uns seis nomes andam se saracoteando como pré-candidatos a prefeito de Caicó em 2020. Por enquanto. O vácuo de poder é o principal combustível desse interesse, além do resultado eleitoral recente que fragilizou quase todas as antigas lideranças domésticas. Até aqui, quem está provisoriamente na prefeitura é o vice-prefeito Marcos José de Araújo (PP), “Marcos do Manhoso”, desde o afastamento do titular Robson Araújo (PSDB), o “Robson Batata”. No dia 10 de outubro último, Batata ganhou liberdade (veja AQUI), mas sem direito à retomada do cargo. Veja AQUI uma série de matérias sobre o assunto.

Lista de partidos deverá ser alterada na AL – Ao todo, a próxima legislatura da Assembleia Legislativa do RN para o quadriênio 2019-2022 terá 14 legendas: PSDB (5), Avante (2), MDB (2), SD (2), PT (2), PSD (2), PTC (2), além de PR, PPL, PSL, Pros, PHS, Psol e DEM com um parlamentar (veja relação dos eleitos AQUI). Mas alguns partidos poderão sumir, devido encolhimento provocado pela cláusula de desempenho, que leva a perda de Fundo Partidário, tempo de rádio e televisão além de outros problemas. Esse quadro revelado nas eleições do último dia 7 de outubro passará por modificações. Em 2014, as urnas definiram a AL assim: PMDB (5), Pros (4), PSD (3), DEM (2), PSB (2). Já PR, PDT, Solidariedade, PCdoB, PMN, PHS, PTdoB e PT elegeram um parlamentar.

Dificuldades exigem mudanças radicais em governismo - Os tempos são outros, mas Carlos Augusto Rosado e Rosalba Ciarlini (PP) são os mesmos. A necessidade de dar uma chacoalhada no governo mossoroense para o grupo chegar às eleições municipais em 2020, em condições de vitória, exige mudança radical dos dois comandantes do rosalbismo. Para situações excepcionais, medidas excepcionais.

EM PAUTA

Tibau Follia – Em breve serão anunciadas atrações e programação do Tibau Folia, que acontecerá na cidade-praia do Tibau (42km de Mossoró, entre os dias 11 e 13 de janeiro de 2019.

Digicom – A Digicom chega à sua terceira edição em 2018, durante todo o dia 9 de dezembro, na área VIP da Arena das Dunas, em Natal. Focado em games, e-Sports e tecnologia, o evento oferecerá jogos free plays e campeonatos de diversos jogos com uma estrutura diferenciada: conforto, segurança e mais de 50 computadores para campeonatos instantâneos.

Renato Russo – O musical Renato Russo – baseado na obra do letrista e vocalista da banda Legião Urbana – vai ser apresentado em Natal. O espetáculo terá espaço no palco do Teatro Riachuelo do Shopping Midway Mall, no dia 7 de dezembro, às 21h.

Musical será em dezembro (Foto: divulgação)

Diferente – O Oba Restaurante em Mossoró vai promover uma “Quarta-Feira Diferente” à noite do próximo dia 14, véspera de feriado nacional. A partir das 21h, música ao vivo até à madrugada seguinte com duas atrações: Alzinete Oliveira e Vivi na janela, e em seguida a banda Tremendão de Fortaleza-CE. Arranje um lugarzinho na área da turma do gargarejo para mim, meus caros Ribamar-Naeide e Vinícius.

Coleção - Na mais recente edição da Feira do Livro de Mossoró, acabei esticando o tempo no pequeno espaço reservado à Coleção Mossoroense. Fui recebido por Eriberto Monteiro, escritor e operário infatigável desse legado cultural. É a editora recordista de títulos publicados no Brasil, com mais de 4.700 obras ao longo de 69 anos, uma tarefa gigantesca tocada pelo falecido Vingt-un Rosado. Ave, Vingt-un!

Durval Paiva - A Casa Durval Paiva foi escolhida como a Melhor Ong do Brasil na segunda edição do Guia Melhores Ongs, realizada na quinta (1), no Museu de Arte Moderna – Parque do Ibirapuera em São Paulo/SP. A iniciativa da premiação é do Instituto Doar e da Rede Filantropia que receberam mais de 2.500 inscrições de todo o país. Em 2017, a Durval Paiva já havia sido contemplada como a melhor Ong do Nordeste, ficando também entre as 100 melhores do país. Há 23 anos a entidade natalense atende à criança e ao adolescente com câncer e doenças hematológicas crônicas. Conheça clicando AQUI.

SÓ PRA CONTRARIAR

Quando os militantes petistas e bolsonaristas vão ensarilhar as armas? A campanha já terminou, gente!

GERAIS… GERAIS… GERAIS…

Tenho em mãos a edição de número 177 (ano 15), do jornal impresso “Jabá – Humor levado a sério”, editado por Ítalo Praxedes. Obrigado e parabéns pelo heroísmo, meu caro.

Obrigado à leitura do Nosso Blog Jacó Morais (Brasília),  Cornélio Alves (Natal) e  Naerton Soares (Mossoró).

Veja a edição anterior da Coluna do Herzog (29/10) clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
terça-feira - 23/10/2018 - 20:30h
Operação Candeeiro

STF acata denúncia contra o deputado estadual Ricardo Motta

Parlamentar é acusado pela prática de peculato, lavagem de dinheiro e ainda organização criminosa

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira (23), recebeu denúncia na qual o deputado estadual Ricardo Motta (PSB-RN) é acusado pela prática, em tese, dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Por decisão unânime, o colegiado acompanhou o voto do relator, ministro Luiz Fux, que considerou a verossimilhança da versão de colaboradores por meio de evidências contidas em provas documentais e testemunhais.

Ricardo Motta teve votação à unanimidade pelo acatamento de denúncia contra ele (Foto: José Aldenir)

O inquérito foi remetido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte (TJ-RN) e recebido como Ação Originária (AO 2275) no Supremo em razão da ausência de quórum para a análise do processo, tendo em vista que mais da metade dos desembargadores do TJ se declarou suspeito para atuar no caso.

