• Expofruit - Teaser - 20-07-18 a 21-08-18 - Topo
quinta-feira - 30/10/2014 - 08:22h
Câmara de Mossoró

Após duas exclusões, Jório deve ser eleito presidente


A Câmara Municipal de Mossoró realiza antecipação das eleições à sua mesa diretora, para biênio 2015-2016, à manhã de hoje (10 horas). O vereador governista Jório Nogueira (PSD) deverá ser eleito presidente, em lugar de Francisco Carlos (PV), que cumpre mandato tampão até o dia 31 de dezembro deste ano.

Jório (quinto da esquerda para direita) e o prefeito (o sexto) finalmente afinam sintonia (Foto: divulgação)

Jório consolida seu nome com apoio uníssono do governismo com 13 votos e deve ter também votos da oposição. Dois nomes corriam por fora, como o líder da bancada governista Soldado Jadson (Solidariedade) e Alex do Frango (PV), mas recuaram.

A intervenção direta do prefeito Francisco José Júnior (PSD) nos últimos dias, em favor de Jório, pacificou o governismo. Ao mesmo tempo, ratificou maior fortalecimento e iminente ampliação da base do seu governo na Câmara Municipal, pós-eleições estaduais, em que saiu  muito fortalecido.

Na terça-feira (28), o prefeito “Silveira” recebeu os 13 vereadores à noite em seu apartamento. Agradeceu apoio aos seus candidatos eleitos e articulou montagem da mesa diretora.

Ontem (quarta-feira, 29) à noite, foi a vez do próprio Jório reunir seus apoiadores diretos na Casa para afinar discurso. O encontro foi num sítio de sua família, na área urbana da cidade.

A eleição iminente de Jório é uma espécie de “remissão de pecados” do prefeito em relação ao próprio vereador. Em pelo menos dois momentos, nos últimos meses, o rechaçou.

Galeno Torquato

Na eleição que consagrou Francisco Carlos, ele impôs o nome do vereador do PV, ligado ao esquema da ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB), mesmo com a contrariedade praticamente unânime de sua bancada.

Jório tinha aceno positivo dos vereadores e a simpatia de segmentos da oposição, mas foi preterido.

O próprio prefeito, com o desenrolar do tempo e o distanciamento político do esquema de Fafá, chegou a confessar a alguns interlocutores, que tinha errado ao preterir Jório.

Agora, fez o mesmo de antes em seu favor. Evitou defecções na bancada e colocou Jório como seu candidato.

Outro episódio em que Jório tinha sobrado, recentemente, foi na escolha do candidato a deputado estadual do prefeito. Silveira descartou o deputado estadual Leonardo Nogueira (DEM), marido de Fafá, que o apoiara nas eleições suplementares a prefeito.

Apostou no próprio pai e ex-deputado estadual Francisco José (PROS), mas o nome não vingou porque ocorreu  impedimento legal. Aí Jório Nogueira chegou a sonhar em ser ungido. Tinha apoio do então candidato a governador Robinson Faria (PSD).

Porém o prefeito surpreendeu novamente. Importou o ex-prefeito de São Miguel Galeno Torquato (PSD). Mobilizou militância e apoios na bancada de vereadores, proporcionando votação expressiva para seu ungido.

Agora é Jório. Parece que valeu os sacrifícios, renúncias e amuos.

Categoria(s): Política
quinta-feira - 30/10/2014 - 08:02h
Em Brasília

Fátima assina projeto em favor de Reforma Política


Em seu retorno às atividades legislativas na Câmara dos Deputados, a senadora eleita pelo Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), assinou nessa quarta-feira (29), no plenário da Casa, o Projeto de Decreto Legislativo que dispõe a realização de plebiscito para decidir sobre a convocação de uma assembleia nacional constituinte para discutir exclusivamente a Reforma Política.

“As eleições de 2014 retomaram a necessidade da realização de uma Reforma Política no país. A iniciativa do plebiscito para que a população posso ser ouvida e opine que tipo de sistema político quer para o país é bem-vinda e muito saudável para o fortalecimento da nossa democracia brasileira”, declarou Fátima.

“Acredito que através do plebiscito a população vai decidir pelo fim do financiamento empresarial nas campanhas, que abolirá de vez a interferência do poder econômico dentro das eleições”, disse.

“Sabemos que essa reforma trará mais ética para a política, mais democracia, mais participação popular e, claro, mais combate à corrupção e a impunidade no país”, completou.

