segunda-feira - 08/06/2015 - 14:55h
Mossoró

Táxi-lotação e alternativos intermunicipais ganham fôlego novo

Prefeito resolve negociar e diz que só tomará decisão nova após ouvir segmentos sobre esses assuntos

Um alento. O prefeito Francisco José Júnior (PSD) prometeu a uma comissão de vereadores e representantes de entidades empresariais de Mossoró, que não tomará nenhuma medida que envolva a questão da mobilidade urbana e outros interesses da economia local, sem ouvi-los. Resultado prático da reunião de hoje pela manhã no Palácio da Resistência, sede da municipalidade.

Audiência tratou de medidas relativas à táxi/alternativos intermunicipais e táxi-lotação.

Representantes do empresariado e da Câmara Municipal estiveram presentes.

Link permanente da imagem incorporada

Prefeito (ao centro, no fundo) resolveu seguir caminho do diálogo (Foto: decida)

Michelson Frota, presidente do Sindicato do Comércio Varejista (SINDIVAREJO), entidade ligada à Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (FECOMÉRCIO/RN); Getúlio Vale, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), vinculada à Federação das CDL´s do RN (FCDLs) e Nilson Brasil, da Associação Comercial e Industrial de Mossoró (ACIM), associada à Federação das Indústrias do RN (FIERN), representaram o empresariado.

Eles foram incisivos: concordam com a necessidade de mudanças na operacionalização do transporte coletivo, identificam que o prefeito recebeu uma “bomba” de gestões passadas, mas que somente pela via do diálogo se chegará a bom termo.

Discrepância

A comissão de vereadores teve discrepância de opinião apenas em Claudionor dos Santos (PMDB). O vereador disse que o prefeito deveria impor as mudanças. Teve enfrentamento direto do próprio Getúlio Vale e Michelson, além de Nilson Brasil. O empresariado não aceita ser ignorado em algo que lhes interessa diretamente.

“Não é assim, não”, retrucou Getúlio. Chegou a sugerir que continue transporte dos alternativos até área do centro, facilitando a vida dos consumidores.

Os vereador Jório Nogueira (PSD), presidente da Câmara Municipal, além de Tomaz Neto (PDT), Genivan Vale (PROS), Lucélio Guilherme (PTB), Manoel Bezerra (DEM) e Alex Moacir (PMDB) também defenderam o entendimento antes de qualquer decisão final.

Começaria a ser cumprida no próximo dia 10 (quarta-feira), a medida que restringia a circulação de táxi e alternativos intermunicipais em áreas do centro da cidade. Eles ficariam em pontos distintos, com estrutura mínima de apoio, mas sem poderem fazer o tráfego interno de seus passageiros.

A princípio, o decreto está suspenso. Não é o fim do caso. Tempo para aprofundamento de estudos e conversa sobre o caso.

Diálogo

Quanto aos táxis-lotação, que existem desde 1992, o serviço continua permitido, mas é também interesse do governo municipal enfrentar a questão, para poder botar em funcionamento o novo serviço de ônibus que já deveria estar prática. Talvez só comecem a circular no final deste mês.

Genivan Vale chegou a sugerir a criação de uma “cooperativa para aproveitamento dos táxi-lotação”. Tomaz Neto pretende formalizar na próxima sessão da Câmara Municipal, que a Prefeitura estude com a associação dos taxistas, a possibilidade de contratação deles como serviço terceirizado à municipalidade.

CDL, Sindivarejo e Acim veem que é fundamental a preservação de serviços que dão renda e fomentam o comércio de bens e serviços de Mossoró. Criar dificuldades para milhares de consumidores de mais de 90 municípios que desembarcam em Mossoró via táxis e alternativos, é inadmissível. Até topam conversar sobre parcerias com o setor público para suporte aos serviços ligados à mobilidade.

“Sabemos que as saídas não são fáceis e os problemas são complexos, mas o que defendemos é principalmente o diálogo, para que não surjam decisões que causem tantos prejuízos sociais”, advogou Tomaz Neto.

Acompanhe bastidores desse caso e outros com notas em primeira mão em nosso TWITTER, clicando AQUI.

Categoria(s): Administração Pública

Comentários

  1. maria gilca fernandes diz:

    E desde quando esse Prefeito cumpre com o que promete?????

  2. jose luiz da silva diz:

    ESSE VEREADOR CLAUDIONOR E´UM VERDADEIRO DINOSSAURO DA CMM JA´DEVERIA TER PEGO O BECO.

  3. Nildo diz:

    Estão navegando às cegas, embora reunidos, mas sem a unidade das ações em um projeto viável.

    A cidade vendedora, Mossoró, é desorganizada em relação ao transbordo de cargas e ao embarque e desembarque de passageiros consumidores, fato, assim precisa dar um salto urbanístico… a realidade é que milhares de veículos circulam na cidade fazendo o translado de pessoas originárias de toda a região, são clientes que sustentam a economia local, embora ainda o tema seja limitado a falta de transporte coletivo… quando a questão é também econômica, social e de planejamento urbano.

    A cidade começa a fazer surgir núcleos comerciais nos subúrbios, mas ainda carente de parada de ônibus e do próprio transporte público, mas repleta de carros fazendo lotação sem destino ou terminais.

    Isso tudo revela a pujança econômica da cidade, porém necessitando apenas de um planejamento por partes dos entes envolvidos para encontrar a solução que seja inclusiva ante a grande oportunidade que é desafiadora.

  4. Antonio Augusto de Sousa diz:

    Dá pra ver na foto que o prefeito tá de olho em Genivan e Tomás Neto. O que será que ele tá pensando???

Trackbacks

  1. [...] as entidades escudaram taxistas e condutores de veículos alternativos intermunicipais (veja AQUI). Fizeram a Prefeitura reavaliar decreto que dificultava circulação de deles no centro da cidade, [...]

  2. [...] Precisou alguns vereadores como Genivan Vale (PROS) e Tomaz Neto (PDT) levantarem a voz, além de entidades empresariais, para que a decisão fosse freada (veja AQUI). [...]

  3. [...] Na prática, a mudança acontece justamente ao contrário do que foi prometido. Veja AQUI. [...]

  4. [...] dia 8 de junho (veja AQUI), em audiência na Prefeitura, houve compromisso textual de Francisco José Júnior de que nenhuma [...]

  5. [...] dia 8 de junho (veja AQUI), em audiência na Prefeitura, houve compromisso textual de Francisco José Júnior de que nenhuma [...]

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.