De acordo com a denúncia, o deputado teria participação em esquema criminoso que desviou mais de R$ 19 milhões dos cofres do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Rio Grande do Norte (IDEMA/RN), mediante a utilização de ofícios que autorizaram pagamentos com conteúdo fraudulento. Os crimes foram alvo da Operação Candeeiro, deflagrada em setembro de 2015, naquele estado.

Voto do relator

O relator da matéria, ministro Luiz Fux, votou pelo recebimento da denúncia. “Estamos numa fase preliminar em que vigora o princípio in dubio pro societate (em dúvida pro sociedade). Assim, se efetivamente proceder tudo quanto a defesa se propõe a comprovar, ela o fará no curso da ação penal”, ressaltou, ao acrescentar que é preciso que a denúncia esteja embasada em dados que evidenciam o mínimo de autoria e materialidade, como é o caso dos autos.

O ministro também entendeu que estão atendidos os requisitos do artigo 41, do Código de Processo Penal (CPP), segundo o qual a denúncia ou queixa conterá a exposição do fato criminoso, com todas as suas circunstâncias, a qualificação do acusado ou esclarecimentos pelos quais se possa identificá-lo, a classificação do crime e, quando necessário, o rol das testemunhas. Ele verificou que, além da delação premiada, diversos outros elementos de provas contidos nos autos embasam os fatos analisados para fins de recebimento da denúncia.

Segundo o relator, o processo contém depoimentos de três agentes que retratam os mesmos fatos contados na denúncia, bem como mostra relatos de testemunhas que afirmam ter presenciado a entrega dos valores mencionados nos autos.

O ministro Luiz Fux afirmou que também há documentos de natureza bancária que retratam as operações de desvio de valores do IDEMA, além de saques realizados pelos representantes das pessoas jurídicas que participavam do esquema e, por fim, extratos telefônicos com contatos realizados entre o denunciado e o colaborador no período próximo às operações financeiras fraudulentas.

Leia também: Denunciado por corrupção, Ricardo Motta poderá ser afastado.

Eleito para o sétimo mandato consecutivo de deputado estadual em 2014, com 80.249 votos, Motta foi proporcionalmente o segundo deputado mais bem votado em todo o Brasil àquele ano, com 4,84% dos votos válidos.

Já agora em 2018, em meio a esse e outros escândalo, não conseguiu se reeleger. Obteve apenas 18.036 (1.07%). Foram 62.213 votos a menos do que o somado em 2014.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
  • Repet
terça-feira - 23/10/2018 - 10:40h
Hoje

Julgamentos no TSE e STF mexem com política do RN


Dois importantes julgamentos pautados para esta terça-feira (23), em Brasília, mexem com a política no Rio Grande do Norte.

A Ação Originária (AO) sob o número 2275 vai ser apreciada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em sessão na Primeira Turma dessa corte, às 14h. A demanda trata de denúncia contra o deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa Ricardo Motta (PSB), envolvido na “Operação Candeeiro” (veja AQUI).

Já no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), haverá julgamento do recurso que pode mudar o resultado da eleição à Câmara dos Deputados no RN. Será às 19h, no plenário. O deputado federal eleito Fernando Mineiro (PT) e o deputado federal que não se reelegeu, Beto Rosado (PP), lutam pelo mesmo mandato para a legislatura (2019-2022) – veja AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo TwitteAQUIInstagram AQUIFacebook AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
terça-feira - 09/10/2018 - 17:20h
RN

Deputados têm profunda perda de votos em nova eleição


Do Blog do Barreto

Dos 15 deputados estaduais reeleitos no domingo apenas dois conseguiram ampliar suas respectivas votações nas eleições de domingo num comparativo com o pleito de 2014.

Galeno reelegeu-se com 29.023 votos a menos; Ricardo foi derrotado e perdeu mais de 62 mil votos (Fotos: AL)

Foram eles: o presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) e Souza Neto (PHS). Os demais despencaram as votações. O primeiro teve 3.783 a mais e o segundo 10.657.

Quem teve a votação mais reduzida foi Galeno Torquato (PSD) foram 29.023 votos a menos, seguido por Kelps Lima (SD) que recebeu menos 22.461 sufrágios.

Um fator determinante para a diminuição dos votos foi a pulverização dos votos e candidatos e em escala menor a repulsa popular aos políticos. O sentimento de mudança não pode ser desconsiderado. Serão nove novatos em 2019 na casa.

Candidato Votação 2018 Votação 2014 Saldo
EZEQUIEL (PSDB) 58.221 54.438 +3.783
GUSTAVO CARVALHO 47.544 57.757 – 10.213
TOMBA FARIAS 41.249 48.980 – 7.731
NELTER QUEIROZ 40.717 51.773 – 11.056
HERMANO MORAIS 38.053 60.813 – 22.461
GALENO TORQUATO 34.532 63.286 – 29.023
GEORGE SOARES 34.263 38.637 – 4.374
RAIMUNDO FERNANDES 33.965 35.333 – 1.368
CRISTIANE DANTAS 33.860 38.955 – 5.136
KELPS 33.819 59.619 – 25.800
GETULIO RÊGO 33.477 52.118 – 18.642
VIVALDO COSTA 32.638 34.457 – 1.819
ALBERT DICKSON 31.698 37.461 – 5.763
SOUZA 31.097 20.440 + 10.657
JOSÉ DIAS 27.275 37.844 – 10.569

Nota do Blog Carlos Santos – O fenômeno não ficou restrito à Assembleia Legislativa nem aos reeleitos. Espraiou-se de forma generalizada. A grande quantidade de candidatos (116 a federal e 330 a estadual) realmente contribuiu para essa baixa, além do desgaste da classe política.

Caso emblemático é do deputado Ricardo Motta (PSB), que era presidente da AL em 2014 e juntou 80.249 votos (4,84%) àquele ano. Agora, só obteve 18.036 (1,07%) e não conseguiu se reeleger. Sua desnutrição em quatro anos foi de 62.213 votos. Em 2014, teve voto para se eleger sozinho, sem precisar de somatório de quociente eleitoral, que chegou a 69.097 votos. Ou seja, 11.152 votos acima do quociente.