Categoria(s): Política
  • Repet
quinta-feira - 30/10/2014 - 07:44h
Mossoró de Todos os Tempos

Comércio de Mossoró e Fecomércio terá sua história contada


Em comemoração ao dia do comerciário (30/10) e aos 65 anos da Fecomércio RN (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), o programa Mossoró de Todos os Tempos (MTT) apresenta um programa especial com esses temas, pela TV Cabo Mossoró (TCM), Canal 10.

Marques é o apresentador do programa (Foto: TCM)

Será nesta quinta-feira (30), às 19h30, com reprise no domingo (2), às 19h.

Dirigido pelo jornalista Freire Neto, o programa é apresentado pelo professor Milton Marques e contou com produção de Carla Albuquerque e Kena Adna. Na direção de imagem, Leonardo Melo, edição de Rútilo Tiago e pós-produção e edição de Sandra Melo.

Documento histórico

No especial será apresentado um resumo da história e da importância do comércio em Mossoró e a atuação da Fecomércio. “Tivemos poucos dias para definir o especial, produzir, gravar e editar, mas todos se dedicaram ao máximo e acredito que rendeu um documento histórico e importante. Vamos acompanhar”, comentou Freire Neto.

O MTT poderá ser visto, além do Canal 10 da TCM, pelo portaltcm.com.br em tempo real.

Com informações da Assessoria de Imprensa da TCM.

 

Categoria(s): Comunicação / Economia
quarta-feira - 29/10/2014 - 23:57h

Pensando bem…


“Avisa pro Barack Obama que ‘bombardear pela paz’ é como trepar pela virgindade”.

José Simão

Categoria(s): Pensando bem...
  • Repet
quarta-feira - 29/10/2014 - 14:34h
Mossoró

Câmara Municipal definirá nova Mesa Diretora


Com a assinatura de 13 dos 21 vereadores, a maioria absoluta da Câmara Municipal de Mossoró convocou para esta quinta-feira (30), às 10 horas, a realização da eleição da Mesa Diretora correspondente ao biênio 2015-2016.

Os pedidos de registro de candidatura, individual ou por chapa, de candidatos escolhidos pelas bancadas dos partidos ou blocos parlamentares devem ser entregues à secretaria da Câmara até uma hora antes do horário previsto para o início da votação.

A eleição da Mesa Diretora é efetuada através do voto aberto, sendo considerada vencedora a chapa que obtiver a maioria simples dos votos, ou seja, o maior resultado de votação, dentre os presentes na eleição.

O edital de convocação foi assinado pelos vereadores Soldado Jadson, Heró Alves, Flávio Tácito, Alex do Frango, Celso Lanches, Claudionor dos Santos, Cícera Nogueira, Genilson Alves, Jório Nogueira, Manoel Bezerra, Ricardo de Dodoca, Nacízio Silva e Tassyo Mardonny, e está publicado no mural da Câmara Municipal de Mossoró.

Com informações da Câmara Municipal.

* Depois Blog vai postar bastidores das eleições, que apontam nome de Jório Nogueira (PSD) como eventual eleito.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 29/10/2014 - 14:05h
Mossoró

Maioria evita controle interno de Câmara Municipal


A tentativa de por em prática a proposta de criação da Comissão de Controle Interno da Câmara Municipal de Mossoró, proposta pelo vereador professor Francisco Carlos (PV), cumprindo assim a legislação sobre o tema, foi rejeitada pelo plenário na sessão ordinária dessa quarta-feira. Maioria governista derrubou matéria.

Na discussão foi apresentada uma proposta de criação em regime de urgência, mas foi derrubada pela maioria dos presentes em plenário.
Durante o grande expediente o vereador Tomaz Neto (PDT) foi a tribuna, elogiou a iniciativa do presidente da casa, professor vereador Francisco Carlos, em querer gerenciar, de forma aberta, a gestão legislativa.

“Eu preciso saber como é gasto o dinheiro dessa casa. É uma grande interrogação o que aconteceu antes”, disse Tomaz.

Os vereadores contrários ao regime de urgência argumentam que querem conhecer e apresentar sugestões para a comissão de controle interno. Em defesa de sua proposta, apesar de respeitar aquilo que decidiu o plenário, o vereador Francisco Carlos contestou os argumentos de que não se tinha conhecimento da matéria.

