• Banner Lion Brazil Fim de 2019 - 05-12-19
quinta-feira - 29/05/2014 - 15:32h
Eleição na Câmara Municipal

Prefeito impõe nome de Fco. Carlos e enfrenta rebelados

Gustavo Rosado pode ser diretor de Câmara Municipal com a eleição de vereador do seu esquema

Virou ponto pacífico para o prefeito eleito, a ser diplomado e empossado hoje, Francisco José Júnior (PSD): a ordem é eleger Francisco Carlos (PV) para presidente da Câmara Municipal.

O prefeito quer ele como presidente da Casa no mandato tampão até o dia 31 de dezembro deste ano.

Francisco Carlos e prefeito: eleição a qualquer preço (Foto: arquivo)

A reunião de Francisco com cinco vereadores governistas que se rebelaram contra essa sua orientação, hoje, teve momentos de profundo mal-estar.

Jório Nogueira (PSD), Ricardo de Dodoca (PTB), Cícera Nogueira (PSD), Soldado Jadson (Solidariedade) e Nacízio Silva (PTN) mantiveram-se firmes. Não abrem mão do que está praticamente selado.

Eles possuem apoio uníssono da bancada da oposição (sete votos) para eleição de Jadson ou mesmo de Ricardo de Dodoca, que também apresentou seu nome à presidência.

- Eu respeito a preferência do prefeito, mas considero essa relutância em respeitar a vontade da maioria uma forma de veto a mim e aos demais colegas, que estiveram com ele antes e durante sua campanha – resmungou Jadson.

- Nós fomos excluídos de qualquer conversa sobre essa eleição por um grupo de nossa bancada, inexplicavelmente. Na oposição encontramos apoio irrestrito, que cobra apenas respeito à bancada e tem interesse em uma Câmara pacificada e não marcada por desavenças – ponderou ao Blog o vereador Jório Nogueira, que tem apoio para eleição de presidente no biênio 2015-2016.

A entronização de Chico Carlos seria uma forma do prefeito compensar e “prestigiar” o esquema da ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB) e do atual secretário municipal da Cultura, Gustavo Rosado (PV). O “fafaísmo” não deve obter alguns cargos no governo, como pretendia. Vai influir menos do que imaginava.

A Câmara, pelo visto, pode se transformar num “puxadinho” do Palácio da Resistência (sede da prefeitura), para acomodar os “desassistidos” do esquema da ex-prefeita.

Tudo pode acontecer

Ontem à noite, a própria ala que defende um nome diferente para à presidência tampão, não selecionou Francisco Carlos. Em reunião na casa do vereador Claudionor dos Santos (PMDB) – veja AQUI -, o preferido foi Alex do Frango (PV). Teve oito dos nove votos à mesa. Carlos saiu antes do término da reunião.

Na próxima terça-feira (3), a Câmara Municipal, por força do seu Regimento Interno, deverá eleger o presidente e o 3º secretário para o mandato tampão, devido renúncia dos vereadores Francisco José Júnior e Luiz Carlos Martins (PT), que hoje tomam posse como prefeito e vice de Mossoró.

Até lá, tudo pode acontecer.

Os cinco rebelados somam doze votos, com os sete da oposição. O governismo estaria hoje com nove, mesmo assim dividido entre Alex do Frango e Francisco Carlos.

O enfrentamento adotado pelo prefeito, em nome do esquema de Fafá, pode lhe trazer consideráveis dissabores. Muitos.

Os governistas rebelados temem que, na presidência da Casa, Francisco Carlos ganhe musculatura e apoio do próprio prefeito, para alterar acordos pactuados até o momento, assumindo o perfil que o caracterizou no período de Governo Fafá Rosado, quando se indispôs com meio-mundo de gente. Nunca foi símbolo de humildade e de coabitação respeitosa com contrários à sua vontade.

A cruz de Cristo

Há informação corrente, ainda, que Gustavo pode recuar do cargo menor a que parece destinado no novo governo (veja AQUI),  passando a compor com Francisco Carlos a dupla toda-poderosa que pontificou na prefeitura até final de 2012. Agora, com Francisco Carlos como presidente e ele na Direção-Geral do Legislativo.

A própria eleição da mesa diretora para o biênio 2015-2016 caminha para uma reviravolta. Jório, com eleição assegurada na atualidade, não pode acreditar em tamanho prazo de validade. “Sabe de nada, inocente”, diria um bordão de propaganda que se popularizou no Brasil.

A antecipação do pleito marcado para dezembro deste ano e a possibilidade de reeleição do presidente, que não é permitida na atualidade, seriam obtidas por Francisco com apoio do prefeito, frustrando Jório e seus aliados.

Com 14 votos, muda tudo num piscar de olhos. O Regimento Interno da Casa faz milagres, conforme a força de quem tem o poder na mão.

Veja mais bastidores políticos em nosso Twitter AQUI.

Enfim, mesmo antes da posse, o prefeito consegue algo inusitado para quem até bem poucos dias simbolizava esperança e era uma espécie de signo de mudanças. Ele mete medo nos próprios aliados.

A Câmara Municipal pode ser o seu calvário. Difícil será, depois, encontrar alguém para representar Simão Sirineu, o humilde judeu que ajudou a carregar a cruz de Cristo.