No caso da disputa à Câmara Federal, a desnutrição atingiu todos os reeleitos, que foram os “campeões de voto” do pleito 2014:

- Walter Alves (MDB) – 79.333 (4,33%), sétimo lugar entre os vitoriosos em 2018. Em 2014 foram 191.064 (12,09%) e a primeira colocação. Uma queda de 111.731 votos.

- Rafael Motta (PSB) – 82.791 (5,14%) e a quinta posição entre os eleitos neste ano. Já em 2014, ele totalizou 176.239 (11,15%), ficando em segundo lugar. Uma redução de 93.448 votos.

- Fábio Faria (PSD) – 70.350 (4,37%) na eleição 2018, sendo o último colocado entre os eleitos. Em 2014, ele foi o terceiro mais votado ao atingir 166.427 (10,53%). Um desabamento de 96.077 votos.

Vale ser ressaltado, que Fábio teve menos voto do que Beto Rosado (PP), primeiro suplente da Coligação 100% RN, com 71.092 (4,42%). Por esses números, ele estaria eleito se integrasse a Coligação Trabalho e Superação onde estão Rafael e Fábio.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 11/09/2018 - 17:38h
MPRN

Gratificações “a pessoas” estranhas” serão apuradas

O ex-presidente da Assembleia Legislativa do RN Ricardo Motta é suspeito de favorecimentos

Do G1RN

O Ministério Público abriu um inquérito para apurar se o deputado Ricardo Motta (PSB) cometeu ato de improbidade administrativa quando ocupava a presidência da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. A suspeita é de que o parlamentar concedeu dezenas de gratificações a “pessoas estranhas” ao quadro de funcionários da Casa, entre 2013 e 2015.

Motta: denúncia (Foto: AL)

A defesa do deputado estadual Ricardo Motta diz que só se pronunciará após ser notificada e antecipadamente. Em nota, a defesa afirmou ainda que todos os atos realizados durante a gestão do parlamentar à frente da Assembleia Legislativa ocorreram dentro da legalidade.

De acordo com o MP, Motta, na condição de presidente, concedeu as gratificações a pessoas que não eram servidores efetivos da Assembleia Legislativa. A abertura do inquérito foi publicada no Diário Oficial do Estado.

Na publicação, o promotor Márcio Cardoso Santos diz que essas concessões de gratificações, se forem confirmadas, “caracteriza ofensa aos princípios da moralidade, legalidade e eficiência”.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público / Política
sexta-feira - 31/08/2018 - 19:12h
Operação Capuleto

Deputado teria desviado dinheiro para reformar casa de praia


O portal G1RN publica matéria nesta sexta-feira (31), informando que o deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa do RN Ricardo Motta (PSB) teria comandado um desvio de R$ 400 mil do Instituto de Desenvolvimento Ambiental do Estado (IDEMA) para quitar a reforma de uma casa na Lagoa de Bomfim, em Nísia Floresta, região metropolitana de Natal.

Ele nega.

Em nota, Ricardo Motta disse que o MP divulgou o processo em período de campanha, “coincidência, ou não”. “O que ora se combate e a legislação eleitoral proíbe expressamente é a conduta tendente a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais”, criticou. O deputado também negou as acusações. “Reafirmo com veemência que não tenho qualquer participação nos fatos investigados e que tenho minha consciência tranquila, o que será provado à Justiça”, declarou Motta.

Na segunda-feira (27), ele foi denunciado pelo Ministério Público do RN (MPRN) na “Operação Capuleto” (veja AQUI), que trata dessa questão.

Saiba mais detalhes clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público / Política
  • Repet
terça-feira - 28/08/2018 - 17:40h
RN

MP denuncia deputado estadual por desvio de recursos


Ricardo Motta: outro imbróglio (Foto: AL)

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por intermédio do procurador-geral de Justiça Eudo Rodrigues Leite, ofereceu denúncia à Justiça potiguar contra o deputado estadual Ricardo Motta (PSSB).

Foi protocolada nesta segunda-feira (27) no Tribunal de Justiça do RN (TJRN).

Corre sob sigilo.

É resultado da “Operação Capuleto”, desdobramento da “Operação Candeeiro”, deflagrada pelo MPRN em maio de 2017 para apurar a prática de crimes decorrentes do desvio de recursos públicos oriundos de convênio firmado entre o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA), e a Fundação para o Desenvolvimento Sustentável da Terra Potiguar (FUNDEP).

Candeeiro e Dama de Espadas

Segundo o enunciado que sustenta a ação, foi contratada uma construtora para realizar a reforma do Ecocentro, com recursos oriundos de compensação ambiental da empresa Brasventos Eolo Geradora de Energia S/A.

Na Operação Candeeiro, o deputado Ricardo Motta também foi denunciado por ter desviado do Idema a quantia de R$ 19.321.726,13, entre janeiro de 2013 e dezembro de 2014, segundo as investigações do MPRN.

O parlamentar também é um dos denunciados da “Operação Dama de Espadas”, em que ele figura como réu por ter chefiado a organização criminosa que desviou recursos públicos do parlamento estadual entre 2011 e 2015, mediante a inserção fraudulenta de “servidores fantasmas” na folha de pagamento do órgão legislativo.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública / Justiça/Direito/Ministério Público / Política
quarta-feira - 22/08/2018 - 12:05h
STF

Assessoria de Ricardo Motta se pronuncia sobre postagem


A Assessoria Jurídica do Deputado Estadual Ricardo Motta (PSB) envia nota para o Blog Carlos Santos, em contraponto à postagem sob o título “PGR ratifica denúncia e pede que STF julgue Ricardo Motta“.

Leia a íntegra abaixo:

Sobre matéria intitulada “PGR ratifica denúncia e pede que STF julgue Ricardo Motta”, é necessário esclarecer tratar-se de andamento normal de um processo que sequer foi recebido pela Justiça.

A candidatura do deputado Ricardo Motta está posta sem qualquer razão jurídica para ser impugnada.