“Essa é a primeira vez que vejo um gestor querendo ser fiscalizado, e sua proposta ser rejeitada”, lamentou Francisco Carlos.

Categoria(s): Política
  • Expofruit - Teaser - 20-07-18 a 21-08-18
quarta-feira - 29/10/2014 - 08:59h
Disputa presidencial

Um país separado por votos


Por Gaudêncio Torquato (Coluna Porandubas Políticas, site Migalhas)

O Brasil dividido ?

O Brasil saiu das urnas rachado ao meio. O racha, ao contrário do que muitos pensam, não mostra um país separado por regiões – Nordeste contra o Sudeste – mas por votos. É só olhar a aritmética eleitoral. Dilma conseguiu uma montanha de votos no Nordeste – mais de 12 milhões de votos de maioria, ou seja, 71% dos votos. Apenas 29% foram para Aécio.

Minas, o ponto nevrálgico

No país, Aécio perdeu por três pontos. O que aponta para seu Estado, MG, onde Dilma venceu por quase cinco pontos (4,82%), cerca de 550 mil votos. Se Aécio tivesse lá metade dos pontos de vantagem que obteve em SP, venceria. No maior colégio eleitoral (SP), Aécio ganhou de 64,31% a 35,62%, uma diferença de 28,62%. Como se recorda, os tucanos prometiam uma vitória em Minas com uma vantagem de mais de três milhões de votos.

Divisão mal feita

Se o país fosse dividido em dois, por regiões, como alguns radicais chegaram a propor nas redes sociais, não seria o Nordeste contra o resto. Ao Nordeste, seriam somados os Estados de Minas e RJ, onde a presidente obteve 58% dos votos válidos contra 42% da votação dada a Aécio.

Dilma, pior em 15 Estados

Em comparação com o 2º turno da eleição presidencial de 2010, quando venceu pela primeira vez, a presidente Dilma Rousseff piorou seu desempenho em 15 Estados e no DF. Nos demais 11 Estados, ela teve votação porcentual superior à registrada há quatro anos. Os maiores avanços ocorreram em SE e no AC, onde a votação da presidenta aumentou 25%. Logo a seguir aparecem RR (24%) e RN (18%). Todos nas regiões Norte e Nordeste. No outro extremo, as maiores quedas proporcionais ocorreram em DF (-28%), SP (-22%), AM (-20%) e SC (-18%).

Melhor desempenho

Na região Nordeste, maior reduto de Dilma, ela conseguiu melhorar seu desempenho em seis dos nove Estados da região. Além de SE e RN, houve aumento expressivo de sua parcela de votação em AL (16%) e no PI (12%). Onde houve piora, a queda foi pequena : 1% ou menos na BA, no CE e no MA, e 7% em PE, onde ganhou a campanha, para surpresa de muita gente que esperava vitória de Aécio, depois de receber o apoio da família de Eduardo Campos.

ACOMPANHE bastidores políticos e mais notícias e comentários em nosso TWITTER clicando AQUI.

Categoria(s): Artigo / Opinião
quarta-feira - 29/10/2014 - 08:33h
Sistema Fecomércio RN

Inscrições para Prêmio de Jornalismo tem fase final


Está em fase final a inscrição para o Prêmio de Jornalismo para o Sistema Fecomércio-RN. Os jornalistas que quiserem inscrever-se no Prêmio devem ficar atentos aos prazos. O período de inscrições encerra-se no próximo dia 05 de novembro.

Com o tema “Fecomércio 65 anos, conquistas e desafios da entidade e do setor que traciona o RN”, podem concorrer profissionais jornalistas autores de trabalhos produzidos sobre todas as atividades produtivas dos segmentos de Comércio, Serviços e Turismo, bem como ações e projetos do Sesc e Senac em prol dos comerciários do estado, e veiculados entre os dias 1º de junho e 31 de outubro de 2014.

Assim como no ano passado, o Prêmio contemplará as categorias de Jornalismo Impresso; Telejornalismo; Radiojornalismo; Fotojornalismo; Jornalismo On-Line; e a Categoria Especial Estudante. O vencedor das categorias Jornalismo Impresso; Telejornalismo; Radiojornalismo; Fotojornalismo; e Jornalismo On-Line irá receber R$ 5 mil, cada um. Já na categoria Especial Estudante, o vencedor recebe o valor de R$ 2.500.