Categoria(s): Política

Comentários

  1. Francisca diz:

    Este prefeito vai colocar sapato em cobra e eu acho e pouco. Não quiseram ele? pois vamos para frente.T

  2. iara diz:

    Tem que ter cuidado tem q ser uma pessoa capaz e de confiança. e isso está difícil pra caramba !!!!
    olhe o joio e o trigo prefeito????

  3. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Que briga mais doida esta?
    Que caroço existe debaixo deste angu que é a presidência da CMM?
    Só falta um vereador abrir o bocão e contar tintim por tintim o que está por trás de tudo isto.
    Mas duvido que isto aconteça.
    Estamos em Mossoró.
    /////
    A AUDITORIA REALIZADA NA PREFEITURA E PAGA PELOS CONTRIBUINTES NÃO FOI DIVULGADA.
    QUANDO SERÁ REALIZADA UMA AUDITORIA NA CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ?

    • Inácio Augusto de Almeida diz:

      Zé Buchudinho, após uma análise não muito exaustiva chegou à seguinte conclusão:
      A coisa envolve valores altíssimos. Coisa que gente besta só de pensar se assusta.
      Como fazer a “troca” do NOGUEIRÃO, cujo terreno vale quase uma CENTENA DE MILHÕES de reais por um campinho de futebol na estrada Mossoró/Assu, que no máximo vale poucos milhões de reais?
      Sem a aprovação da CMM esta MARACUTAIA jamais acontecerá. Não fosse o presidente da CMM, o hoje prefeito de Mossoró, ter pressionado os vereadores a aprovar a doação do terreno no valor de dezenas de MILHÕES de reais para uma terceirizada de Belo Horizonte e a doação não teria acontecido. Entende agora esta briga de foice no escuro? Quantos outros projetos que envolvem recursos da ordem de MILHÕES E MILHÕES de reais dependem da aprovação da CMM? E sem a boa vontade do presidente da Câmara o projeto emperra e fica engavetado.
      Zé Buchudinho me alerta que o comentário tem que ser curto e que mais nada do que ele me disse eu escreva. E se Zé Buchudinho quer assim, que seja assim. Zé Ruela ainda está dormindo. Este Zé Ruela quando não está rindo, dorme. Parece até eleitor que vende o voto. Ou eleitor que vende o voto é que parece o Zé Ruela? Sei lá…
      ////
      OS ALUNOS BEBEM ÁGUA NÃO FILTRADA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS.

  4. João Claudio diz:

    Passado o chafurdo da campanha, começa agora a cachorrada interna. Sempre foi assim e assim será. Aleluia.

  5. coelho diz:

    Meu Deus! Francisco Carlos como Presidente da câmara!! Não pode ser! este Prefeito vai dar asa a cobra. Ele vai se queimar todinho!!! e que Deus nos proteja!!!

  6. Antonio Rinaldo diz:

    Diz o ditado: “Manda quem pode. Obedece quem tem juízo”. Gustavo e Francisco Carlos querem continuar com o poder de mandar. Desejo, espero e ficarei na torcida para que o Prefeito Francisco José Jr “NÃO TENHA JUÍZO”. Dizem que toda pessoa tem a cada dia cinco minutos de loucura. Desejo, espero e ficarei na torcida para o que o Prefeito Francisco José Jr tenha seus cinco minutos de loucura quando for tomar essa decisão. Tomara que ele continue simbolizando a esperança e sendo um signo de mudanças.

  7. Izaurinha diz:

    trazer o poder da dupla mediocre “guguta” e “caga baxim” eh andar com os pes pra tras.esse povo tem q saber q o cavalo passou selado

  8. Inácio Augusto de Almeida diz:

    Coca Cola e água mineral pagas pelo povo.
    Para os filhos do povo água não filtrada nas escolas municipais.
    Vão dizer que é uma despesa irrisória.
    Respondo que despesa pequena é a colocação de filtros nas escolas municipais de Mossoró.
    Mas como somente os filhos dos pobres estudam nas escolas públicas, que se lixem.
    Como eles dizem entre risadas, POBRE NASCEU PARA SOFRER.
    //////
    CADÊ A AUDITORIA REALIZADA NA PREFEITURA?
    É PRECISO REALIZAR UMA AUDITORIA NA CMM.

  9. antonio jose diz:

    As teorias dos Rosados prevalece, Gustavo e Fafá que digam, fizeram o curso com Sandra e Rosalba. Agora o PPP que significa (planejamento por pressão) está só no começo e todo mundo já sabe o que vai acontecer com Chico Carlos na presidência. OU seja, o modelo de gestão de silveira já está pronto pois continua a cartilha dos rosados. Para Jório da um sossega leão de real que ele deixa.

Trackbacks

  1. [...] entre o prefeito e cinco vereadores dissidentes, entre eles o próprio Jório (veja postagem AQUI), abalaram a convivência do prefeito com o vereador e outros parlamentares da base de apoio do [...]

  2. [...] Atual secretário da Cultura da Prefeitura de Mossoró, o agitador cultural Gustavo Rosado (PV) teve seu nome antecipado por este Blog para o cargo, há semanas, antes mesmo da eleição de Francisco Carlos (veja AQUI). [...]

Faça um Comentário

*


Current day month ye@r *

Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.