Basta conferir as certidões negativas anexadas ao seu processo de registro de candidatura e disponíveis no site da Justiça Eleitoral.

Thiago Cortez – Advogado do deputado estadual Ricardo Motta

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 21/08/2018 - 23:24h
Operação Candeeiro

PGR ratifica denúncia e pede que STF julgue Ricardo Motta


A Procuradoria Geral da República (PGR) “reiterou os termos de denúncia e requereu providências” em relação à demanda que envolve diretamente o deputado estadual Ricardo Motta (PSB). Cobra seu afastamento do mandato e outras sanções. A manifestação da PGR ocorreu nesta terça-feira (21) em Brasília, no âmbito do Supremo Tribunal Federal (STF).

Deputado retornou à Assembleia Legislativa e em pronunciamento se disse "vítima" (Foto: Eduardo Maia)

Ricardo Motta (PSB) está seriamente envolvido na “Operação Candeeiro”, deflagrada no dia 2 de setembro de 2015. Em questão  no STF, a Ação Originária (AO) sob o número 2275.

A indefinição sobre o futuro do parlamentar passeia na Primeira Turma do STF, composta pelos ministros Alexandre de Moraes (presidente), Rosa Weber, Luiz Roberto Barroso, Marco Aurélio de Mello e Luiz Fux, relator do processo.

Suspeição de oito desembargadores

O caso começou a se arrastar no Tribunal de Justiça do RN (TJRN), onde oito desembargadores alegaram suspeição, o que impediu a corte de tomar uma decisão colegiada. Daí, o imbróglio parou (literalmente) no STF no final de 2017.

No dia 31 de outubro de 2017, a procuradora geral da República, Raquel Dodge, pediu ao STF (veja AQUI a íntegra do documento) que Ricardo Motta fosse outra vez afastado do mandato. Na condição de titular da ação penal perante o Supremo Tribunal Federal, ratificou a denúncia contra o parlamentar estadual pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Motta foi denunciado pelo Ministério Público do RN (MPRN) em maio do ano passado (Ex-presidente da Assembleia Legislativa é denunciado pelo MP). Segundo os autos, entre janeiro de 2013 a dezembro de 2014, ele teria desviado, em proveito próprio e de terceiros, R$ 19.321.726,13 (dezenove milhões, trezentos e vinte e um mil, setecentos e vinte e seis reais e treze centavos) em prejuízo do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA).

Leia também: Ricardo Motta está prestes a ir para a ‘Câmara de Gás”.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 16/08/2018 - 18:10h
Operação Candeeiro

Imóveis de quadrilha do Idema vão ser colocados em leilão


Gutson: delator explosivo (Foto: Magnus Nascimento/TN)

O processo judicial que trata do esquema de desvio de recursos públicos no Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA), descortinado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) por meio da Operação Candeeiro, terá mais um desdobramento no próximo dia 24 de agosto.

Nessa data, ocorrerá o leilão judicial de 16 imóveis com perda decretada judicialmente e que foram avaliados em R$ 7,73 milhões.

A abertura dos lances será realizada no dia 24 de agosto, às 9h, no auditório do subsolo do Fórum Desembargador Miguel Seabra Fagundes, em Lagoa Nova, Natal.

O leilão é mais um desdobramento da operação do MPRN que apurou desvios na ordem de R$ 19 milhões do Idema nos anos de 2013 e 2014, em que uma refinada associação criminosa instalada na Unidade Instrumental de Finanças e Contabilidade do órgão, por meio de seu diretor administrativo e com auxílio de pessoas de fora do Instituto, utilizava-se de ofícios autorizadores de pagamento como forma de desviar recursos em benefício próprio ou de terceiros.

Delator e deputado

Um dos principais delatores e beneficiados do esquema foi Em destaque apareceram Gutson Johnson Giovany Reinaldo Bezerra. Conheça um pouco o enredo da Operação Candeeiro, que tem como um dos envolvidos o ex-presidente da Assembleia Legislativa do RN – deputado Ricardo Motta (PSB): Ex-presidente da Assembleia Legislativa é denunciado pelo MPRN.

Leia também: Ricardo Motta está prestes a ir para a Câmara de Gás.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Justiça/Direito/Ministério Público
  • Repet
segunda-feira - 13/08/2018 - 12:50h
COLUNA DO HERZOG

A compreensível tensão das nominatas e coligações


Por Carlos Santos

Para muitas pessoas que acompanham o noticiário político e esse emaranhado de informações relativas à formação de chapas à Assembleia Legislativa e à Câmara Federal, é incompreensível todo esse prélio. Não se entende por que tanta complexidade.

A ideia que vem à cabeça é que tudo não passa de negociata, troca-troca de vantagens financeiras etc. Não é bem assim.

Existem componentes político-partidários, pessoais e legais sendo observados. Não é apenas uma questão de afinidade política ou coesão de projetos, ou o toma-lá-dá-cá.

Escolhas precipitadas na formação de nominatas partidárias e coligações podem determinar a derrota de um candidato.

Este ano, para aumentar ainda mais o tempero dessa caldeirada, a legislação ainda recepcionou a proposta relativa às “sobras” de votos, dos cálculos feitos para eleição de deputados federais e estaduais. É uma forma de “colaborar’ com os pequenos partidos e coligações.

Nas sobras, não é necessário que o partido atinja o quociente eleitoral, para eleger um deputado federal ou estadual. Partido/coligação com maiores médias, independentemente de terem atingido o quociente eleitoral, participam dessa’filtragem.’

Esse cálculo é feito, depois de se formar a lista de eleitos pelo quociente eleitoral. Portanto há possibilidade que tenhamos gente vitoriosa com esse favorecimento da legislação.

Por isso, não estranhe toda essa tensão. Se você estivesse nas discussões e de posse do amplo conhecimento desse labirinto jurídico, não estaria menos inquieto, perturbado e à beira de um ataque de nervos.

* Quociente Eleitoral – soma dos votos válidos dividida pelo número de cadeiras no parlamento.

