terça-feira - 19/05/2015 - 11:20h
Aluguel de imóveis

Denúncia contra prefeito lembra ex-secretário de Rosalba


Ao instalar em Mossoró a máquina necessária para gerir o Hospital da Mulher (Hospital Materno-Infantil Parteira Maria Correia), a Associação Marca precisou alugar um local para utilizar como sede administrativa. Isso foi nos primeiros meses do Governo Rosalba Ciarlini, em 2012.

Anselmo, secretário de Rosalba, não sabia quem era seu inquilino (Foto: Elisa Elsie)

Essa terceirização através da Marca foi um dos maiores escândalos do Governo Rosalba Ciarlini (DEM), que parte da imprensa tentou esconder, dissimular ou dar menor dimensão. O próprio Governo admitiu que foram desviados mais de R$ 8,5 milhões.

O caso do aluguel do imóvel o Blog Carlos Santos destacou à época. Numa postagem no dia 5 de novembro de 2012, reproduzindo matéria do jornal Tribuna do Norte (veja AQUI), essa página expôs a coincidência de um secretário muito próximo à governadora ter alugado sua casa para a Marca, inclusive por um valor além do que era praticado no mercado.

Jose Anselmo de Carvalho Júnior, que ganhou o epíteto de “Cabo Anselmo”, era controlador-geral do Estado e não sabia que sua casa estava nas mãos da Marca, mesmo com a responsabilidade da negociação tendo sido conduzida por um irmão. Enfim, o controlador não controlava o elementar na vida particular: quem ocuparia seu imóvel, pagando um bom valor por ele.

O caso é muito parecido com o vivido pelo prefeito Francisco Jose Júnior (PSD) agora, segundo denúncia do Jornal de Fato (veja postagens mais abaixo e AQUI e AQUI).

Uma pequena diferença, de saída, entre um episódio e o outro, é o tratamento dado por parte da imprensa. À época, a chamada mídia “rosalbista” ignorou a situação embaraçosa do secretário da absoluta confiança de Rosalba. Tratou tudo como normal ou nem isso. Omitiu-se.

Agora, enredo praticamente igual tem grandiloquência espantosa.

Tudo “normal”

Anselmo fez uso de um álibi que hoje é utilizado pelo prefeito: não sabia a quem estava alugado seu imóvel. Mesmo assim, considerou o negócio “normal”.

O então secretário tinha um irmão administrando o negócio suspeitíssimo. Hoje, o prefeito tem a tia de um primo fazendo mesmo papel.

Num e noutro acontecimento, a imprecaução de ambos. Tudo pode estar dentro da lei, mas não se recomendaria. “À mulher de César não basta ser honesta; precisa parecer honesta”, ensina um adágio romano que tem mais de dois mil anos de pregação.

A imprensa, na própria cobertura do novo acontecimento do gênero, poderia se reportar a esse fato envolvendo o então secretário rosalbista. É o mínimo que se recomenda em qualquer manual de jornalismo e na academia, além das boas redações.

Veja abaixo, trechos da reportagem do Tribuna do Norte à época, sobre o flagrante em relação ao contrato entre o secretário que deveria controlar as contas do Estado e uma terceirizada que se revelou uma máquina de corrupção.

Prefeito também não sabia origem de inquilinos (Foto: Web)

Localizada a apenas dois quarteirões do hospital, a casa escolhida é de propriedade do ex-secretário do Gabinete Civil do Governo do Estado, e atual controlador-geral, Anselmo Carvalho.

Confrontado com a informação, Anselmo disse que o contrato de aluguel não se repetirá durante a gestão do Inase (nova entidade contratada para terceirização do hospital), que desde a última segunda-feira administra a unidade.

Aluguel

A casa em questão, localizada na rua Raimundo Leão de Moura, número 21, tem 115 metros quadrados de área construída e 360 metros quadrados. De acordo com o que o próprio Anselmo Carvalho declarou à reportagem, o valor do aluguel era de R$ 2,5 mil mensais.

A propriedade está em nome do controlador-geral do Estado e da sua esposa, Jailma Gomes de Souza Carvalho.

Anselmo disse também que as tratativas para fechar o contrato de aluguel foram feitas pelo seu irmão e por uma imobiliária.

O controlador disse que, à época do aluguel, não tinha conhecimento que seria a sede administrativa da Associação Marca em Mossoró.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. jose antonio diz:

    Os cubanos antes de chegar a cidade já sabiam onde ia ficar; imagina ai o aluguel social dos moradores do wilson
    rosado deviam ir para o residencial do prefeito, que afinal das contas não sabe de nada. Há uma jogada no mundo futebolístico que faça o seu que faço o meu, e assim vai a canetada do poder…