Será escolhido ainda um vencedor geral, entre os ganhadores das seis categorias, que vai receber um prêmio extra, no valor de R$ 3.500.

As inscrições terão início no dia 1º de outubro, e seguem até o 05 de novembro. Os trabalhos que vão concorrer ao Prêmio devem ser enviados através do e-mail premiojornalismo@fecomerciorn.com.br, nos formatos de arquivo descritos no site da Fecomércio RN, no link Prêmio Sistema Fecomércio de Jornalismo 2014.

Saiba mais detalhes clicando AQUI.

Com informações do Sistema Fecomércio/RN.

Categoria(s): Comunicação / Gerais
  • Repet
quarta-feira - 29/10/2014 - 08:06h
Robinson Faria

“Todo ouvidos” para a futura primeira-dama do Estado do RN


Fala-se por aí que a futura primeira-dama do Estado do RN, Julianne Faria, estaria listada para o secretariado do marido Robinson Faria (PSD).

Necessariamente, não precisa ser auxiliar para ser útil.

Mas é certo que ela é uma de suas principais conselheiras, sem necessidade de ser auxiliar.

Influência não precisa de cargo. Precisa de quem seja “todo ouvidos”.

Robinson é todo ouvidos para Julianne.

ACOMPANHE bastidores políticos e mais notícias e comentários em nosso TWITTER clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 29/10/2014 - 07:53h
Confronto

Ricardo Motta e Robinson Faria tem disputa à parte na AL


Entre interlocutores muito próximos, o atual presidente da Assembleia Legislativa e deputado reeleito, Ricardo Motta (PROS), contabiliza 14 votos para ratificar novo biênio na presidência. São 24 votos por lá.

O governador Robinson Faria (PSD) só elegeu seis deputados estaduais.

Motta: dificuldade (Foto: AL)

É uma questão de honra, para Robinson, fazer o presidente. E uma questão política, a maioria na Casa.

Ele caminha com grandes possibilidades de conseguir os dois feitos.

Motta sabe que Robinson não o perdoa por ter sido escanteado durante a gestão de Rosalba Ciarlini (DEM), após viabilizá-lo como presidente da AL.

O troco pode vir agora.

Margem de manobra

Com o poder na mão, o governador eleito tem enorme margem de manobra para atrair mais nomes à sua bancada e fazer o presidente.

Hoje, esse nome em seu bolso é o do deputado reeleito Gustavo Carvalho (PROS), que está – ainda – na bancada adversária.

Até fevereiro, quando haverá eleição, o governador eleito precisará de no máximo mais uns seis ou sete deputados para ter maioria e a presidência.

São três meses até lá.

Se conseguiu 877.196 votos em pouco mais de três meses, não deverá ser muito difícil obter sete votos a mais na Assembleia Legislativa, que já presidiu várias vezes.

Anote, por favor.

ACOMPANHE bastidores políticos e mais notícias e comentários em nosso TWITTER clicando AQUI.

Categoria(s): Política
  • Expofruit - Teaser - 20-07-18 a 21-08-18
quarta-feira - 29/10/2014 - 07:35h
Novo Governo

Dois nomes “certos” para equipe de Robinson Faria


Pelo menos dois nomes estão cotadíssimos para integrarem o secretariado do governador eleito Robinson Faria (PSD).

Ambos, estariam enquadrados em dois critérios imprescindíveis ao futuro governante: capacidade técnica e confiança.

A advogada Tatiana Mendes Cunha, ex-consultora geral do Estado na gestão Rosalba Ciarlini (DEM), é da cota pessoal e círculo de amizade de Robinson. Foi para gestão Rosalba por sua mãos.

Jean-Paul Prates, ex-secretário estadual de Energias Renováveis do Governo Wilma de Faria (PSB), suplente da senadora eleita Fátima Bezerra (PT), é nome de conceito internacional em termos de energia.

É aguardarmos.

ACOMPANHE bastidores políticos e mais notícias e comentários em nosso TWITTER clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 29/10/2014 - 07:14h
Eleitos

Diplomação está definida para 18 de dezembro


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) definiu a data de diplomação dos eleitos no pleito de outubro deste ano, deputados estaduais (e suplentes), federais (e suplente), senadora (e suplentes) e governador.

Ficará para 18 de dezembro, às 17 h, no Centro de Convenções.