PRIMEIRA PÁGINA

A real força de Sandra Rosado em favor de Beto Rosado – É preciso que entendamos por que é tão importante para o grupo da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), a retirada da candidatura à Câmara Federal da vereadora e ex-deputada federal Sandra Rosado (PSDB). Ao desistir da postulação na nominata federal do governismo, encabeçada pelo PSD do governador Robinson Faria, ela subtrai potenciais votos que serviriam para ampliar margem de eleitos nessa coligação. Paralelamente, enseja que Beto Rosado (PP), a quem passa a apoiar, tenha maiores chances de se capitalizar à reeleição na coligação do candidato ao governo Carlos Eduardo Alves (PDT). Não é no apoio direto, transferindo eventuais colégios eleitorais para Beto ou discursando em seu favor, que Sandra mais contribui à sua reeleição. Com essa movimentação, Beto pode novamente sonhar com a reeleição, num elenco de três nomes que sua coligação tende a eleger.

A costura e o nó necessários à campanha ao Senado em 2018 – Pesquisa após pesquisa é visível que o “segundo voto” ao Senado pode ser o diferencial numa disputa tão acirrada. Nesse aspecto, Zenaide Maia (PHS) e Geraldo Melo precisam de atenção redobrada, até porque tiveram queda de rendimento com a entrada em cena do Capitão Styvenson Valentim (REDE). Casar voto com quem possa içá-lo (a) é importante. Porém colar em quem está em queda livre, também pode determinar o infortúnio eleitoral. Em 1998, por exemplo, Fernando Bezerra (PTB) era “O senador de Garibaldi”, slogan que foi adesivado no inconsciente popular em sua campanha vitoriosa. O governador Garibaldi Filho (PMDB) concorria à reeleição e ajudou a puxá-lo à reeleição: “É Garibaldi costurando e Fernando dando o nó”, dizia um jingle.

Fernando em 98 colou e foi puxado (Foto: Web)

São Gonçalo tem governismo fracionado em candidaturas – Em São Gonçalo do Amarante, ninguém tem dúvidas de que a primeira-dama Terezinha Maia (PR) marcha para ser um dos nomes campeões de voto à Assembleia Legislativa, numa campanha sob a batuta do prefeito Paulo Emílio (PR). Mas ela não está só na teia governista em se tratando desse segmento de disputa. O presidente da Câmara Municipal, Raimundo Mendes (PMB), foi obrigado a desistir de tentar a Câmara Federal, passando a concorrer a estadual. O vice-prefeito Eraldo Paiva (PT) é candidato também nessa faixa eleitoral. Ainda entra na contabilidade Mada Calado (PT), filha do ex-prefeito Jaime Calado e da deputada federal e candidata ao Senado Zenaide Maia (PHS). Ufa!

Mulher é candidata a federal apenas para cumprir exigência legal – A ex-primeira dama do Assu Vanessa Lopes (PSD) é candidata à Câmara Federal no chapão governista, apenas para atendimento à exigência legal quanto à presença feminina. Na prática mesmo, quem é candidato em sua casa é o ex-prefeito Ivan Júnior (PSD), que concorre a  uma vaga à Assembleia Legislativa, com chances reais de eleição, se não perder fôlego na reta final numa nominata bastante pesada.

“Avança RN” sofre efeitos de pressão intensa – A Coligação Avança RN, que a princípio era formada por sete legendas – o “G-7″: PMB, PTC, PPS, PRP, PTB, PMN e Avante-, foi alvejada em cheio por operação de guerra para encaixar o PSB dos deputados federal e estadual Rafael Motta e Ricardo Motta. O PMN, irritado, migrou para a coligação de Carlos Eduardo Alves (PDT). O PMB foi obrigado a deslocar da chapa federal para estadual o seu presidente Raimundo Mendes, vereador em São Gonçalo do Amarante. O PPS descarta nomes também de sua nominata (veja AQUI) a federal, para tentar viabilizar a candidata preferencial Laura Helena à Assembleia Legislativa. Mais baixas podem acontecer, além de demandas judiciais questionando esse encolhe-estica.

Passagem de Fátima Bezerra quase não é percebida – Apesar de ter feito importante movimentação política no final de semana em Mossoró ao lado de sua chapa ao Senado e outros nomes coligados, a candidata ao governo estadual Fátima Bezerra (PT) quase não foi percebida. À exceção de suas redes sociais e de partidários, a divulgação e repercussão do evento denominado de Seminário Regional (veja AQUI) não chegaram sequer à caixa de e-mail da imprensa. E olhe que Mossoró é o segundo maior colégio eleitoral do RN.

 

Robinson e Ricardo: passado puxado para frente (Foto: AL)

Robinson Faria “rebobina” os Mottas para um ocaso iminente

O esforço sobre-humano empreendido pelo governador Robinson Faria (PSD) para ter os deputados Rafael Motta (federal) e Ricardo Motta (estadual) em seu entorno e coligação, parece um grande gesto altruísta de tentativa de salvação de ambos parlamentares do PSB. É, parece. Mas lógica política fala mais alto. Quer tê-los para atrair mais votos à sua candidatura à reeleição e nominatas a estadual e federal. Essa costura também ocorre num momento de algumas perdas de apoios importantes de ambos parlamentares, levando-os mais desnutridos às suas mãos. Ao ‘rebobinar’ essa relação política, Robinson não deve esquecer de desapontamentos que teve com ambos. Os dois podem estar a caminho do ocaso. O futuro próximo dirá.

Tião Couto ocupa espaços no governo estadual – A indicação de Denise Maria Aragão Melo para Direção Geral do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), em Mossoró, oficializada no final de semana (veja AQUI), é da cota de espaços que o ex-candidato a prefeito e agora candidato a vice-governador Tião Couto (PSDB) empalma no governismo. Ela foi-lhe útil na reta final da campanha municipal em 2016, com trabalho direcionado à pessoal da Saúde Municipal, além de ser irmã do principal executivo do seu grupo empresarial, Everton Aragão.