  2. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Taí, eu desta vez acredito no prefeito Francisco José Silveira.
    Ele não saber a origem de inquilinos do seu imóvel é pausível.
    Ele nem sabia que o preço da reforma da Praça da Saudade era absurdo. Como não sabia que a construção de uma quadra de esportes dentro de uma escola municipal a um custo de mais de 612 mil reais é um escândalo. O prefeito sequer sabe que não distribuíram uniforme escolar e que de material escolar nem um mísero cotoco ou um caderno de 10 folhas foi entregue.
    Vocês é porque gostam de criticar o prefeito.
    Nunca perceberam que ele desconhece que as ruas de Mossoró são todas mal iluminadas e esburacadas? Que nem da falta de medicamentos nas unidades de saúde ele tem conhecimento?
    Deixem de perseguir o prefeito. Não o acusem por acusar.
    O prefeito não sabe nem que cavalos, vacas, jumentos, bodes, carneiros e porcos pastam tranquilamente nas ruas praças e avenidas de Mossoró.
    Aí ficam estes críticos ferrenhos a acusarem o prefeito daquilo que ele nem tem conhecimento.
    Menos crítica, gente. Assim vocês terminam ficando conhecidos como perseguidores do prefeito.
    O que mais falta acontecer em Mossoró?
    /////
    QUANDO SERÃO JULGADOS OS RECURSOS SAL GROSSO?
    QUANDO TOMAZ NETO VAI MOSTRAR A CÓPIA DO RELATÓRIO DA AUDITORIA?
    UM TAC PARA ACABAR COM A LEI DA MORDOMIA DOS VEREADORES.

  3. carlos Aberto da silva diz:

    sentindo um cheirinho de envelope azul no ar!

    • Inácio Augusto de Almeida diz:

      Plausível também é o prefeito não saber o preço do material de limpeza que no dia das mães foi distribuído para materializar o grande carinho que tem pelas mães mossoroenses.
      Plausível também é o prefeito nunca ter divulgado o relatório da auditoria realizada na prefeitura. Para que mostrar a todos o que todos já sabem? Entendem como o prefeito se preocupa com todos os mossorenses? Ou é necessário ficar tomando o tempo de todos nós com leitura de relatório onde constam aluguéis de imóveis, alguns até da propriedade dele mesmo, como estes ocupados pelos cubanos; locação de veículos, em quantidade mais do que necessária ao bom andamento do serviço e por um preço mais do que “camarada”? Daí o prefeito fazer o sacrifício de manter bem escondido este relatório. Ele cuida muito bem de todos nós. Chega a lembrar um pai que esconde os chocolates do filho por saber que o açúcar provoca cáries. Como o prefeito gosta de todos nós. Gosta tanto que diminuiu o desconto dado no pagamento do IPTU em parcela única. Onde estava os absurdos 50% ele reduziu para 30%. Como é bonzinho o nosso prefeito. Cuida até que fiquemos com menos dinheiro no bolso. Dinheiro que certamente usaríamos na compra de roupas e calçados para nossos filhos só para ostentar poder aquisitivo.
      Nosso bom prefeito pensa em tudo. Tanto pensa que não deixa faltar voltaren nas unidades de saúde, voltaren que tanto serve para corte no pé como para inflamação de garganta, ou qualquer outra doença.
      Lendo algumas opiniões é fácil entender porque esta cidade aceita tão facilmente o falso dilema Rodo ou Vassoura, sempre!
      ///
      QUANDO SERÃO JULGADOS OS RECURSOS SAL GROSSO?
      QUANDO TOMAZ NETO VAI DIVULGAR A CÓPIA DO RELATÓRIO DA AUDITORIA?

  4. fernando diz:

    Pelas denuncias que se ler nos jornais da família Rosado, o prefeito tá incomodando a oligarquia numerada.

  5. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Entendem agora, depois do caso dos inquilinos cubanos, porque o prefeito foge de uma sabatina comigo como o diabo foge da cruz?
    Duvido ele aparecer para responder as perguntas que já divulguei aqui neste blog. Perguntas que farei e que terei direito a réplica. Sabe o prefeito que comigo não terá a mínima chance de bancar o Rolando Lero.
    É triste, é de dar pena, ver um prefeito fugindo de uma sabatina com um munícipe.
    ///
    Duas coisas que causam um enorme desgaste e aumenta a rejeição do prefeito ele não resolve porque não quer. Ou porque não sabe como resolver. E como os seus auxiliares vivem mais preocupados com chalacismos, a rejeição vai subindo, subindo, subindo.
    Uma é acabar com a reclamação das ruas estarem às escuras. Isto pode ser resolvido com pouquíssimo dinheiro.
    Outra é consertar as ruas com paralelepípedos soltos que as tornam quase intransitáveis. Para solucionar este problema os gastos serão ainda menores. Em menos de 15 dias não mais o prefeito ouvirá reclamações de ruas esburacadas e mal iluminadas. Como fazer isto? Sei e digo no dia em que o prefeito aparecer para a sabatina. Aviso que não tenho varinha de condão. Apenas consigo pensar e sou dotado de um mínimo de criatividade. Venha para a sabatina, prefeito, Venha e ganhe de bônus a solução de dois problemas que alopram a sua rejeição. Zé Buchudinho pergunta se os inquilinos cubanos são pontuais e conservam bem o imóvel. Zé Ruela ri e diz que esta sabatina jamais acontecerá.
    ////
    QUANDO SERÃO JULGADOS OS RECURSOS SAL GROSSO?
    QUANDO TOMAZ NETO VAI DIVULGAR A CÓPIA DO RELATÓRIO DA AUDITORIA?
    O UNIFORME ESCOLAR NÃO FOI ENTREGUE.

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.