A posse de governador Robinson Faria (PSD) e vice Fábio Dantas (PCdoB) acontecerá em 1º de janeiro, além dos deputados estaduais.

Senadora Fátima Bezerra (PT) e os federais terão posse em Brasília no início de fevereiro.

Categoria(s): Política
  • Expofruit - Teaser - 20-07-18 a 21-08-18
quarta-feira - 29/10/2014 - 06:33h
Novo governo

Um bom exemplo a não ser seguido por Robinson Faria


Robinson e Wilma: como não fazer (Foto: arquivo)

Em campanha, o governador eleito Robinson Faria (PSD) prometeu montar uma equipe de auxiliares com predominância do critério técnico, em vez do político.

Garantiu os princípios da meritocracia como norte à sua gestão, em vez  do simples partidarismo, compadrio ou loteamento político.

Pela própria configuração da aliança que formou, em face do que proclamou e no combate ostensivo que fez ao chamado “candidato do acordão” (Henrique Alves-PMDB), Robinson tem tudo à mão para implantar uma nova era na administração pública do Rio Grande do Norte.

A última vez que um governador teve plenas condições de promover essa “revolução”, traiu as próprias palavras e extraviou essa perspectiva. Foi com Wilma de Faria (PSB).

“Caciques”

Ela foi candidata ao Governo do Estado em 2002 em faixa própria, prometendo aposentar “os caciques”. Discurso do primeiro turno que a levou ao segundo, deixando adversários e esquemas tradicionais para trás.

Nas eleições do segundo turno, em que superou Fernando Freire (PMDB) – candidato apoiado pelo grupo Alves, começou a lotar seu palanque com representantes do “caciquismo” que tinha combatido até dias antes.

Em dois governos consecutivos, acabou ratificou alianças com o conservadorismo e negando, na prática, o que pregara.

Explicado, em parte, não ter se elegido ao Senado em 2010 e novamente ter fracassado nesse projeto em 2014.

Robinson já tem um exemplo a não ser seguido: Wilma.

ACOMPANHE bastidores políticos e mais notícias e comentários em nosso TWITTER clicando AQUI.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 29/10/2014 - 05:45h
Política nacional

José Agripino nega fusão do DEM com o PSDB


O presidente nacional do Democratas, José Agripino (RN), negou nesta terça-feira (28) especulações divulgadas por alguns meios de comunicação de que o partido pensa em fusão com o PSDB. O senador, que também é líder da legenda no Senado, lembrou que não foi apenas o DEM que diminuiu de tamanho na Câmara.

Agripino: fortalecimento (Foto: Mariana Di Pietro)

O partido passará de 27 para 22 deputados a partir de 2015.

Partidos grandes como o PT e o PMDB, por exemplo, também viram sua bancada encurtar na Casa. O número de deputados do PT cairá de 88 para 70 e do PMDB de 72 para 66.

Fortalecimento

Para Agripino, a diminuição das bancadas na Casa deve-se, principalmente, à pulverização dos partidos uma vez que a Câmara passará a ter 28 legendas com representatividade em 2015, e não mais 22, como atualmente.

“Não existe absolutamente nada sobre essa ideia de fusão. Todos os partidos praticamente diminuíram de tamanho porque se evoluiu de 22 para 28 partidos, isto é, houve uma distribuição de parlamentares pelos partidos a mais que foram criados”, explicou o senador pelo Rio Grande do Norte.

Ainda de acordo com Agripino, a Executiva Nacional do DEM deve se reunir na primeira quinzena de novembro para discutir estratégias de fortalecimento.

Categoria(s): Política
  • Expofruit - Teaser - 20-07-18 a 21-08-18
quarta-feira - 29/10/2014 - 05:32h
Câmara Federal

Reforma política é cobrada e pode entrar em pauta


O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), recebeu nesta terça-feira (28), na reunião de líderes, requerimento do vice-líder do PP, deputado Esperidião Amim (SC), para que a admissibilidade da PEC da Reforma Política (352/13) seja votada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) nesta quarta-feira (29).

O requerimento foi assinado por 15 dos 22 líderes.

Esperidião Amim argumentou que os parlamentares foram cobrados durante todo o processo eleitoral sobre a urgência de uma reforma política e a Câmara não pode mais adiar a discussão do tema. Ele lembrou que a proposta que deve ser votada nesta quarta-feira pela CCJ foi elaborada por um grupo de trabalho em 2013.