Antagonismo entre Carlos e Robinson ignora votos e apoios no segundo turno – O extremismo que se acentua gradualmente na luta entre as campanhas de Robinson Faria (PSD) e Carlos Eduardo Alves (PDT) não deve ignorar um detalhes crucial, sobre o segundo turno: lá, onde provavelmente estará Fátima Bezerra (PT), quem sobrar pode favorecer o outro na eleição final. Pelo visto, a candidata petista segue no lucro, pois não é incomodada por ninguém nem mexe com qualquer um deles.

Suplente atua em costura de apoios ao Senado – O empresário e presidente licenciado da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (FECOMÉRCIO/RN), Marcelo Queiroz (MDB), não ostenta papel meramente figurativo na campanha eleitoral 2018. Primeiro suplente do senador Garibaldi Filho (MDB), ele costura apoios da capital ao interior no segmento que conhece bem, com aquele seu jeitão manso e ótima aceitação suprapartidária.

EM PAUTA

Condenação – O engenheiro Marcos Limeira e sua empresa Tecnicenter Engenharia, Comércio e Serviços Ltda. tiveram sentença favorável (danos morais) em primeiro grau contra o Estado do RN, representado pelo general Ernesto Fraxe, dirigente do Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER/RN). No dia 26 de fevereiro de 2016, em audiência pública da Assembleia Legislativa em Mossoró, sobre reativação de voos comerciais do Aeroporto Dix-sept Rosado, ele espinafrou Marcos e a Tecnicenter, por suposto atraso/suspensão de obras, sem perceber que quem dera causa aos problemas tinha sido a própria ineficiência do Estado.

Mirante estava sucateado e passou por processo de restauração, sendo reativado para uso turístico/lazer

Mirante – A cidade de Luís Gomes volta a ter em funcionamento o seu mirante. O equipamento de lazer e turismo há tempos estava abandonado e esquecido. Uma boa opção para a região Oeste, também atraindo público da região de Uiraúna-PB, município limítrofe/divisa. Logo, logo apareço por aí.

Maitê – Comandante-em-chefe da FM 96.7 do Natal, Ênio Sinedino está com outra ingente tarefa: ser babão de Maitê, sua neta. A recente natividade o deixa todo prosa.

Gastronomia – Apodi movimenta-se para realizar seu I Festival de Gastronomia. O evento será realizado na praça Dom José Freire, Centro, reunindo outras atrações relativas à cultura. Depois traremos mais detalhes sobre a iniciativa que acontecerá este ano, tendo à frente o Núcleo de Gastronomia da cidade (NUGAP).

Aílton Medeiros – O irrequieto jornalista Aílton Medeiros passará a compor nosso elenco de articulistas e colaboradores. Aqui e ali, aos domingos, ele vai trovejar e rugir no Blog Carlos Santos.

Aílton Medeiros: pode rugir (Foto: Web)

Baú do Forró – Quem gosta do forró das antigas vai se esbaldar dia 15 de setembro na área externa para shows do Partage Shopping de Mossoró. Por lá vão estar Lagosta Bronzeada, Limão com Mel, Mastruz com Leite e Cavalo de Pau no evento definido como “Baú do Forró”.

Magão no Carnatal - A alegria e a sonoridade do Bloco do Magão, célebre no Carnaval de Caicó, vai chegar ao Carnatal este ano – entre os dias 13 e 16 de dezembro. Os músicos vão puxar o “Burro Elétrico”, formado por segmentos da mídia e convidados. Garantia de muita descontração.

Feijoada Maçônica – A Loja Maçônica Jerônimo Rosado promoverá outra edição da “Feijoada Maçônica” em Mossoró. Será dia 26 de agosto a partir do meio-dia, em sua sede no Planalto 13 de Maio. A Banda H será a atração musical.

SÓ PRA CONTRARIAR

Quantos mais vão desistir de candidaturas no RN? Faça suas apostas.

GERAIS… GERAIS… GERAIS…

Gostei do Órbita 365, jeito de pub/restaurante á Avenida João da Escóssia no Nova Betânia em Mossoró.

Obrigado à leitura do Nosso BlogMarcos Antônio Aquino (Caicó), Santana Maria (Mossoró) e Flávio Azevedo (Natal).

Veja a edição anterior da Coluna do Herzog (06/08) clicando AQUI.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Coluna do Herzog
domingo - 12/08/2018 - 18:54h
Governismo

‘Candidato’ denuncia que chapão é refeito após convenções


Além do PSD do governador Robinson Faria, candidato à reeleição, outras siglas estão se adaptando e se ajustando ao chapão governista à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa. Diversas atas partidárias de convenções estão sendo refeitas conforme os novos acordos.

As “retificações” de atas de convenções partidárias seguem em regime de plantão, reflexos de entendimentos de última hora. Na prática, é como se as convenções não tivessem valor algum e esses documentos fossem meramente peças de faz-de-conta.

No PPS, por exemplo, o Sargento Agenor Batista da região Seridó foi registrado em ata de convenção do partido como candidato à Câmara Federal, mas terminou extirpado abruptamente. O comando partidário o viu como inconveniente nesse novo cenário pós-convenção.

Num vídeo postado nas redes sociais, o “ex-candidato” relata os bastidores para favorecimento do PSB dos deputados federal (Rafael Motta) e estadual (Ricardo Motta).

Áudio de diálogo que travou com um advogado do PPS, por prenome “Alexandre”, é  bastante esclarecedor dos bastidores surpreendentes da pré-campanha estadual no RN. “Ricardo Motta” teria causado todo esse rearranjo, comenta o advogado na conversa.

Leia também: Descartado de chapão, ‘candidato’ diz que vai à justiça;

Leia tambémCandidatos deverão ser descartados para acomodação do PSB;

Leia tambémAta-desata de coligações mantém alianças em aberto.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
domingo - 12/08/2018 - 17:20h
Atas da discórdia

Descartado de chapão, ‘candidato’ diz que vai à justiça


O ex-vereador caicoense Dilson Fontes (PSD), o “Leleu”, aprovado na Convenção Estadual do seu partido no domingo (5) como candidato à Câmara Federal, ameaça reagir judicialmente à retirada do seu nome da nominata oficial da legenda.

"Leleu" está indignado com o bota-fora (Foto: cedida)

- Se isso for confirmado é uma canalhice, uma patifaria da pior espécie – comentou ao Blog Carlos Santos agora à tarde. “Eu prefiro nem acreditar que isso esteja ocorrendo”, vociferou.

“Meus advogados vão agir”, avisou. “Não sou descartável”, disse.

O PSB do deputado federal Rafael Motta e do deputado estadual Ricardo Motta tenta ser enxertado no leque interpartidário montado pelo governador Robinson Faria (PSD). Eis o “xis” da questão.

Expurgos

Há revolta quase generalizada entre partidos de menor envergadura, que não aceitam ceder lugar à viabilização eleitoral de ambos. Um deles, o PMN, já debandou para a coligação do candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT).

Na nominata do PSD formalizada em ata conveniconal no domingo, apareciam os nomes do atual deputado federal Fábio Faria, Isabel Cristina Medeiros, Vanessa Lopes, Leleu Fontes, Ricardo Gurgel (ex-candidato a prefeito de Parnamirim) e Júlio César Câmara (ex-candidato a prefeito de Ceará-mirim e ex-diretor do Detran/RN).

Esses três últimos foram ejetados. O chapão a federal com o PSB e outras legendas só comporta, por lei, 16 nomes.

Leia também: Candidatos deverão ser descartados para acomodação do PSB;

Leia também: Ata-desata de coligações mantém alianças em aberto.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 11/08/2018 - 19:26h
Nominatas

Candidatos deverão ser descartados para acomodação do PSB


Para acomodação dos deputados federal e estadual do PSB, Rafael Motta e Ricardo Motta, e parte de suas respectivas nominatas, a cúpula da campanha do governador Robinson Faria (PSD) tem feito mágica.

Mas ainda não fechou a conta.

Está no “quase”.

É certo, porém, que alguns candidatos aprovados em convenções vão ser retirados “na marra”.

Por lei, cada partido/coligação à Câmara Federal só comporta 16 nomes no RN. À Assembleia Legislativa são 48 candidatos.

Assim, a chegada do PSB provoca um “chega pra lá” em determinadas candidaturas, que terminarão descartadas. Humilhadas, que se diga.

Vem mais barulho pela frente, do Seridó a Parnamirim.

A novela de tentativa de sobrevivência política dos deputados Rafael e Ricardo Motta ainda tem mais capítulos pela frente.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quinta-feira - 09/08/2018 - 23:52h
História

Em 2014, chapa derrotada teve eleição de 18 deputados


Henrique teve 18 eleitos; Robinson venceu (Foto: Arquivo)

Em 2014, as chapas em torno do candidato ao Governo pela “Coligação União Pela Mudança 2″, deputado federal Henrique Alves (PMDB), elegeram a maioria dos deputados estaduais do RN. Foram 18 dos 24.

Ao todo, nas três coligações proporcionais à Assembleia Legislativa, a União pela Mudança elegeu 17 deputados, além de mais um que o apoiou ainda no primeiro turno, na “Coligação Sem Mudança Não Há Esperança”. Assim, totalizou 18 deputados.

O adversário principal de Henrique Alves e governador eleito pela “Coligação Liderados pelo Povo”, Robinson Faria (PSD), teve a eleição de seis nomes que o seguiram.

Veja abaixo:

Em Coligação “União pela Mudança 2″

Ricardo Motta (PROS) – 80.249 votos
Hermano Morais (PMDB) – 60.813 votos
Kelps Lima (Solidariedade) – 59.619 votos
Gustavo Carvalho (PROS) – 57.757 votos
Ezequiel Ferreira (PMDB) – 54.438 votos
Getúlio Rego (DEM) – 52.118 votos
Nelter Queiroz (PMDB) – 51.773 votos
Tomba Farias (PSB) – 48.980 votos
Gustavo Fernandes (PMDB) – 42.975 votos
George Soares (PR) – 38.637 votos
Agnelo Alves (PDT) – 37.768 votos
Albert Dickson (PROS) – 37.461 votos
Márcia Maia (PSB) – 36.997 votos
Raimundo Fernandes (PROS) – 35.333 votos
Jose Adécio (DEM) – 34.879 votos
Alvaro Dias (PMDB) – 34.638 votos

Coligação “Liderados pelo Povo 3″

Galeno (PSD) – 63.286 votos
José Dias (PSD) – 37.844 votos
Dison Lisboa (PSD) – 26.618 votos

Coligação “Liderados pelo Povo 4″

Fernando Mineiro (PT) – 42.088 votos
Cristiane Dantas (PC do B) – 38.955 votos
Carlos Augusto Maia (PT do B) – 20.140 votos

Coligação “União pela Mudança 3″

Jacó Jácome (PMN) – 28.620 votos

Coligação “Sem Mudança não há esperança 2″

Manoel Cunha Neto, o “Souza” (PHS) – 20.440 votos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 09/08/2018 - 22:18h
PSB

Ricardo tenta resolver em Brasília impasse no RN


Quem está em Brasília é o deputado estadual Ricardo Motta (PSB).

Ele trabalha para desobstruir caminho que acomode o seu partido em meio às legendas da Coligação “Avante RN”.

Dialoga com dirigentes nacionais de partidos que no plano estadual não aceitam coligação com o PSB à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa.

Até o momento, o PSB aparece apenas num chapão da ata de convenção entregue pelo PSD à Justiça Eleitoral. Mas o estranho, é que nas atas dos demais partidos (outros dez), a sigla não consta.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
quinta-feira - 09/08/2018 - 16:18h
Eleições 2018

“G-7″ encolhe, racha e segue sob pressão após convenções


Oficializada no último dia 28 de julho em concorrida convenção, a Coligação Avança RN está se desintegrando. Apesar de inicialmente formada por sete partidos - PMB, PTC, PPS, PRP, PTB, PMN e Avante -, não se sustenta. Já não é mais um “G-7″.

Convenção do Avança foi dia 28 (Foto: cedida)

A pressão é grande para se acomodar o PSB do deputado federal Rafael Motta e do estadual Ricardo Motta.