Henrique Alves concorda que não há mais razão para adiar o debate e acredita que as divergências sobre o mérito da proposta poderão ser discutidas na comissão especial que será criada para analisar a PEC.

Com informações da Câmara Federal.

Categoria(s): Política
quarta-feira - 29/10/2014 - 05:15h
Mossoró-Seridó

Prefeito esclarece nota falsa usada em seu nome


O prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior (PSD), foi surpreendido nesta terça-feira (28), com uma nota falsa publicada em um blog do Seridó. A publicação foi feita como se ele tivesse escrito para o blogueiro, dando informações sobre seu futuro político e tentando criar caso com outras lideranças políticas de Mossoró.

O problema é que o prefeito não mandou nota nenhuma nem sequer falou com o blogueiro por telefone.

Francisco José Júnior pediu, através de sua assessoria, direito de resposta, que foi concedido, e esclareceu o fato. Ele disse ainda que refuta tal prática que, no caso específico, fere o artigo 299 do Código Penal, o qual prevê “reclusão de um a três anos e multa, se o documento é particular” para quem “(…) inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante”.

Jurisprudência

Para evitar a repetição deste crime, o prefeito Francisco José Júnior se coloca à disposição de todos os jornalistas para conversar sobre qualquer assunto administrativo ou político.

Quanto às inverdades publicadas, Francisco José Júnior esclarece que, embora não seja momento de falar em eleição municipal, não haverá impedimento jurídico para ele tentar a reeleição, caso seja essa a sua vontade. Sua assessoria jurídica encontrou pelo menos 11 jurisprudências do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que abrem precedentes para isso.

No mais, Francisco José Júnior diz que é hora de seguir firme no trabalho administrativo que iniciou em Mossoró desde que assumiu a Prefeitura. Para isso, todo o esforço será feito para trabalhar em conjunto com qualquer liderança que queira ajudar no desenvolvimento de Mossoró. Bem como, acredita que com Robinson, governador, Fátima, senadora, e a presidenta Dilma, ficará mais fácil lutar pelas ações macro que ajudarão Mossoró a crescer ainda mais.

Com informações da Assessoria do prefeito Francisco José Júnior.

 

Categoria(s): Política
  • Repet
terça-feira - 28/10/2014 - 23:54h

Pensando bem…


“Deve-se deixar a vaidade aos que não têm outra coisa para exibir.”

Honoré de Balzac

Categoria(s): Pensando bem...
terça-feira - 28/10/2014 - 18:30h
RN

Disputa por presidência mexe com bastidores


Só no início de fevereiro de 2015, a Assembleia Legislativa do RN vai empossar e eleger sua mesa diretora, para o biênio 2015-2016.

Mas a luta por sua presidência está a pleno vapor, envolvendo eleitos e reeleitos nas eleições do dia 5 deste mês.

O atual presidente, Ricardo Mota (PROS), costura apoio à nova presidência.

Mas o deputado reeleito Gustavo Carvalho (PROS) corre por “fora”, com a simpatia do governador eleito Robinson Faria (PSD).

O deputado eleito e ex-presidente Álvaro Dias (PMDB) surge como “azarão”.

Bastidores fervem.

Categoria(s): Blog
  • Repet
terça-feira - 28/10/2014 - 16:05h
Blog Carlos Santos

Bate-papo sobre as eleições na TCM e FM 95


A convite da TV Cabo Mossoró (TCM), o editor deste Blog falará sobre as eleições 2014 hoje.

Será dentro do programa “Cenário Político”.

O bate-papo começará às 18h45.

Conversa com os âncoras Carol Ribeiro e Marcello Benévolo e os telespectadores.

Um pouco antes, estarei na FM 95, às 18h30, sendo inquirido sobre o mesmo assunto, pelos jornalistas Tárcio Araújo e Clarissa Paiva.

Veja ao vivo pela Net ao vivo AQUI.

Categoria(s): Política
terça-feira - 28/10/2014 - 07:13h
Francisco José Júnior

Prefeito articula liderança própria além dos limites de Mossoró


Olhares menos atentos podem imaginar que o prefeito Francisco José Júnior (PSD) fortaleceu sua imagem de liderança emergente, apenas com as vitórias superlativas de seus candidatos em Mossoró. Ledo engano.

Cláudia começou voo; Francisco sabe como fazer (Foto: arquivo)

Também pesa na contabilidade a seu favor, articulações além dos limites mossoroenses no segundo turno.