Em função da resistência da maioria e revolta de outros, já ocorreu uma deserção, mudança de candidatura e podem acontecer mais baixas.

O médico Cipriano Correia, presidente Estadual do PMN, levou a legenda e sua candidatura à Câmara Federal (onde já esteve) para a coligação encabeçada pelo candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT), além do MDB, DEM, PP e Podemos.

Puxadinho

Já o presidente do Partido da Mulher Brasileira (PMB), Raimundo Mendes Alves, que também é presidente da Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante, percebeu que seria apenas “esteira” na nominata. Preferiu deixar de concorrer à Câmara Federal para disputar vaga na Assembleia Legislativa.

Mesmo com as defecções, a Coligação Avança RN segue com apoio à reeleição do governador Robinson Faria (PSD). Porém deixou de se firmar em faixa própria para ser “puxadinho” do governismo e do PSD.

Novas surpresas podem surgir.

Leia também: “Avança RN” faz coligação com sete partidos em Natal.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 08/08/2018 - 09:45h
Rafael e Ricardo Motta

Deputados perdem importantes apoios devido indefinições


Com impasse quanto à formalização de coligações à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa, os deputados federal e estadual Rafael Motta (PSB) e Ricardo Motta (PSB) estão se “desidratando” velozmente em termos de apoios.

Nos últimos dias, importantes lideranças migraram para outras candidaturas.

As perdas poderão se acentuar ainda mais.

Leia também: Salvação do PSB emperra e complica deputados.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
segunda-feira - 06/08/2018 - 22:56h
Eleições 2018

Salvação do PSB emperra e complica deputados


Ricardo enfrenta revolta (Foto: arquivo)

Apesar de anunciar à tarde desse domingo (6) – veja AQUI – que tinha fechado coligações à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa, além de apoio à reeleição do governador Robinson Faria (PSD), o PSB ainda não conseguiu esse feito.

Reuniões avançaram pela noite nesta segunda-feira (6), com revolta de candidatos e outros interlocutores na Coligação Avança RN (PMB, PTC, PPS, PRP, PTB, PMN e Avante).

Há resistência à coligação para acomodar a nominata do PSB, encabeçada pelo deputado estadual Ricardo Motta.

A acomodação do deputado federal Rafael Motta, também refluiu, noutro chapão.

No sábado (4), o Blog Carlos Santos já noticiara o impasse (veja AQUI), reproduzindo “matéria oficial” enviada pela Assessoria de Comunicação do PSB/RN. Mas as informações não estão batendo com os fatos.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
domingo - 05/08/2018 - 22:46h
Ufa!

PSB consegue coligações e apoia Robinson


Finalmente. O PSB vai coligar-se com o PSD no Rio Grande do Norte. A decisão, confirmada na tarde deste domingo (5) pelo Diretório Estadual do partido socialista, assegura meios à reeleição para os deputados Rafael e Ricardo Motta, federal e estadual, respectivamente.

Rafael Motta passa a integrar o “chapão” dos federais, que conta com os deputados Fábio Faria (PSD) e Rogério Marinho (PSDB), além dos candidatos João Maia (PR), Benes Leocádio (PTC), Carla Dickson (PROS), Karla Veruska (Avante) e Abraão Lincoln (PRB), além de outros nomes.

Já Ricardo Motta e as outras candidaturas homologadas pelo partido para estadual, em convenção realizada ontem (4), passam a integrar uma das coligações construídas em torno da candidatura à reeleição do governador Robinson Faria (PSD).

Com informações da Assessoria do PSB do RN.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Repet
sábado - 04/08/2018 - 18:10h
Deputado Estadual

Fafá Rosado tenta outra vez voltar à cena política


A ex-prefeita mossoroense Fafá Rosado (PSB) vai para sua segunda tentativa consecutiva de voltar a ter um mandato eletivo.

Ela é candidata à Assembleia Legislativa.

Fafá: outra vez (Foto: Web)

Convenção Estadual do PSB neste sábado (4), em Natal, confirmou seu nome na nominata do partido que tem principal nome o deputado estadual Ricardo Motta.

Em 2014, ela concorreu à Câmara Federal pelo MDB, empalmando 33.130 votos.

Ficou na quarta suplência da sua coligação.

Fafá foi duas vezes prefeita de Mossoró (2005 a 2012). Em 2000, ela concorreu à prefeitura, mas não obteve êxito.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
sábado - 04/08/2018 - 09:10h
Avança RN

Encaixe do PSB em coligação governista causa revolta


Rafael: sem definição ainda (Foto: Web)

A Coligação Avança RN vive momentos de estresse e tensão. A saída do ex-prefeito de Lajes Benes Leocádio (PTC) da nominata à Câmara Federal para ser o vice do governador Robinson Faria (PSD), mexe com as contas eleitorais.

A aposta é que conseguiriam eleger um nome a deputado federal.

Paralelamente, o PSB com o deputado federal Rafael Motta e seu pai e deputado estadual Ricardo Motta, pode desembarcar nessa aliança. A Avante RN institucionalmente dará apoio à postulação do governador Robinson Faria (PSD), mas liberou seus candidatos para qualquer opção majoritária.

Costura política

Existe revolta de vários candidatos e dirigentes de siglas contra essa rearrumação.

A costura é do deputado federal Fábio Faria (PSD), articulador político do governismo.

Em convenção no sábado (28) passado – veja AQUI, os sete partidos dessa aliança PMB, PTC, PPS, PRP, PTB, PMN e Avante – fecharam relação de 16 candidatos a Câmara dos Deputados. Entre os nomes, Benes.

Leia também: Segundo colocado em pesquisa é anunciado como vice de Robinso

Leia também: O inferno de Ricardo Motta e Rafael Motta são os outros;

Leia também: Pai ou filho pode se sacrificar para tentar salvar o outro;

Leia também: deputados podem terminar no palanque de Robinson.

Acompanhe o Blog Carlos Santos pelo Twitter clicando AQUI e o Instagram clicando AQUI.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.