A atração do prefeito pau-ferrense Fabrício Torquato (DEM) para apoio ao governador eleito Robinson Faria (PSD) e, outras intervenções, mostraram sua destreza nos bastidores.

O prefeito “Silveira” avança para ser uma referência regional. Esforça-se para ir mais além, agora sob o incentivo incisivo de Robinson.

Faz exatamente o contrário do que teve oportunidade, nas mãos, mas não ousou em qualquer momento, a ex-prefeita Fafá Rosado (DEM, hoje no PMDB).

Ela ficou oito anos na prefeitura (dois mandatos), mas nunca conseguiu formar grupo próprio e não percebeu a necessidade de expandir eventual liderança para outros municípios.

Não é do ramo

Pagou caro pelo primarismo. Nitidamente não é do ramo.

Ficou no ramerrame paroquial cavilosamente “estatizando” boa parte da imprensa e vaquejando vereadores. Iludiu-se com a ideia de que era “líder”.

A prova da estratégia errada veio agora com eleição à Câmara Federal. Fafá não se elegeu e teve votação paupérrima dentro e fora de Mossoró. Seu marido e deputado estadual Leonardo Nogueira (DEM), da mesma forma.

A imprensa já não lhe fez mais tantos afagos como antes e dos vereadores, apenas Francisco Carlos (PV) a seguiu.

Quem começou a fazer diferente foi Cláudia Regina (DEM), prefeita cassada e afastada, que substituiu Fafá Rosado. Começou a mil, que se diga.

Revitalizou a Associação dos Municípios do Oeste do Rio Grande do Norte (AMORN), passou a presidi-la e maquinava voo mais alto, quando perdeu mandato. Com a maior parte da imprensa e vereadores fez o de sempre. Fora do poder, recebeu deles o de sempre: desprezo.

Francisco José Júnior, diante dos dois exemplos, já sabe exatamente o que fazer e o que não fazer.

Categoria(s): Política
  • Expofruit - Teaser - 20-07-18 a 21-08-18
terça-feira - 28/10/2014 - 06:40h
PMDB

Henrique na Previdência Social


Por Cláudio Humberto

Derrotado na eleição, o atual presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), pode assumir o Ministério Previdência em lugar do senador Garibaldi Alves Filho (PMDB).

Até para que ele atue como “bombeiro” junto a Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Categoria(s): Política
terça-feira - 28/10/2014 - 06:15h
Mossoró

Câmara deve definir nova mesa com bastidores intensos


Esta semana, hoje ou amanhã, a Câmara Municipal de Mossoró poderá definir a sua nova mesa diretora para biênio 2015-2016.

As conversas para disputa interna estão na pauta há meses, mas esta semana terá desfecho.

O vereador Jório Nogueira (PSD) aparece como favorito, mas dentro da sua própria bancada (governista), outros nomes surgem para o desafio, como Alex do Frango (PV) e Soldado Jadson (Solidariedade), líder do governo.

Na oposição, que tem bancada minoritária, existe a velha “disposição para o diálogo”. Pode ajudar a fazer o próximo presidente, mas também pode promover a derrota de alguém.

Precavido, Jório abriu diálogo com vereadores ligados a deputada federal Sandra Rosado (PSB), casos de Lahyrinho Rosado (PSB) e Vingt-un Rosado Neto (PSB).

Robinson Faria

A eleição de Robinson Faria (PSD) para o Governo do Estado é um ingrediente a mais para a contenda institucional. Passa a reforçar o interesse do prefeito Francisco José Júnior (PSD), seu principal aliado na região à vitória do último domingo (26), em ter um vereador aliado na presidência.

Jório, aí novamente, aparece mais ainda como favorito. Tem a simpatia de Robinson, nome que apostou desde o começo para o governo estadual.

O atual presidente, Francisco Carlos (PV), que está com mandato tampão no cargo até 31 de dezembro deste ano, não parece com fôlego à disputa. Foi eleito por imposição do prefeito, mas entrou em conflito político com ele. Tem arestas na oposição e governismo.

Tradicionalmente, eleição na Câmara Municipal é sempre muito tensa e sujeita a muitas reviravoltas.

Categoria(s): Política
Home | Quem Somos | Regras | Opinião | Especial | Favoritos | Histórico | Fale Conosco
© Copyright 2011. Todos os Direitos Reservados.